Aquivos Coluna: CULTURA

MADE – Mercado.Arte.Design

Surgiu em 2013 nos moldes de uma feira internacional de design high-end e de coleção, realizada anualmente na capital paulista. Realizada pela W/Design, durante o Design Weekend-DW!, tem como sócios Elcio Gozzo, Bruno Simões e Waldick Jatobá. A cenografia deste ano está a cargo do Estúdio FM, do arquiteto Flavio Miranda.

Em abril de 2015, o projeto MADE estreiou internacionalmente com a edição “MADE a Milano”, uma exposição de designers contemporâneos brasileiros realizada em paralelo à maior feira de design do mundo sendo este reconhecido como um entre os mais importantes do circuito.

Encontro de Dança apresenta espetáculo “Persona” no Teatro de Parnamirim nesta quinta-feira

A segunda etapa do Encontro de Dança 2017 já começou. A abertura oficial aconteceu ontem (09), no Teatro Riachuelo, com o Balé do Teatro Castro Alves (BA), no espetáculo vibrante e intenso LUB DUB, do coreógrafo Jae Duk Kim. Mas, para quem perdeu este primeiro momento, não tem problema, a programação continua até o dia 15 de agosto com apresentações no Cine Teatro de Parnamirim e no Teatro de Cultura Popular.

Hoje (10), às 20h, quem sobe ao palco do Teatro de Parnamirim é a Domínio Cia de Dança (RN) com a obra Persona. Coreografia de Franklin Gadelha e Monir Herts, o espetáculo traz à tona, indagações sobre virtudes, sentimentos escondidos, máscaras, fraquezas, medos e o consumo humano em busca da felicidade. Para este espetáculo a classificação indicativa é de 14 anos.  A Cia se apresenta por meio da Plataforma de Dança que seleciona companhias do Rio Grande do Norte. Veja a programação completa no site www.encontrodedanca.com.

Já na sexta-feira (11), o pessoal vai fazer uma pausa nas apresentações porque é dia do seminário “Pensando na Dança”que acontece no auditório do IFRN Cidade Alta, a partir das 19h. Aberto ao público, o seminário receberá como convidados: Fabiano Carneiro (Funarte), Balé Teatro Castro Alves (Bahia), Camaleão Grupo de Dança (BH) e Diana Fontes (RN).

Esta segunda etapa da 10ª edição do Encontro tem o patrocínio da Lei de Incentivo à Cultura, O Boticário na Dança, Prefeitura Municipal de Natal, Programa Djalma Maranhão, Unimed, Beach Resort Natal, CEI, parceria cultural da Prefeitura Municipal de Parnamirim, apoio Fundação José Augusto, Teatro de Cultura Popular e realização da Espaço Vivo Promoções e Ministério da Cultura.

Grupo Parafolclórico da UFRN é a atração do Dançando nas Dunas desse sábado (12)

A atração do Dançando nas Dunas desse sábado (12) será com o Grupo Parafolclórico da UFRN, com o espetáculo Folguedos, às 16h30, no Anfiteatro Pau-brasil | Parque das Dunas. Oprojeto de extensão universitária é vinculado ao Departamento de Educação Física e a Pró Reitoria de Extensão da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, tem como coreografa Petrúcia Nóbrega, Direção Artista de Fátima Sena e Rosie Marie e Direção Geral de Rita Luzia.

O grupo é formado por alunos, funcionários, professores e comunidade em geral, e tem 26 anos de existência se dedicado a pesquisar e expressar as tradições da cultura popular brasileira através da dança, religando o saber acadêmico ao saber popular. O objetivo é reafirmar a relevância acadêmica e social como projeto de extensão aberto à comunidade e também estabelecer o intercâmbio cultural por meio da dança.

O Parafolclórico da UFRN possui reconhecimento nacional e internacional com passagens por países como Alemanha, Portugal, China, Espanha, México e Argentina, participando de diversos festivais a convite da Federação Brasileira de Artes Polulares (FEBRARP).

Saiba mais:

Esse ano o grupo vem trabalhando na remontagem de espetáculos que compõe a história, resgatando coreografias como a do Maracatu que traz o Cortejo Real que é originado nas cerimônias de coroação dos Reis do Congo, onde as tribos africanas coroavam ou confirmavam seu rei e rainha. No Brasil, seus primeiros registros são de meados da segunda metade do século XVII, em Pernambuco. Os brincantes: Rei e Rainha, Baianas, Batuqueiros, Dama de Paço com sua Calunga, Caboclos de Pena e de Lança encenam o Maracatu ao som do baque virado do Maracatu Nação e do baque solto do Maracatu Rural.

O projeto Dançando nas Dunas acontece graças à renúncia fiscal da Prefeitura através da Lei Djalma Maranhão e do aporte financeiro da Unimed NatalNobile Suítes Ponta Negra Beach e Hospital do Coração de Natal além do apoio do Governo do Estado através do Idema que cede o espaço onde acontece o evento.

o Som da Mata traz ao seu palco Diego Brasil Quarteto

Nesse próximo final de tarde de domingo (13), às 16h30, o Som da Mata traz ao seu palco Diego Brasil Quarteto. Para o projeto, ele preparou um show no formato em quarteto com a participação especial de Dinei Teixeira na percussão, Sílvio Franco na bateria e Eric Firmino no contrabaixo.

Diego é guitarrista, cantor, produtor musical e compositor, natural de Manaus, radicado em Natal e começou a tocar guitarra quando tinha 11 anos. Autodidata, aos 15 passou a se apresentar profissionalmente nos palcos de Natal, acompanhando diversos artistas do RN.

Saiba mais:

Em 2008, teve a oportunidade de assinar contrato de 2 anos na Street Wise Production, em Oslo, capital da Noruega, onde também formou a banda “Trio Brasil”. Lá integrou-se ao projeto “Koeju”, onde teve oportunidade tocar com Daryl Macdade, back vocal de Tina Tunner e BB King, Madcon e Vinni (Paperboys), entre outros artistas de renome internacional. Ainda em Oslo integrou-se ao grupo Marroquino Maghrebfunk.

Após passagens por Austria e Dinamarca, em 2012, o artista mudou-se para o país árabe Qatar e junto ao Trio Tocandira passou um ano apresentando música brasileira, diariamente, em Doha no Marriott Hotel.

Desde 2013 o artista está de volta a Natal e semanalmente tem realizado shows por bares, restaurantes e pubs da cidade. Paralelo a isso, prepara seu primeiro disco instrumental com os experientes músicos Silvio Franco e Erick Firmino. Simultaneamente, está na produção do seu disco autoral com canções, onde interpreta músicas próprias e toca guitarra elétrica.

O Som da Mata acontece graças à renúncia fiscal da Prefeitura através da Lei Djalma Maranhão e do aporte financeiro da Unimed NatalCEI Romualdo Galvão e InterCity Hotels, além do apoio do Governo do Estadoatravés do Idema que cede o espaço onde acontece o evento.

Lançamento do livro ‘Síndrome do Imperador,em Natal, será dia 12

Em livro a ser lançado em Natal, a psicóloga especialista em terapia cognitivo-comportamental, Lilian Zolet, busca ajudar pais a entenderem o porquê dos comportamentos agressivos e autoritários dos filhos e também encontrar uma solução para eles

Conseguir educar crianças mandonas, mimadas e agressivas é um dos grandes desafios na trajetória de pais e educadores. Pensando nisso, com base em sua vasta experiência na área, a psicóloga especialista em terapia cognitivo-comportamental, Lilian Zolet, criou o livro “Síndrome do Imperador – Entendendo a mente das crianças mandonas e autoritárias”. A obra é a primeira publicação com esse enfoque no Brasil e promete ajudar pais a entenderem melhor esse universo, mostrando como o comportamento deles pode interferir na forma de seus filhos agirem. Ao longo do livro, a psicóloga também apresenta medidas terapêuticas para solucionar o problema, que foram amplamente testadas em consultoria pela especialista. Em Natal, o lançamento da obra acontece no dia 12 de agosto, no Espaço Ello Orgânico, às 16h.

Com cinco capítulos e linguagem de fácil entendimento para leigos e profissionais da área da saúde, a publicação atua como ferramenta de ensino, ajudando a entender o que pode motivar o comportamento de crianças autoritárias e como é possível identificar uma. A autora trabalha com sugestões de melhorias, utilizando técnicas como a terapia cognitivo-comportamental e a psicologia positiva. Fazer com que os filhos guardem seus próprios brinquedos ou participem de tarefas de casa, por exemplo, podem ser medidas de grande ajuda nessa etapa.

“Os pais, com receio de serem autoritários, validam birras e recompensam com afeto e presentes a raiva dos filhos, mas, com isso, acabam ensinando que todos os desejos deles serão realizados. Por outro lado, as crianças, por terem mais “direitos” do que “deveres”, desenvolvem uma baixa tolerância à frustração, na qual o primeiro sinal é a explosão de raiva quando seus caprichos não são atendidos”, relata Lilian Zolet na obra.

De acordo com a psicóloga, alguns adultos, submetidos a uma educação mais rígida, acabam não querendo cometer os mesmos erros que seus próprios pais. Com isso, afrouxam na educação dos filhos, que pode acabar tornando-se um dos motivos para a agressividade. A obra, baseada na experiência clínica da autora, proporcionará uma reflexão nos pais sobre o modo como estão educando seus pequenos e como é possível entendê-los e, assim, criar uma comunicação positiva entre ambos.

Síndrome do Imperador

O termo é destinado a crianças que têm comportamentos de birra e exercem autoridade no âmbito familiar. Geralmente, isso começa a tornar-se um grande problema por volta dos sete anos, porém, os sinais de desrespeito e desobediência aparecem antes – e é exatamente nesse momento que os educadores precisam dobrar a atenção e reverter a situação.

Sinais como liderar a casa, xingar os pais e professores, mandar nas brincadeiras com outras crianças, bater a cabeça na parede quando não fazem a sua vontade, agredir outras pessoas, jogar alimentos no chão, escolher a comida, a hora de dormir, acordar e o que quer ou não são indícios da síndrome.

Lilian Zolet é psicóloga e fisioterapeuta formada pela Faculdade União das Américas (UNIAMÉRICA), especialista em Saúde Pública e da Família e em Terapia Cognitivo-Comportamental pelo IPTC, trabalha com crianças, adolescentes e famílias. Ministra palestras e cursos sobre psicoeducação. Além do ‘Síndrome do Imperador’, a especialista é coautora do livro ‘Terapia Cognitivo-Comportamental em Crianças e Adolescentes: Guia de Referência de Ferramentas e Estratégias Terapêuticas’, premiado pela Federação Brasileira de Terapias Cognitivas (FBTC) com o prêmio Bernard Rangé, em 2013. Atualmente, atende em sua clínica em Foz do Iguaçu, no Paraná.

 

www.sindromedoimperador.com.br

Lançamento do livro ‘Síndrome do Imperador – Entendendo a mente das crianças mandonas e autoritárias’ em Natal

Data: 12 de agosto

Horário: 16h

Local: Espaço Ello Orgânico – Rua Cel. Milton Freire, 2924 – Capim Macio – Natal/RN (Ponto de referência: Em frente ao Versailes)

QUADRO DE ALBERY SERÁ VENDIDO

Nos anos 90, o famoso pintor baiano ficou famoso no mundo , viveu uma temporada em Natal. Do que produziu aqui, no Coco Beach , aos pés do Morro do Careca ficou um trabalho que só agora será vendido pela empresária Nadja Valadares.

(Albery pintou este quadro pra mim quando o desafiei num jantar la no meu Sapore Di Mare, dizendo que ele não conseguiria pintar uma cioba linda como a que estávamos jantando rsrsrs)  Nadja Valadares

Quadro Cioba – Albery
Acrílico sobre madeira
Dimensão: 1.10 x .60 cm

Autor de ‘Viver Pode Não Ser Tão Ruim’, lança seu livro na Europa e agora na África

Mais um grande feito que devemos nos orgulhar. Premiado por três anos consecutivos pelo ‘Personalidades Melhores do Ano’, como melhor jornalista e assessor de imprensa do Brasil, Fabiano de Abreu deixou seu legado na história da literatura. Considerado por muitos influentes da literatura como o ‘filósofo sem influências’, Fabiano de Abreu lança seu livro em Portugal, mãe da literatura portuguesa, primeiro em Castelo de Paiva em Aveiro, ao lado do Porto na biblioteca municipal da cidade, depois em Lisboa, na biblioteca mais antiga da cidade, a de São Lázaro, datada de 1883. Com um convite especial da Universidade Gregorio Semedo em Luanda – Angola, no dia 18 de Abril Fabiano lançará seu livro no país com cobertura de emissoras locais e do maior portal de notícias, Platina Line.

Filósofo sem influências por não ter lido livros de autores renomados ou qualquer filósofo, Fabiano de Abreu é o filósofo da nova era, criando frases assim como grandes autores faziam no passado. Seu livro influencia através de frases, maneiras de se ter uma vida melhor, afinal, como o próprio nome do livro diz, “Viver Pode Não Ser Tão Ruim”.

O escritor garante que pensa em lançar seu livro no Brasil, Fabiano de Abreu disse que lançou primeiro em Portugal por uma questão especial, luso-português já que é filho de portugueses e possui nacionalidade, Fabiano tem um carinho especial pelo país e não pode negar o convite da biblioteca municipal de Castelo de Paiva que abraçou seu livro com um enorme carinho, disse ele. Além dessas bibliotecas aqui citadas, o livro pode ser encontrado nos aplicativos Google Play, Play Store, Amazon e na Saraiva. O livro em versão espanhol também encontra-se disponível nesses locais.

Dono de frases como “Eu parto do princípio da prova, palavras jogadas ao vento nos dias de hoje não podem surtir efeitos”, “Fazer ser famoso é fácil, difícil é se manter famoso e com respeito”, “Quem diz se você é famoso é o tempo que você permanece na mídia e não ter saído na mídia”. Fabiano de Abreu é atualmente considerado um dos melhores assessores de imprensa do Brasil e o jornalista que mais criou personagens na história da imprensa brasileira.

Artista leva fotografia documental para o Rio Grande do Norte

A fotógrafa Grazi Ventura volta a Natal para fotografar o dia a dia de uma família, capturando momentos e histórias dentro deste modelo inovador de fotografia

A fotografia documental não é apenas um ensaio ou posar para uma foto. Ela retrata a vida em momentos, acompanhando o fotografado por todas as etapas de um dia. Esse tipo de fotografia captura como as famílias vivem suas rotinas, expressando de uma forma diferente os momentos a que estão habituados. Com essas fotos, aqueles dias vividos que passam depressa ficarão guardados não somente na memória, mas também em imagens.

É isso o que a fotógrafa Grazi Ventura propõe às famílias que fotografa. A fotografia documental é algo bastante inovador nessa profissão e uma especialidade da carreira dela. “Em um dia cabe mais do que o mundo pode contar. Cabe o acordar preguiçoso, a comida preferida, o passeio com o cachorro, as brincadeiras com a mamãe, a bronca do papai, a bagunça da casa, o banho quente, o carinho na hora do pijama e a historinha antes de dormir. Nós somos feitos de histórias. E eu estou aqui para registrar cada uma”, relata Grazi.

A proposta da modalidade é exatamente essa, retratar a vida como ela é, documentar todo o dia a dia da família e registrá-lo com outro olhar, de alguém de fora. Nos momentos que são rotineiros e que podem parecer não ter relevância, há todo um conceito de uma família e a importância dela. “O resultado da fotografia documental é surpreendente e emocionante porque ficamos surpresos em ver como existe amor nas coisas mais comuns do dia a dia”, comenta Grazi.

Para este trabalho, a artista está de volta a Natal, disseminando seus conhecimentos sobre esse tipo de fotografia. Ela passará o dia todo capturando imagens de uma família da cidade. “Será um dia inteiro de fotografia registrando momentos que as pessoas nem imaginam os quão valiosos são. Tudo isso sem ensaios e sem preparação”, explica a profissional.

Voltar ao estado para novos trabalhos é um imenso prazer para Grazi, que já esteve em 2012 fotografando a região de Seridó, agreste do Rio Grande do Norte. Também no mesmo ano, foi convidada pelo artista César Revoredo a fazer uma exposição com suas fotos na 1ª Casa Cor RN – momento de grande importância para sua carreira.

Além da fotografia documental, Grazi também realiza ensaios de família, maternidade, casamento e festas, e esteve à frente de projetos importantes como o #ciclosdofeminino, no qual registrou através de imagens sete ciclos da vida de uma mulher – representando infância, adolescência, casamento, gestação, maternidade, maturidade e terceira idade – baseados na máxima de que a vida transcorre de 7 em 7 anos.

“Eu acredito que o mundo é infinito, intenso, sem barreira e precisa ser vivido. Meu papel é registrá-lo para que as pessoas não se esqueçam da importância em vivê-lo”, finaliza.

Sobre Grazi Ventura

Fotógrafa, publicitária, empresária e mãe, Grazi Ventura (@graziventura) é fotógrafa documental de famílias e conta suas histórias desde 2009. Além disso, é editora de imagens da revista de bordo da Avianca e fundadora do Fotografia na Parede, uma empresa que presta serviços de fotografia para decoração.www.graziventura.com.br e www.fotografianaparede.com.br

Camarote Fogo e Brasa anima Pingo da Meio Dia, na abertura do Mossoró Cidade Junina

No próximo dia 10 de junho será dado o ponta-pé inicial para o Mossoró Cidade Junina. Para animar ainda mais o evento, uma das opções é o camarote Fogo e Brasa. O espaço terá open bar o dia todo com caipirinha e cachaça.

Está na reta final as vendas de ingressos do terceiro lote e ainda dá tempo de garantir o acesso, com os valores de R$ 90,00 homem e R$ 80,00 mulher. O camarote terá ainda muita gente bonita, climatizadores, dois ambientes, mesa de comidas típicas. O evento terá como atrações o Forró Pra Frente e John Modão. Vendas no @novofogoebrasa e no Restaurante Fogo e Brasa e Lorilima Shopping Boulevard.

Feira de Artes e Antiguidades movimenta bairro Petrópolis com três dias de programação cultural gratuita

Feira de Antiguidades de Petrópolis acontecerá neste final de semana em Natal – Foto – Jeissy Morais

No próximo final de semana a capital potiguar recebe mais uma edição da Feira de Artes e Antiguidades de Petrópolis. O evento, consagrado na agenda cultural da cidade, promete movimentar um dos bairros mais tradicionais de Natal com três dias de programação cultural para todos os gostos. A melhor parte é que o evento é inteiramente gratuito, além de enaltecer o regionalismo local. A 43° edição da Feira será realizada entre os dias 02 e 04 de junho.

Na ocasião cerca de 60 expositores dos mais variados gêneros – desde artesanatos em gerais, artes plásticas, antiguidades, plantas ornamentais, produtos à flores orgânicas – participam do evento aproximando o natalense da verdadeira arte potiguar. Com isso os visitantes ganham a oportunidade de adquirir um produto único diretamente das mãos de seus produtores. Além de terem a chance de negociar um preço mais justo e colaborar com a economia local.

Com a renomada tradição regionalista de sempre valorizar o que é característico e próprio da cidade do sol, o evento será embalado por apresentações marcantes de artistas locais. Dando início as festividades da Feira de Artes, a sexta-feira (02) – primeiro dia de evento – será marcada por uma apresentação imperdível do músico Kalberg Azevedo. No segundo dia de festa, no sábado (03), será a vez de Andrey e André Sanfoneiro comandarem o agito na Praça das Flores com seu repertório animado e dançante. Já no domingo (04), para encerrar a programação com chave de ouro, o cantor Júnior Sanfoneiro embala os potiguares noite a dentro.

SERVIÇO – Feira de Artes & Antiguidades de Petrópolis
Período: 02 a 04 de Junho de 2017
Horário: 16 às 22H
Local: Praça das Flores/ Petrópolis