Menu

Categoria: CULTURA

nov 03
2018

Deslizando como o cisne

Um palco que vira pista de gelo para deslizar clássicos da dança: assim será o espetáculo “Ballet de Moscou no Gelo”,  cuja turnê brasileira passará por Natal neste domingo, em duas sessões (16h e 20h), no Teatro Riachuelo. A peça traz uma combinação que encanta: a fusão da Escola de Ballet Russo com a patinação artística, num show de tradição,  espontaneidade, e arte.

Ballet Moscou no Gelo une técnicas do esporte artístico e da dança clássica

Ballet Moscou no Gelo une técnicas do esporte artístico e da dança clássica

O espetáculo traz 14 bailarinos da Moscow Ballet Company On Ice, dançando e patinando sobre uma pista de gelo real com cerca de 120 metros quadrados. A trupe interpretará duas obras que revelam a elegância do ballet russo: os clássicos “Cinderella” e “O Lago dos Cisnes” ganharão novas nuances aos serem apresentadas ao público por meio da dança clássica e da patinação artística, com coreografias cheias de giros, saltos e graça, além de cenografia e figurinos que exalam brilho e cor.

Os números serão realizados em dois atos: “Cinderella” com 47 minutos, e “O lago” com 45. São mais de 5000 performances executadas pela Moscow Ballet. Milhões de pessoas já assistiram ao espetáculo, em cinco continentes e testemunharam o que a imprensa avaliou como “um dos espetáculos mais bonitos que existem sobre gelo”. A turnê na América Latina teve início em Caracas, na Venezuela. A direção Artística é de Olha Halayko.

Serviço:
Ballet de Moscou no Gelo. Domingo, às 16h e às 20h, no Teatro Riachuelo. Entrada: R$120 (balcão), R$200 (frisas), R$250 (plateia B), R$300 (plateia A), R$320 (camarotes).

Tribuna do Norte
ago 20
2018

Lucro da Caixa cresce 34% no 2º tri e soma R$ 3,4 bilhões

A Caixa Econômica Federal é responsável por pagar as cotas do PIS a trabalhadores da iniciativa privada Foto: Dado Galdieri / Bloomberg / 16.11.2017

G1

A Caixa Econômica Federal divulgou nesta segunda-feira (20) que teve um lucro líquido de R$ 3,464 bilhões no 2º trimestre deste ano. O resultado é 33,9% maior que em igual período de 2017. Na comparação com o 1º trimestre (R$ 3,2 bilhões), a alta foi de 8,6%.

No acumulado no 1º semestre, o banco federal registrou lucro de R$ 6,655 bilhões, alta de 63,3% na comparação com o ano passado.

(mais…)

ago 11
2018
Memorial Câmara Cascudo fica localizado na Praça André de Albuquerque no bairro Cidade Alta Foto: Divulgação

Memorial Câmara Cascudo é restaurado e devolvido à população

Memorial Câmara Cascudo fica localizado na Praça André de Albuquerque no bairro Cidade Alta Foto: Divulgação

Memorial Câmara Cascudo fica localizado na Praça André de Albuquerque no bairro Cidade Alta Foto: Divulgação

O Memorial Câmara Cascudo abre suas portas para população na próxima segunda-feira, 13 de agosto, às 16h, oportunidade em que também acontece a exposição do artista plástico Djalma Paixão, parte da programação do Agosto de Cascudo, que comemora 120 anos de nascimento do historiador. Atualmente o Memorial está recebendo as aulas da Escola de Dança do Teatro Alberto Maranhão (EDTAM), enquanto o prédio onde funciona a Escola também passa por restauração.
 
Foram investidos R$ 288 mil em uma restauração completa que incluiu novas instalações hidráulicas e elétricas, novo revestimento, esquadrias e pintura do Memorial, que é administrado pela Fundação José Augusto. Os recursos do acordo de empréstimo com o Banco Mundial também possibilitaram a aquisição de novo mobiliário e equipamentos como ar-condicionado e elevadores para acessibilidade.
 
A reforma do prédio proporciona não só a conservação do legado do ilustre historiador, como também permite o acesso da população ao espaço cultural e histórico, contribuindo para perpetuar parte importante da história norte-rio-grandense aos nativos e também turistas que vierem visitar a cidade. Enquanto se prepara uma expografia permanente de Cascudo, o Estado programa exposições temporárias de diversos artistas dentro do horário de funcionamento do Memorial, de segunda a sexta, das 8h às 16h e no sábado das 8h às 13h.
 
“O Estado está investindo R$ 50 milhões em cultura, dos quais R$ 26 milhões estão sendo aplicados na reforma de teatros, museus e biblioteca. É um resgate importante destes espaços e da nossa história, que ganhará mais força para ser contada aos nativos e também aos visitantes. Não há como dissociar história e cultura do turismo”, destaca o secretário de Gestão de Metas e Projetos, Vagner Araújo.
 
A reabertura do Memorial também permite o acesso à população de menor poder aquisitivo a espaços culturais e de lazer público de qualidade, o Rio Grande do Norte vai reduzir os custos com locação de espaços para exibição de eventos culturais e aluguel de serviços públicos.
ago 11
2018
Célebre por composições como as Bachianas Brasileiras e o Ciclo Brasileiro, Villa-Lobos viveu entre 1887 e 1959. Foto: Arquivo

Pesquisador encontra obra “perdida” de Villa-Lobos dos anos 1930

Célebre por composições como as Bachianas Brasileiras e o Ciclo Brasileiro, Villa-Lobos viveu entre 1887 e 1959. Foto: Arquivo

Célebre por composições como as Bachianas Brasileiras e o Ciclo Brasileiro, Villa-Lobos viveu entre 1887 e 1959. Foto: Arquivo

Um manuscrito do compositor Heitor Villa-Lobos considerado perdido foi encontrado depois de décadas em Brasília. A descoberta da parte de piano do Concerto Brasileiro para Dois Pianos e Coro, estreado no Rio de Janeiro em 1934 pelo próprio compositor e pelo pianista José Vieira Brandão, foi feita pelo pesquisador Alexandre Dias, criador e diretor do Instituto Piano Brasileiro. “É como se perceber diante de um osso de um tiranossauro rex”, diz ele.

A partitura manuscrita referente às intervenções do coro já pertencia ao acervo do Museu Villa-Lobos, mas, sem o restante da música, o catálogo do compositor a definia como incompleta e perdida. “Na verdade, sem a parte do piano, não dava para entender exatamente o que o compositor buscava alcançar com a partitura. Agora, é possível enxergar com mais clareza o que ele propunha”, explica ainda Dias.

A história da descoberta começou há alguns meses, quando Márcio Brandão, filho de José Vieira Brandão, procurou o Instituto Piano Brasileiro, criado em 2015 com o objetivo de reunir, digitalizar e editar acervos de compositores e pianistas brasileiros. “José Vieira foi grande amigo, o braço direito de Villa-Lobos, estreou obras como suas Bachianas Brasileiras n.º 3 e o Ciclo Brasileiro”, lembra Dias. “O Márcio tinha 145 pastas grandes com manuscritos, fotos, cartazes, programas, gravações. Para se ter uma ideia, já digitalizamos cerca de 8 mil páginas, e isso corresponde a 10% do material que estava disponível.”

Entre esse material, Dias encontrou uma partitura com a anotação Atrevido, escrita para dois pianos. “Ali o sinal de alerta acendeu, porque o Concerto Brasileiro foi uma homenagem a Ernesto Nazareth, e sabíamos que nele o Villa evocava duas obras dele, Atrevido e Odeon. Comparamos então com a parte do coro e elas se sobrepunham, encaixavam.” No mesmo acervo, Dias encontrou outra raridade: a transcrição para piano dos estudos para violão, feita por Vieira Brandão. “Já conhecíamos os estudos de 1 a 8, mas agora encontramos os de números 9 a 12, ou seja, o ciclo completo, que vamos editar, trabalhando também com a pianista Sonia Rubinsky para que ela faça a estreia moderna dessas peças.”

O Instituto Piano Brasileiro é uma iniciativa de Dias, que, ao lado de alguns parceiros, já descobriu peças inéditas de Nazareth, João Pernambuco e Fructuoso Viana, entre outros autores. Em três anos, mais de 200 mil documentos já foram digitalizados, além de centenas de gravações, muitas delas inéditas. Só do acervo da pianista Neusa França, foram extraídos 200 registros (todos colocados no YouTube), com gravações raras: entre elas, há Claudio Santoro regendo concerto com Nelson Freire como solista, recitais de Magda Tagliaferro e uma infinidade de registros de outros artistas, como o compositor Camargo Guarnieri.

“O resgate da obra de um compositor segue três critérios. O primeiro é a criação de um catálogo e, em segundo, a edição com revisão crítica das obras. Para isso, é preciso, claro, encontrar todas as peças. E, em terceiro, vem a realização de uma gravação integral. No Brasil, hoje, o único compositor cujo trabalho de resgate cumpre esses critérios é Ernesto Nazareth. O único. Sabemos do modo como o País lida com seu passado, mas essa situação não pode ser aceita, considerada normal. Sei que praticamente todos nossos autores têm coisas perdidas por aí, e isso é algo que não consigo tirar da cabeça”, conclui.

 

FONTE: Portal OP9

ago 11
2018
Grupo As Joanitas sobe ao anfiteatro para encerra a programação do final de semana Foto: Divulgação

Cidade da Criança tem programação especial para o Dia dos Pais

Grupo As Joanitas sobe ao anfiteatro para encerra a programação do final de semana Foto: Divulgação

Grupo As Joanitas sobe ao anfiteatro para encerra a programação do final de semana Foto: Divulgação

A Cidade da Criança abre neste final de semana com uma programação especial para toda a família em comemoração ao Dia dos Pais. Neste sábado (11) e no domingo (12) se apresentarão no espaço de lazer e entretenimento da cidade diversos grupos folclóricos, teatrais e musicais. O espaço fica na Avenida Rodrigues Alves, em Tirol, Zona Leste de Natal.

No sábado, a partir das 15h, os Bois de Reis de Zé Barrá e de dona Cecília, o Coco de Roda de dona Dorinha, todos da cidade de Extremoz, se apresentam no palco do anfiteatro. Ainda na programação do sábado, haverá apresentações da dupla de violeiros Nenê e Chico Bento e o espetáculo Estação dos Contos, do Grupo Estação de Teatro.

Para o domingo, a programação começa às 15h com exposição de cordel e apresentação de fantoches João Redondo, de Josevan de Daniel, filho do mestre Chico Daniel. A partir das 17 h, sobem ao palco do anfiteatro do parque As Joanitas, responsável pelo encerramento da programação com muita música e alegria para o público.

Serviço:
  • Local: Cidade da Criança
  •  Entrada do parque: Terça a sexta-feira R$ 1; finais de semana R$ 2; gratuidade para menores de 8 anos e maiores de 60 anos.
ago 10
2018
Nova categoria está sendo apelidada de Popcorn Oscar . Foto: Divulgação

Oscar terá nova categoria em 2019 para premiar filme mais popular

Nova categoria está sendo apelidada de Popcorn Oscar . Foto: Divulgação

Nova categoria está sendo apelidada de Popcorn Oscar . Foto: Divulgação

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood anunciou na quarta-feira, 8, uma série de mudanças para tentar alavancar a audiência do Oscar, a mais tradicional premiação do cinema mundial. Entre as mudanças anunciadas estão a diminuição do tempo total da cerimônia e a criação de uma nova categoria que irá premiar o filme mais popular do ano.

Segundo a revista The Hollywood Reporter, a nova categoria está sendo apelidada de Popcorn Oscar (Oscar da pipoca, em tradução livre) e vai reconhecer os filmes mais populares do ano anterior como forma de atrair o público de volta para a premiação. Ainda não há definição de como será a escolha dos concorrentes na nova categoria ou como se dará a votação.

Em carta publicada em seu site oficial, a Academia explica que quer fazer a melhor premiação possível em uma duração máxima de três horas. “Estamos comprometidos a produzir um show divertido em três horas, entregando um Oscar mais acessível para os nossos telespectadores”, explicaram John Bailey e Dawn Hudson, diretores da Academia.

Para isso, vão adotar uma prática polêmica: alguns dos prêmios serão entregues durante os intervalos da transmissão e só os “melhores momentos” serão televisionados. Segundo a revista, essa decisão está causando consternação nos profissionais das chamadas categorias técnicas, que podem ser relegados aos comerciais.

Fonte: POP9

jul 12
2018

Museu da Memória Afetiva promove oficinas gratuitas

O Museu da Memória Afetiva da Cidade do Natal (Mmac) aterrissa na praça do Disco Voador (praça Henrique Carloni) próximo sábado (14). E promove o evento “Museu a céu aberto”, que oferecerá oficinas de pintura para crianças, fotografia, crochê, serigrafia, compostagem urbana e cerâmica. De acordo com os gestores do Mmac, o evento tem o objetivo de fazer a população parar para pensar sobre a utilização dos espaços públicos da cidade. Um dos objetivos é potencializar a praça como local de encontro e criação de memórias por meio da arte.

Foto: Divulgação

O Museu estará a céu aberto das 15h às 19h. A ação é totalmente gratuita. Cada oficina poderá receber em média 15 pessoas. Não é necessário fazer inscrição. As vagas serão preenchidas por ordem de chegada. A ideia deste evento é divulgar ainda mais o Museu da Memória Afetiva da Cidade do Natal (Mmac) e mostrar que a história das pessoas conta a história da cidade. E que isso pode transformá-la.

jul 06
2018

Baladinha Woods com Marcinho e Pedro e Erick neste sábado

Neste sábado (7) o som na Woods Natal será com Marcinho, que faz sucesso nas tardes de domingo do Colosso, em Fortaleza, e promete trazer toda energia e animação pra Baladinha Wood’s.

A noite terá também Pedro e Erick e o dj Thiago Andreoli. Os universitários têm entrada free até meia noite. Basta apresentar a carteirinha de estudante ou declaração oficial da instituição e um documento oficial com foto na entrada.O som começa a rolar a partir das 22h30. Os ingressos serão vendidos na hora. Informações e reservas: 84 99831.2156 (whatsapp) e 3236-2886.

A animação após o jogo da Seleção Brasileira nesta sexta (6) promete ser grande na Woods Natal. A casa preparou uma super festa com grandes atrações e promoções para agitar a noite dos potiguares. As 300 primeiras pessoas que chegarem com a camisa do Brasil terão entrada free. Além disso, a noite terá uma hora de open bar de cerveja e catuaba e promoções de whisky, vodka e cerveja. O agito terá início às 17h e contará com shows de Segundo Sanfoneiro, Banda Pretta e Mateus Carvalho.

Serviço:
Programação: 05, 06 e 07 de julho de 2018
Local: Wood’s Natal – Ponta Negra
Horário: 22h30
Quinta: Thalles Lessa + Giullian Monte + dj Thiago Andreoli
Sexta: Segundo Sanfoneiro + Banda Pretta + Mateus Carvalho.
Sábado: Marcinho + Pedro e Erick + dj Thiago Andreoli. ⠀⠀
Vendas: na hora.
Informações e reserva: 84 99831.2156 (whatsapp) / 84 3236-2886.
Acesse: http://www.woodsbar.com.br/natal

jun 28
2018

JOSEPH JACKSON, PAI DE MICHAEL JACKSON, MORRE AOS 89 ANOS

Joe Jackson, pai de Michael Jackson. Foto: Getty Images

Joseph Jackson, pai de Michael Jackson, morreu nesta quarta-feira (27) aos 89 anos. As informações são do site TMZ. Ele estava hospitalizado desde o começo de junho batalhando contra um câncer terminal.

O tipo de câncer que Joe enfrentava ainda não foi revelado oficialmente. De acordo com a Variety, ele tinha câncer no pâncreas de estágio 4. Na semana passada, Jermaine Jackson, 63, irmão do rei do pop, deu um depoimento ao site sobre a decisão do pai de impedir que os familiares o visitassem no hospital.

Michael Jackson e Joseph Jackson. Foto: Getty Images.

 

jun 28
2018

Cientec 2018 comemora os 60 anos da UFRN

A 24ª edição da Mostra de Ciência, Tecnologia e Cultura (Cientec 2018) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) acontece de 28 a 30 de junho. Com a programação gratuita, aberta ao público e em comemoração aos 60 anos da instituição de ensino, são estandes, minicursos, oficinas e palestras, além de apresentações culturais.

Com o tema anual “UF e RN do ontem ao amanhã – 60 anos de evolução”, a edição do evento acontece em junho, excepcionalmente, em alusão ao aniversário da UFRN, visto que o evento costuma ser realizado em outubro. Espaços de destaque são o Planetário, Fazendinha, Museu Câmara Cascudo, Museu de Morfologia, Parque da Ciência e Espaço Sebrae.

Com uma intensa programação cultural a partir das 19h da quinta-feira, na Praça Cívica do Campus Central, com a Cerimônia de Boas-vindas, seguida pelo Grupo de Dança da UFRN, da Orquestra Sinfônica e do Madrigal da UFRN. Na sexta-feira, 29, a noite começa com o Gaya Dança Contemporânea; depois, será a vez do GRUDUM da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), da Banda Alfândega, Nara Costa e Orquestra Sanfônica. No último dia da Cientec, 30, o Entre Nós – Coletivo de Criação sobe ao palco, depois vem a Tropa Trupe, Sueldo Soares e Plutão já foi Planeta.

Segundo a coordenadora da Cientec, Maria de Jesus Gonçalves, a novidade deste ano é que o Congresso Brasileiro de Extensão Universitária (CBEU) vai ocorrer junto com a Mostra, trazendo um público de todo Brasil, para discutir “Extensão e Sociedade: Contextos e Potencialidades”. Confira outras informações da Cientec nas redes sociais ou no site do evento: http://www.cientec.ufrn.br.