Começam os saques do PIS/Pasep

Brasília – Pessoas enfrentam filas no primeiro dia de saque do FGTS de contas inativas (Antonio Cruz/Agência Brasil)

A partir de hoje (18), os brasileiros com mais de 57 anos, que são titulares de contas inativas dos fundos dos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), poderão sacar esses recursos.

Entre os dias 14 e 28 de setembro, a autorização será ampliada para todas as idades, diferentemente do que ocorria até então, quando o saque total só podia ser feito quando o trabalhador completasse 70 anos, se aposentasse, tivesse doença grave ou invalidez ou fosse herdeiro de titular da conta.

A mudança da regra ocorreu na última semana, quando o presidente Michel Temer assinou decreto que amplia as possibilidades de saque até o dia 28 de setembro. A estratégia do governo é impulsionar a economia, seguindo o modelo adotado na liberação de saques das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que representaram cerca de R$ 43 bilhões em movimentação.

Pelas contas do governo, 28,7 milhões de pessoas serão beneficiadas. Em cifras, são R$ 34,3 bilhões disponíveis para saque no Banco do Brasil e na Caixa Econômica Federal. Isto porque 3,6 milhões de pessoas já resgataram R$ 5 bilhões em recursos dos dois programas.

Quem tem direito

Tem direito ao saque servidores públicos e pessoas que trabalharam com carteira assinada de 1971, quando o PIS/Pasep foi criado, até 1988. Quem contribuiu após 4 de outubro de 1988 não tem direito ao saque.

Isso ocorre porque a Constituição, promulgada naquele ano, passou a destinar as contribuições do PIS/Pasep das empresas para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), que paga o seguro-desemprego e o abono salarial, e para o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Para saber se tem direito ao benefício, o trabalhador pode acessar os sites www.caixa.gov.br/cotaspis e www.bb.com.br/pasep.

Lei Seca completa 10 anos

Na madrugada da última segunda-feira (11), Luiz Carlos Mello Silva, 15, andava de bicicleta em uma avenida na zona sul de São Paulo.

Sem que percebesse a aproximação de um carro em alta velocidade, o garoto foi atingido pelas costas e lançado a uma altura de cerca de cinco metros. Na queda, o magro adolescente bateu com o rosto na guia e morreu no local.

O motorista foi submetido a um exame de bafômetro, que acusou a embriaguez. Ele está preso à espera de julgamento.

Luiz Carlos morreu no mês de aniversário de dez anos da Lei Seca, completados nesta terça (19). A legislação estabeleceu maior rigor contra quem bebe e dirige —regras endurecidas cinco anos depois.

Embora não disponham de série completa comparativa de dados com os critérios iguais desde antes da Lei Seca, autoridades de trânsito de São Paulo e do Rio indicam que, nos últimos anos, parte dos motoristas mudou de comportamento e ficou mais difícil flagrar embriagados.

Por outro lado, especialistas temem relaxamento nessa mudança de comportamento e alertam que apenas com mais fiscalização será possível reverter o cenário de mortes como a de Luiz Carlos.

“De que adianta existir a Lei Seca e meu filho ter morrido por culpa de um motorista bêbado?”, questiona o comerciante Luiz Aparecido da Silva, 39, pai de Luiz Carlos.

Balanço do Detran de SP aponta que em 2013 houve 12.746 abordagens, das quais 1.226 resultaram em multas.

Ou seja, 9,6% dos motoristas foram autuados pelo departamento por terem se recusado a fazer o teste do bafômetro ou por estarem comprovadamente alcoolizados.

Em 2017, o Detran paulista bateu o seu próprio recorde de testes realizados: foram 78.009 abordagens e 5.179 autuações —6,6% do total.

A queda do percentual de motoristas autuados ocorre também no estado do Rio de Janeiro. Entre 2013 e 2018, o índice de motoristas flagrados sob efeito de álcool ou que se recusaram a fazer o teste do bafômetro caiu de 6,7% para 4,4%. Em 2011, esse número chegou a ser de 11,6%.

Logo no primeiro mês da lei, em 2008, o Ministério da Saúde divulgou um levantamento que indicava que ela tinha ajudado a reduzir em 24% os atendimentos emergenciais a feridos em acidentes de trânsito feitos pelo Samu.

Porém, outros dados da pasta apontam que, ao longo desta década, o número de pessoas que admitem beber e dirigir teve pequenas variações —e continua preocupante.

Em 2011, pesquisa anual feita por telefone com pacientes do SUS mostrava que 6% dos entrevistados admitiam dirigir após ingerir álcool. Em 2013, o índice foi o menor da série, 5,2%, mas em 2016 foi de 7,3%. Em 2017, ficou em 6,7%.

Outros dois estudos da USP apontam que, nos casos em que há morte da vítima de trânsito, a presença de álcool subiu entre 2005 e 2015.

Em 2005, o estudo analisou amostras de sangue de 907 vítimas do trânsito paulistano (60% dos casos naquele ano). Em 39% das vezes, a vítima tinha algum vestígio de álcool. A maior preponderância de álcool era entre os motoristas e passageiros de carros.

Em 2015, o mesmo laboratório analisou 56 amostras de sangue de novas vítimas do trânsito paulistano, numa amostragem que estatisticamente representa as vítimas de toda a cidade. Em 43% dos casos, o álcool estava presente no sangue das vítimas.

Para Gabriel Andreuccetti, pesquisador do departamento de medicina legal da Faculdade de Medicina da USP, o dado mostra que, apesar da diminuição geral das mortes no trânsito nos últimos anos, o álcool continua bastante presente como causa de acidentes fatais.

Para Nilton Gurman, do movimento “Não foi acidente”, o que se percebeu ao longo da última década foi uma adesão inconstante dos motoristas à restrição do uso do álcool no trânsito, a depender do aperto da legislação e do comportamento da população.

Segundo ele, a criação da lei em 2008 foi só um degrau, mas que logo acabou prejudicado pelo que chama de distorção no Judiciário, que adotou a tese de que ninguém poderia produzir provas contra si.

“Isso prejudicou muito a eficácia da lei. Mas, desde então, a lei mudou e os prazos das penas aumentaram. A partir de 2012, por exemplo, a recusa ao bafômetro passou a ser multada. E cada um desses avanços foi um novo degrau”, disse.

Nilton Gurman é tio de Vitor Gurman, morto atropelado em julho de 2011 por uma nutricionista que estava alcoolizada e em alta velocidade.

Outro fator preocupante é o aumento do número de motoristas que se recusam a fazer um teste de bafômetro para escaparem de uma prisão, como mostrou a Folha em dezembro de 2017.

Naquele ano (entre janeiro e setembro), as recusas ao bafômetro foram de 10%. No mesmo período de 2015, esse índice era de somente 1,4%.

Ainda que o motorista recuse o teste de bafômetro para evitar uma prisão, as penalidades são de multa de R$ 2.934,70 e suspensão do direito de dirigir por um ano.

Para o especialista em segurança viária Horácio Figueira, é preciso criar ainda mais restrições ao motorista que decida recusar o teste, para que essa não seja uma alternativa viável.

“Por que uma pessoa se recusou a usar o bafômetro? É porque ela bebeu. Acho que a lei deveria mudar para que, no momento de obtenção da CNH (Carteira Nacional de Habilitação), o novo motorista soubesse que, se um dia ele recusar o teste de bafômetro, ele terá a habilitação suspensa por cinco anos”, sugere.

Figueira defende que a estratégia de blitz também deve ser aperfeiçoada.

Além das grandes blitze, a Polícia Militar deveria investir em pequenas abordagens, com curto tempo de duração na mesma rua, para driblar aplicativos e redes sociais que avisam sobre a presença de policiais. “A blitz não pode ser previsível”, comenta.

Maurício Januzzi, presidente da comissão de direito viário da OAB-SP, diz que a fiscalização no país ainda não é efetiva. “Ela é por amostragem. O motorista não sabe se vai ser abordado ou não. Por isso, o comportamento continua o mesmo, que é o de beber e dirigir. Isso só mudará quando o motorista tiver a certeza absoluta de que ele será abordado. Não basta o rigor da punição [com penas e multas altas], é preciso a certeza da punição”, diz Januzzi.

O QUE ACONTECE COM QUEM É PEGO NO TESTE DO BAFÔMETRO
Se o aparelho indicar…

… menos de 0,3 mg de álcool por litro de ar soprado ou se o motorista se recusar a fazer o exame Multa de R$ 2.934 e suspensão da CNH

… 0,3 mg ou mais 6 meses a 3 anos de prisão, multa de R$ 2.934 e suspensão da CNH

O que mudou em 10 anos

Jul.2008 Lei Seca é promulgada

Dez.2012 Vídeos e exames clínicos passam a servir como provas. Recusa a fazer teste passa a render multa (R$ 1.915 )

Nov.2016 Multa aumenta para R$ 2.934

Abr.2018 Penas mais duras para motorista bêbado que mata ou fere alguém

Brasil estreia na Copa do Mundo com empate diante da Suíça

Começou a Copa do Mundo FIFA 2018 para a Seleção Brasileira! Neste domingo (17), a equipe comandada pelo técnico Tite enfrentou a Suíça, na Arena Rostov, na Rússia, e empatou em 1 a 1. O golaço da Canarinho foi marcado por Philippe Coutinho, que finalizou de fora da área e acertou o ângulo do goleiro suíço.

Com o ponto somado, o Brasil aparece na segunda posição do Grupo E, liderado pela Sérvia, que venceu a Costa Rica por 1 a 0 na manhã deste domingo. O próximo compromisso da Seleção será na sexta-feira (22), às 9h (de Brasília), contra a Costa Rica, em São Petesburgo.

O jogo

O início do Brasil na Copa do Mundo foi como o torcedor gosta de ver: o time pressionando e próximo ao gol a todo instante. A primeira chegada da Canarinho foi aos cinco minutos de jogo, quando Willian avançou pela direita e cruzou bem, mas viu a bola passar por todo mundo e sair. A equipe brasileira foi tocando a bola com paciência, enquanto a Suíça se fechava. Aos 11, uma ótima chance. Após boa jogada pela esquerda com Philippe Coutinho e Neymar, Paulinho recebeu e desviou para o gol, que por muito pouco não foi marcado.

Com maior posse de bola e mais criativo, o Brasil chegou perto novamente aos 16 minutos. Coutinho arrancou sem marcação e passou para Gabriel Jesus, que finalizou cruzado e viu Sommer fazer a defesa. Na sequência, aos 19, saiu um golaço! Marcelo cruzou, a zaga adversária cortou, mas a bola sobrou para Coutinho, de fora da área, acertar a gaveta do goleiro suíço: 1 a 0. O Brasil ficou perto de ampliar os 32, quando Neymar cobrou escanteio, e Jesus cabeceou muito perto do gol suíço.

Atrás no marcador, a Suíça arriscava em cruzamentos para a área, como no de Ricardo Rodríguez, bem cortado de cabeça por Miranda. Já nos acréscimos, a grande chance foi com Thiago Silva. Novamente Neymar cobrou escanteio com capricho, e o zagueiro cabeceou no meio da área, vendo a bola passar com muito perigo sobre a meta de Sommer.

Na volta do intervalo, a Suíça seguiu apostando nas bolas aéreas e conseguiu o empate aos quatro minutos. Após cobrança de escanteio, Zuber empurrou Miranda na pequena área e cabeceou para o gol: 1 a 1. Buscando a vantagem novamente, o Brasil quase marcou os 11 minutos. Após dois chutes de Coutinho, a bola desviou na zaga adversária e sobrou para Neymar, que finalizou bem, mas por fora das redes. A outra boa chance foi aos 24. Neymar levantou a bola na área para Coutinho, que dominou no peito, se livrou do marcador e viu a finalização passar rente à trave. O Brasil seguiu trocando passes e com maior posse de bola.

Aos 27, Renato Augusto lançou na área, Gabriel Jesus girou sobre a zaga e foi ao chão, mas o árbitro mandou seguir o jogo. Depois, aos 32, Neymar finalizou da entrada da área, e Sommer defendeu. A Seleção seguiu ofensiva, principalmente após a entrada de Roberto Firmino. Aos 36 minutos, o camisa 20 foi lançado na área e soltou uma bomba em direção ao gol suíço, mas a bola saiu por cima da meta. Na sequência, aos 42, Neymar surpreendeu ao cabecear firme após cruzamento de Willian, mas Sommer fez a defesa. Sem desistir, o Brasil insistiu e quase fez nos minutos finais da partida.

Aos 45, Neymar cobrou falta da ponta esquerda, e Firmino cabeceou com perigo, mas foi parado no goleiro suíço. No lance seguinte, após escanteio, Miranda ficou com a sobra na entrada da área e chutou bem, mas a bola passou pela lateral.  E, até o minuto final, a Canarinho permaneceu no ataque. Aos 50 minutos, Neymar levantou, a bola sobrou para Renato Augusto, que ficou cara a cara com o goleiro suíço e soltou uma bomba, mas travou na zaga e não conseguiu marcar.

Brasil: Alisson, Danilo, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro (Fernandinho), Paulinho (Renato Augusto) e Philippe Coutinho; Willian, Neymar e Gabriel Jesus (Roberto Firmino).

Vem aí o Arraiá das crianças da Casa Durval Paiva

Animação, brincadeiras e solidariedade não vão faltar na festa junina das crianças e adolescentes da Casa Durval Paiva. O tradicional Arraiá do Seu Durvá vai acontecer na próxima quarta, 20/06, das 14 às 17h, no salão Sapekas Play, em Candelária.

Pacientes em tratamento contra o câncer e doenças hematológicas crônicas, seus acompanhantes, bem como, voluntários, doadores, e simpatizantes da causa entrarão no ritmo do forro pé de serra. O coral Bem Viver formado pelas mães da Casa fará uma apresentação especial e personagens vivos caipiras animarão a festa.

Na programação ainda constam: quadrilha improvisada, escolha do rei e rainha do milho, sorteio do balaio, comidas e brincadeiras típicas como: pescaria, jogo de argolas, barraca do beijo, acerte o alvo, correio elegante e estoure o balão.

Quem quiser colaborar com a festa, pode doar: espiga de milho, pamonha, canjica, milho para mungunzá, bolos típicos, polpa de frutas e refrigerantes. Informações: 4006-1600.

Programação:

14:00 às 14:30 – Coral Bem Viver e correio elegante

14:30 às 15:00 – Brincadeiras, escolha do Rei e Rainha do Milho

15:00 às 15:15 – Quadrilha improvisada

15:30 às 16:30 – Trio Pé de Serra, sorteio do balaio e brinquedos

Acesse a Postagem Original: http://www.blogdobg.com.br/#ixzz5ImcCv6rn

Ranking das escolas 2018 é divulgado

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão do Ministério da Educação, divulgou os microdados do Enem 2017. Segundo o MEC, tais informações permitem análises mais aprofundadas por parte de pesquisadores, jornalistas e gestores públicos. Dentre outras consequências esses dados são usados para construir o ranking das melhores escolas de cada estado. No Rio Grande do Norte, o Colégio Ciências Aplicadas ficou em primeiro lugar, o Over Colégio e Curso, em segundo, e o CEI Romualdo na terceira colocação. Mesmas colocações do ano anterior.

Confira a relação com as escolas melhores classificadas no RN
1 COLÉGIO CIÊNCIAS APLICADAS = 682,93
2 OVER COLÉGIO E CURSO – NATAL = 647,87
3 CEI ROMUALDO = 645,56
4 MARISTA = 642,83
5 CEI MIRASSOL = 639,73
6 OVER COLÉGIO E CURSO – N. PARNAMIRIM = 616,44
7 FACEX – UNIDADE ZONA SUL = 616,14
8 SALESIANO DOM BOSCO = 615,14
9 IFRN – CAMPUS NATAL – CENTRAL = 614,14
10 IFRN – CAMPUS MOSSORO = 607,69
11 SALESIANO SAO JOSE = 602,92
12 HENRIQUE CASTRICIANO = 602,62
13 COLÉGIO MATER CHRISTI = 600,44
14 COLÉGIO DIOCESANO SANTA LUZIA = 597,90
15 COLÉGIO MARIE JOST = 595,46
16 CEAM = 593,87
17 IFRN – CAMPUS PARNAMIRIM = 593,63
18 IFRN – CAMPUS S. G. DO AMARANTE = 591,43
19 NEVES = 586,89
20 IFRN – CAMPUS CURRAIS NOVOS = 586,70
21 IFRN – CAMPUS NATAL – CIDADE ALTA = 586,25
22 INSTITUTO REIS MAGOS = 586,00
23 IFRN – CAMPUS NATAL – ZONA NORTE = 584,57
24 COLÉGIO DIOCESANO SERIDOENSE = 583,49
25 CEI – ZONA SUL = 583,10
26 CONTEMPORÂNEO LAGOA NOVA = 581,91
27 MARISTELLA = 581,75
28 IFRN – S.P. DO POTENGI = 577,08
29 CONTEMPORÂNEO CIDADE VERDE = 576,55
30 MASTER = 574,87

De acordo com o professor Carlos André, diretor do Over Colégio e Curso, alcançar esse referencial no meio de escolas que existem há décadas, algumas inclusive que são centenárias, é um motivo de muito orgulho. “Apesar de estarmos comemorando em 2018 os 20 anos do cursinho, a nossa escola ainda não completou 10. Esse é um resultado que nos deixa muito felizes porque gera um reconhecimento muito importante”.

Estar entre as melhores escolas, segundo Carlos André, mostra que a escola está no caminho certo. “Como é algo que já é uma repetição indica que já solidificamos a posição, o que nos leva a acreditar que a partir de então é só subir. A gente aproveita para agradecer toda a equipe porque esse é um resultado coletivo em que, sem dúvida, todo integrante da escola plantou uma sementinha para que isso acontecesse e florescesse”.

Espanha e Portugal se enfrentam no jogo mais aguardado da 1ª rodada da Copa da Rússia

 

Cristiano Ronaldo, melhor jogador do mundo, estará em campo defendendo Portugal. Foto: Yuya Shino – Agência Lusa

Esta sexta-feira (15.6) reserva o jogo mais aguardado da primeira rodada da Copa do Mundo da Fifa 2018: o duelo entre Espanha e Portugal. O melhor jogador do mundo, Cristiano Ronaldo, enfrenta alguns de seus companheiros do Real Madrid no jogo Portugal x Espanha.

Ronaldo terá o experiente João Moutinho, Gonçalo Guedes e Bernardo Silva para tentar a vitória. Do lado espanhol, uma série de jogadores pode decidir – Iniesta, Diego Costa, Isco, David Silva. As opções são variadas para o campeão de 2010. Lusitanos e espanhóis se enfrentam em Sochi, às 15h.

Uruguai vence Egito com gol no fim do segundo tempo

Uruguai vence Egito por 1 a 0/Jason Cairnduff/Reuters/Direitos reservados

O Uruguai venceu hoje (15) o Egito com gol do zagueiro Giménez aos 43 minutos do segundo tempo. As equipes se enfrentaram na primeira rodada do Grupo A da Copa do Mundo. O forte ataque uruguaio – com Cavani, do Paris Saint-Germain, e Suárez, do Barcelona – teve poucas oportunidades de gol e não marcou. A grande estrela do time africano, Mohamed Salah, ainda se recupera de uma lesão no ombro e, apesar de ter sua presença em campo especulada na véspera do jogo, assistiu à partida do banco de reservas.

O zero a zero do primeiro tempo foi decepcionante para as duas torcidas. O time sul-americano tomou a iniciativa desde o início da partida, teve mais posse de bola, mas preocupou pouco a defesa egípcia.

O único lance de perigo do Uruguai no primeiro tempo foi aos 23 minutos de jogo. Após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Suárez à esquerda da pequena área. Ele emendou para o gol, e a bola estufou a rede pelo lado de fora. Muita gente gritou gol no estádio de Ecaterimburgo. O lance assustou o adversário, que passou a sair mais para o jogo. Mas a defesa uruguaia, comandada pelo experiente Godín, afastava o perigo.

Segundo tempo

Com menos de um minuto do segundo tempo, Cavani deu um passe precioso para Suárez dentro da grande área. Ele venceu o zagueiro na disputa de corpo e bateu forte, à queima-roupa, para a defesa de El-Shenawy. O goleiro do Egito, destaque do time no jogo, fechou bem o espaço e defendeu com o joelho direito.

Apesar do início animador, o Uruguai continuava sem criatividade no ataque na segunda metade do jogo. Bem fechada, a defesa egípcia não deixava Suárez dominar a bola com tranquilidade rumo ao gol. Aos 27 minutos, o camisa 9 recebeu de Cavani com espaço. Ele entrou na pequena área e tentou driblar o goleiro, mas El-Shenawy agarrou a bola nos pés do atacante.

O Egito apostava nos contra-ataques para tentar surpreender. Aos 35 minutos, levou perigo em um contra-ataque em velocidade, mas faltou finalização.

Aos 37 minutos, Cavani, que até então optava por dar passes para Suárez, arriscou um chute forte de fora da área, para excelente defesa do goleiro. Aos 42, outra boa chance uruguaia, novamente com Cavani. Ele sofreu falta na entrada da área e ele mesmo fez a cobrança. A bola explodiu na trave esquerda de El-Shenawy.

O gol salvador só veio aos 43 minutos. Em cobrança de falta, Sánchez jogou a bola dentro da área e Giménez marcou de cabeça. Festa no campo e muito alívio da torcida uruguaia. Salah, do banco, não escondeu a decepção.

Com a vitória, o Uruguai vai a três pontos, mas fica em segundo lugar no grupo, porque a Rússia tem maior saldo de gols, conquistado ontem na vitória de 5 a 0 contra a Arábia Saldita. O Egito fecha a primeira rodada do grupo A em terceiro lugar.

Natal ganha a 25ª unidade do Café Cidadão no Bom Pastor

Frutas, biscoitos, frango, macaxeira, bolo, café com leite e suco. Esse foi o primeiro cardápio do Café Cidadão aberto nesta sexta-feira (15), no bairro do Bom Pastor, Região Oeste de Natal. Maria Aparecida Conceição levou a filha para fazer a primeira refeição do dia na nova unidade. “Fiquei feliz demais por ter esse café perto de casa. Às vezes não tenho condições de oferecer para meus filhos um prato como esse e agora vou trazer eles sempre que puder”, disse a dona de casa.

Esta é a 5ª unidade aberta pelo Governo do Estado em Natal e vai oferecer diariamente 300 cafés da manha ao preço simbólico de R$ 0,50. Além do Bom Pastor, o Café Cidadão também foi instalado nos bairros de Cidade da Esperança, Felipe Camarão, Nossa Senhora da Apresentação e Cidade Alta. Ao todo, são 25 unidades espalhadas pelo RN.

O governador Robinson Faria e o secretário do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas), Vagner Araújo, estiveram na inauguração para conhecer o novo espaço e conversar com a população. “Nosso governo está atendendo com muito carinho um pedido do povo do Bom Pastor, trazendo um Café Cidadão com comida de boa qualidade, barata e nutritiva para atender as famílias humildes da região. Estamos cumprindo com nosso objetivo, que é ajudar e estender as mãos para as pessoas que mais precisam das ações do governo”, ressaltou Robinson.

Até o mês de junho, o Executivo Estadual tem a previsão de abrir mais três unidades do programa em Natal (Alecrim), Mossoró (Bom Jardim) e Parnamirim (Mercado Público). “Com esses novos espaços teremos um aumento de 18 mil cafés por mês, beneficiando cada vez mais pessoas com as ações sociais do Governo”, informou Araújo.

Programa Café Cidadão

O Café Cidadão é um programa de segurança alimentar, voltado para a população em vulnerabilidade social e para o trabalhador potiguar. O programa Café Cidadão está presente em 21 municípios potiguares e oferece quase 120 refeições cafés por mês.

Museu da Memória Afetiva vai começar a frequentar a escola

O Museu da Memória Afetiva da Cidade do Natal (Mmac) vai começar a frequentar a escola. E quem vai levar essa ideia à frente são os próprios professores do município. Graças a uma parceria firmada com a Secretaria Municipal de Educação, o Mmac receberá nesta sexta-feira, a partir das 13h30, uma turma composta por 35 professores de geografia e história da rede municipal.

O encontro acontecerá no Parque das Dunas, mais especificamente na Folha das Artes. A ideia é apresentar o Museu aos professores e desenvolver junto com eles metodologias para que a construção de memórias que o Mmac propõe possa ser usada pelos alunos da rede municipal de Natal. Segundo os gestores do museu, esta também é uma forma de fortalecer a cidadania e a identidade dos estudantes com a cidade onde eles vivem.

Também nessa primeira atividade, os professores poderão caminhar sobre um mapa gigante de Natal e terão a oportunidade de relatar suas memórias afetivas com relação a este espaço. A partir da oficina, eles poderão replicar a experiência com seus alunos. Esta é apenas a primeira turma de professores que fará parte dessa parceria. Nos dias 16 e 17 de julho, 35 professores de arte e outros 80 de português participarão de uma atividade semelhante.

Toda a construção resultante dessas oficinas, inclusive as memórias captadas pelos estudantes, poderão fazer parte do acervo do Museu. A expectativa é que esse trabalho atinja milhares de estudantes do ensino fundamental de Natal, bem como suas famílias.

Museu participa de atividade na comunidade do Jacó

No sábado, das 15h às 17h, o Museu da Memória Afetiva da Cidade participará de uma atividade na comunidade do Jacó, zona Leste de Natal. As pessoas que residem neste local se sentem excluídas por conta de um muro que impede que a área seja vista por quem passa pelas avenidas próximas. Além de conviverem com diferentes demandas sociais que não são atendidas pelo poder público.

A ideia é discutir uma intervenção artística no muro que isola essa comunidade para tornar essas pessoas mais visíveis à cidade. Essa atividade é uma iniciativa do Motyrum, conjunto de projetos de extensão que trabalha educação popular e direitos humanos; e o Departamento de Arquitetura da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. O Mmac participa como convidado dessa iniciativa.

Fotos: Sarah Wollermann/Mmac

Mais informações em www.mmac.com

Mídias Sociais

Facebook: fb.me/MmacNatal

Twitter: @MmacNatal

Instagram: @MmacNatal

Prefeitura do Natal terá alteração de expediente nos jogos do Brasil

O prefeito Álvaro Dias assinou decreto sobre os critérios de funcionamento das repartições públicas da Administração Municipal Direta, Indireta, Autárquica e Fundacional nos dias de jogos da Seleção Brasileira durante a Copa do Mundo 2018. O decreto Nº 11531, de 14 de junho de 2018, deve ser publicado no Diário Oficial do Município desta sexta-feira, 25.
No próximo dia 22 de junho, data da segunda partida do Brasil na Copa, será ponto facultativo e, no dia 27, quando a Seleção Brasileira fará seu terceiro jogo no torneio, o expediente será até o meio-dia. O primeiro jogo da Seleção ocorre neste próximo domingo, não havendo necessidade de alteração de horário das repartições.
Ainda segundo o decreto, caso a Seleção Brasileira se classifique para a próxima fase da Copa, sendo o jogo realizado no período matutino, será ponto facultativo. Caso a partida seja no turno vespertino, o expediente será até às 12 horas.
No decreto, também está previsto o adiamento para o primeiro dia útil subsequente o vencimento de prazos em geral que se vencerem nas datas que sofrerem alteração por conta dos jogos. Os dirigentes de órgãos e entidades, porém, devem observar o funcionamento dos serviços essenciais afetos às suas respectivas áreas de atuação nos dias dessas partidas.
Atualmente, o expediente nas repartições públicas municipais já vem cumprindo horário das 8 às 14 horas. O Decreto Nº 11.467 estabelece essa jornada para o período de 06 de março deste ano até 31 de dezembro próximo.