Menu

Categoria: DIA DIA

dez 19
2018

Líderes da indústria e comércio do RN expõem desastre da “facada no sistema S”

Termo utilizado pelo futuro ministro da economia não pegou em todo o país e no Rio Grande do Norte presidentes de entidades empresariais explicam que esse não é o caminho

O discurso do futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, durante um almoço com empresários na sede da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), de que iria “passar a faca em todo o sistema S” – Sebrae, Senai, Senac, Sesi, Sesc, Sest, Senat e Senar – não pegou bem no país inteiro e no Rio Grande do Norte líderes empresarias se manifestaram contra esse posicionamento.

Marcelo Queiroz, presidente da Federação do Comércio e Serviços do RN (Fecomércio), considerou que o futuro ministro da Economia teve uma postura conflitante com a que se esperaria de um representante do governo que se elegeu defendendo o diálogo com a classe empresarial e com os setores que contribuem para o desenvolvimento social e econômico do país. Para Queiroz, o ministro demonstrou, inclusive, um certo desconhecimento do trabalho sério e de reconhecida excelência que o Sistema S realiza Brasil afora. “Acredito que, com o início do futuro governo, teremos a chance de discutir este assunto de forma mais aprofundada, serena e transparente. O Sistema S é, sempre foi, parceiro do desenvolvimento Econômico e social deste país. Não tem porque não continuar a ser”, destacou.

Para Amaro Sales, presidente da Federação da Indústrias do RN (Fiern), o país foi surpreendido com declarações do futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, de que pretende cortar entre 30% e 50% dos recursos do Sistema S. Segundo Seles, tal medida, se concretizada, irá provocar a extinção de importantes iniciativas e programas, num claro prejuízo aos trabalhadores do Rio Grande do Norte e do país que usufruem dos serviços de educação, saúde, assistência, cultura e lazer mantidos por essas instituições.

Na avaliação de Amaro Sales, as entidades que integram o Sistema S, como o Serviço Social da Indústria (Sesi) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), são importantes aliadas do Brasil na promoção de educação básica e profissional, inovação, tecnologia, saúde e segurança no trabalho. Todos os dias dezenas de profissionais formados pelo Sistema S entram no mercado de trabalho. “Acreditamos que o futuro ministro não sabe a importância dessas instituições para o país. Não tem noção do prejuízo que representaria um corte desse tamanho em entidades que têm utilizado, de maneira qualificada e transparente, os recursos destinados pelas empresas privadas para suas ações”, disse.

A proposta do ministro Paulo Guedes de corte de 30% nos recursos do Sesi e Senai, se levada adiante, representará o fechamento de 162 escolas de formação profissional do Senai no Brasil e o corte de 1,1 milhão de vagas em cursos profissionais oferecidos por ano. Desde 1942, o Senai já qualificou mais de 73 milhões de brasileiros. A educação do Senai é reconhecida internacionalmente. Nas últimas edições da WorldSkills, a maior competição de educação profissional do mundo, o Brasil, representado em sua maioria por estudantes do Senai, conquistou o 1º lugar (2015) e o 2º (2017). Além disso, a atuação do Senai é reconhecida pela ONU.

O corte também afetará o Sesi. Nada menos que 155 escolas da instituição no país fecharão suas portas, extinguindo 498 mil vagas para alunos do ensino básico ou na educação de jovens e adultos. Em todo o Brasil, o Sesi recebe, por ano, mais de 1,7 milhão de matrículas em educação básica e continuada e ações educativas, oferecendo qualificação de qualidade e cidadania para os brasileiros. O ensino oferecido pelo SESI tem atestado de qualidade. Com foco em ciências, tecnologia, engenharia, matemática e artes, a abordagem das 505 escolas do SESI vem trazendo resultados positivos, como o bom desempenho em português e matemática dos alunos do 5º ano do ensino fundamental na Prova Brasil – as médias foram superiores a dos alunos da rede privada.

Facada do sistema S vai provocar desemprego em massa   

Os danos do corte proposto pelo ministro Paulo Guedes se estenderão também à empregabilidade. Cerca de 18,4 mil trabalhadores do Sesi e do Senai (a maioria educadores) em todo o país terão de ser dispensados. Isso num momento em que o país luta para diminuir os índices de desemprego, que atingem mais de 14 milhões no país e que deveria merecer prioridade do novo governo.

Também serão cancelados os atendimentos em saúde para 1, 2 milhão de pessoas. O Sesi beneficia, por ano, mais de 4 milhões de trabalhadores com serviços de SST e promoção da saúde. São cerca de 770 mil consultas, 2,5 milhões de exames ocupacionais e 1 milhão de vacinas. “Importante ressaltar que o custeio do Sesi e Senai se dá por meio da contribuição das empresas industriais, ou seja, de verbas do setor privado.  Não entra um centavo do Governo Federal no Sistema “S”, que é mero repassador dos recursos arrecadados junto ao segmento industrial”, ressaltou Amaro Sales.

Ele defende que o governo federal corte o excesso da máquina pública para buscar o financiamento de suas atividades e não retirar recursos de um sistema consolidado por mais de sete décadas de serviços prestados ao país. “É incompreensível que tente destruir uma das raras iniciativas que deu certo no Brasil e é referência mundial, sobretudo na área de ensino profissionalizante.  O país precisa mudar, mas não será com medidas equivocadas e falsamente miraculosas e bombásticas que construiremos um futuro melhor para todos”, apontou Sales.

Agora RN

dez 19
2018

Sensação térmica chega a 81ºC em Antonina; calor muda a rotina da cidade

A forte onda de calor em Antonina, no Litoral, tem feito os moradores e comerciantes mudarem os hábitos na cidade. Nos últimos dias tem sido comum os termômetros passarem dos 40°C , com sensação térmica ainda maior.

Neste terça-feira (18), a temperatura máxima, na cidade, chegou a 44,3ºC e a sensação térmica bateu um novo recorde: 81ºC. Na última sexta-feira (14), a temperatura máxima foi de 43ºC com sensação térmica de quase 60ºC.

E todo esse calor tem espantado as pessoas dentro da própria cidade. Luciano Dutra teve que se adaptar ao clima quente. Proprietário de uma lanchonete, ele afirma que está cada vez mais difícil encontrar pessoas circulando pelas ruas durante o dia, e com isso teve o atendimento do local afetado.

“O calor está insuportável ultimamente. Para a gente trabalhar fica ruim. Estou abrindo depois das 16h30, quando o sol abaixa um pouco mais. Só que está muito quente porque mesmo assim o pessoal não sai, estão até passando mal”, revela.

Na sorveteria de Graciele Aparecida Botardi, o calor também é sentido. A empresária conta que teve que alterar o horário de funcionamento do local por conta das altas temperaturas. “Devido ao calor intenso, estamos das 9h até 00h. O pessoal não está saindo de tarde por causa do sol quente. Então dá movimento durante a noite, principalmente das 21h às 00h”, completa.

Além do comércio, a saúde da população do município também tem sido afetada. De acordo com informações da Secretaria de Saúde do município, nas unidades de atendimento, os casos envolvendo doenças relacionados ao calor tem aumentado. Com as temperaturas altas, é preciso se manter bem hidratado, usar roupas leves e filtro solar.

Segundo o Simepar, as temperaturas devem seguir altas no Paraná até o final de semana. A sensação térmica é calculada com base na temperatura, umidade e velocidade dos ventos.

dez 19
2018

Tribunal de Justiça do RN é o segundo pior do Brasil em transparência

Pela primeira vez, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) premiou os cinco tribunais que lideram o Ranking da Transparência do Poder Judiciário. A cerimônia de entrega dos troféus ocorreu na noite da terça-feira (18/12), após a 51ª Sessão Extraordinária do órgão. O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, por outro lado, apareceu como o segundo pior entre todos os tribunais do país, inclusive da Justiça Federal e do Trabalho. Somente do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas tem índice pior do que o do TJRN.
TJRN recorreu de decisão do CNJ, que obrigava a devolução de sobras orçamentárias
Entre os tribunais estaduais, TJRN é o lanterna no ranking de transparência

Os itens utilizados para avaliação foram divididos em dois grupos: transparência ativa e transparência passiva. Os órgãos do Poder Judiciário responderam, entre outras perguntas, se divulgam endereços, telefones e horários de atendimento ao público em suas páginas na internet e se disponibilizam ferramentas de pesquisa e rendimentos dos tribunais. Também foi medida a disponibilidade de informações relativas a licitações, íntegras de contratos firmados, de projetos, termos, acordos e licitações, desde que não tenham sido considerados sigilosos, e outros questionamentos.

O CNJ coordenou a coleta dos dados enviados pelos tribunais e conselhos para elaboração do Ranking da Transparência do Poder Judiciário. Todos os órgãos do Poder Judiciário participaram da avaliação, com respostas encaminhadas até 9 de novembro deste ano por meio de questionário eletrônico.

De acordo com o levantamento, o TJRN atingiu somente 30,26% de cumprimento dos critérios auferidos, superando somente o TREAL, que cumpriu apenas 27,01%, mas ficando na lanterna entre todos os tribunais de Justiça estaduais.

Por outro lado, ao atingir 89% de cumprimento dos critérios, o Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE-PA) alcançou o primeiro lugar no quesito. Em segundo lugar, o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), alcançou 87,59% e o Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE-SE), 84,67%. Também recebeu o troféu o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), com 82,24% de atendimento aos critérios, e o Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT4), com 80,41%.

Durante a cerimônia de premiação, o presidente do CNJ e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, ressaltou a importância da avaliação do grau de informação que os tribunais e conselhos disponibilizam aos cidadãos. “Trata-se de uma prestação de contas ao cidadão brasileiro, demonstrando-se em quê, como e onde estamos investindo o recurso público. É também um meio de impulsionar uma forma mais eficiente de acesso aos dados. Dessa maneira, desmitificamos a figura do Judiciário dito intocável e desconhecido”, afirmou Toffoli.

Ao lado do corregedor nacional de Justiça, Humberto Martins, o presidente Dias Toffoli citou a aprovação da padronização da rubrica de pagamento dos magistrados brasileiros, ocorrida durante a última sessão plenária do ano, como um exemplo de ação do CNJ em busca de um Judiciário claro, transparente. “Esta premiação representa um marco na busca de um Judiciário mais acessível, transparente e eficiente”, disse. A nova regra permitirá a identificação imediata do tipo, competência e finalidade da verba remuneratória.

Essa foi a primeira edição do Prêmio Ranking da Transparência do Poder Judiciário, instituído pela Resolução CNJ n. 260/2018. O Ranking será divulgado anualmente pelo CNJ, como prevê a Resolução CNJ n. 215/2015, que dispõe, no âmbito do Poder Judiciário, sobre o acesso à informação e a aplicação da Lei n. 12.527/2011, a Lei de Acesso à Informação (LAI).
Veja ranking completo aqui.
Tribuna do Norte
dez 19
2018

TRE suspende diplomação de Sandro Pimentel (PSOL) como deputado estadual do RN

Sandro Pimentel é vereador de Natal e foi eleito deputado estadual em 2018 — Foto: Ricardo Araújo/G1

Sandro Pimentel é vereador de Natal e foi eleito deputado estadual em 2018 — Foto: Ricardo Araújo/G1

O Tribunal Regional Eleitoral determinou a suspensão da diplomação de Sandro Pimentel (PSOL), vereador de Natal que foi eleito em 2018 deputado estadual do Rio Grande do Norte. O TRE atendeu um pedido do Ministério Público Eleitoral, que alegou indícios de captação e gastos ilícitos durante a campanha.

A assessoria de imprensa de Sandro Pimentel disse através de nota que o parlamentar e o partido receberam a notícia da suspensão com “surpresa e perplexidade”. “Sandro Pimentel já havia esclarecido que o motivo pela desaprovação das contas pelo TRE/RN se deu por um erro técnico, o que nada interfere na lisura ou na seriedade de sua escolha pelo voto popular, inclusive um recurso foi apresentado ao tribunal sobre essa desaprovação, que ainda nem julgou o pedido”, diz a nota da assessoria.

Contas

As contas de Sandro Pimentel foram julgadas e reprovadas na sexta-feira (14) pelo Pleno do TRE. De acordo com a assessoria de imprensa de Sandro Pimentel, após o julgamento, as justificativas e comprovações da defesa do deputado eleito foram acatadas para todas as pendências, excetuando-se a questão do depósito acima do limite definido na lei eleitoral.

Ainda segundo a assessoria, a maioria dos pontos que estão sendo questionados na petição e que serviram de base para liminar da juíza auxiliar já foram explicados e a justificativa acatada pela Justiça Eleitoral.

“O que ficou insanável foi a questão dos depósitos, que para nós é um erro técnico, já que se o mesmo valor tivesse sido transferido para a conta eleitoral ou depositado de forma fracionada, até o limite de R$1063,00 , teria tido conformidade com a legislação eleitoral. Outros candidatos tiveram o mesmo problema”.

Incompatibilidades

O MP alega que Pimentel descumpriu o prazo de entrega dos relatórios financeiros e que o documento apresenta incompatibilidades. “A entrega intempestiva dos relatórios financeiros de campanha em relação às doações apontadas no parecer técnico, no montante de R$ 5.850, representa 13,04% das doações recebidas”, afirma a promotora Cibele Benevides na representação.

A promotora também diz que há doação de equipamentos de iluminação e som, com valor de R$ 2 mil, não foi registrada. Além disso, uma série de doações de uma pessoa física que somam R$ 35.350 foram feitas através de depósitos bancários em espécie, porém a lei determina que, quando o valor doado superar R$ 1.064,10, o envio da quantia deve acontecer através de transferência eletrônica.

A assessoria de Sandro Pimentel afirmou que tanto o parlamentar quanto o PSOL tomarão “todas as medidas legais cabíveis” para garantir a diplomação. O deferimento da liminar por parte do TRE não tira a vaga de Pimentel na Assembleia Legislativa, portanto não há mudanças no quadro de deputados estaduais eleitos. O MP Eleitoral ainda apura o caso e só ao final das investigações isso será definido.

G1

dez 19
2018

Metrópole Digital da UFRN abre inscrições para Residência em Tecnologia da Informação com bolsas de R$ 2 mil

Instituto Metrópole Digital (IMD)  — Foto: IMD/Divulgação

Instituto Metrópole Digital (IMD) — Foto: IMD/Divulgação

O Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN) lançou edital para preenchimento de vagas para sua nova turma de Residência em Tecnologia da Informação, que será feita em parceria com o Núcleo de Pesquisa em Alimentos e Medicamentos (Nuplam) da Universidade. O curso tem caráter de pós-graduação (lato sensu) e está disponibilizando 15 vagas, para as quais serão pagas bolsas no valor de R$ 2 mil.

As inscrições podem ser feitas até o dia 14 de janeiro por meio do Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (Sigaa). A taxa é de R$ 100.

O edital com todas as informações e prazos relativos ao processo de seleção pode ser consultado AQUI.

A nova turma terá como novidade o fato de que, pela primeira vez, a Residência irá funcionar em um órgão que também funciona como unidade fabril, o Nuplam.

Para participar da seleção, o candidato deve possuir diploma de nível superior de qualquer curso reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC). No entanto, o processo seletivo, dividido em duas etapas, terá a primeira como uma prova de conhecimentos específicos, cujo objetivo é avaliar o desempenho dos candidatos em relação a conteúdos da área de Tecnologia da Informação. Sua aplicação será no dia 20 de janeiro.

Já a segunda etapa, consiste em uma prova prática a ser realizada no dia 27 de janeiro, e será composta por cinco questões envolvendo situações-problema e estudos de caso, referentes à área de desenvolvimento de softwares.

Apenas ingressarão nessa segunda fase os candidatos que obtiverem, no mínimo, 60% de acertos na primeira prova.

Nuplam

Produzindo em torno de 200 milhões de medicamentos por ano, o Nuplam também atua no desenvolvimento e pesquisa de fármacos. Com uma equipe diversificada de 50 colaboradores, o Núcleo é atualmente o único laboratório industrial do Brasil vinculado a uma Universidade, e devido a esse fator oferece suporte ao ensino, pesquisa e extensão na área de Ciências Farmacêuticas.

Mas o Nuplam também contribui com diversos outros cursos da UFRN, como é o caso de Engenharia Ambiental, Engenharia Química, Engenharia de Alimentos e Gestão em Sistemas e Serviços de Saúde.

De acordo com o coordenador da nova turma da Residência em TI, o professor Itamir Barroca Filho, os candidatos selecionados atuarão, nesse primeiro momento, em uma necessidade específica do Nuplam, que é a integração e informatização de seus sistemas de gestão.

Nova plataforma

“O objetivo dessa Residência, além de oferecer capacitação aos profissionais, é também promover a inovação e o desenvolvimento de uma plataforma que a gente está chamando de SigNuplam, que irá informatizar todos os processos que envolvem o controle de produção de medicamentos”, detalha o coordenador.

Ele também explica que atualmente o Nuplam possui diversos setores não integralizados, arquivando e processando informações referentes à produção de medicamentos ainda de forma física, no papel, ou com o uso de planilhas em Excel.

Segundo o coordenador, depois de desenvolvida a plataforma, os alunos se concentrarão em desenvolver soluções computacionais que promovam melhorias no funcionamento das atividades do Núcleo de modo geral, aplicando a Tecnologia da Informação de maneira a beneficiar a produção dos medicamentos.

A matrícula dos candidatos selecionados no processo deve ser realizada entre os dias 5 e 8 de fevereiro. Já as aulas têm início no dia 11 desse mesmo mês.

G1

dez 03
2018

Juvino Barreto revestido de afeto e conforto

Um novo capítulo na história de uma velha instituição. A Mostra Elos, projeto de um grupo de arquitetas que promoveu a restauração e o embelezamento útil do Instituto Juvino Barreto, mostra como a arquitetura pode atuar a favor de resgates históricos e filantrópicos. O local exibe agora  mais de dois mil metros quadrados de área reformada em menos de 50 dias de trabalho intenso. São 37 ambientes restaurados que estarão em exibição até o dia 11 de dezembro. A partir do dia 12, o trabalho será oficialmente entregue à instituição, para o uso de seus ocupantes.

Uma força-tarefa voluntária composta por mais de 80 profissionais entre arquitetos, engenheiros, designers de interiores e paisagistas atuou junta  para tornar funcional uma grande parte do Juvino Barreto que não estava sendo utilizada. Eram áreas  fora de uso por terem as estruturas comprometidas, interditadas ou de acesso restrito. Agora, não mais. “Foi um trabalho intenso e também cheio de pormenores. Todos tiveram que trabalhar conforme uma série de normas restritivas. A obra deve ser bonita, mas também segura para os idosos”, disse Mara Lorena, que comandou o projeto ao lado das sócias Juliana Maia e Larissa Magalhães.
Projeto de grupo de arquitetos promove a restauração e embelezamento útil do Instituto Juvino Barreto
Projeto de grupo de arquitetos promove a restauração e embelezamento útil do Instituto Juvino Barreto

A sensação do novo preenche todo o Instituto Juvino Barreto. Desde o muro à fachada  receberam novas cores, desenhos, grafites, e letreiros. A recepção ganhou uma cara nova, estilosa e aconchegante. No mesmo espaço está a Loja Elos, que é uma releitura do tradicional bazar da instituição; o novo ambiente, agora de cara refinada, vende roupas, sapatos e bijuterias doados cuja renda é voltada para o local. A recepção também conta com uma sala multiuso, utilizada para descanso, jogos, pinturas, computador, e outras atividades relaxantes.
A Loja Elos é uma releitura do tradicional bazar da instituição
A Loja Elos é uma releitura do tradicional bazar da instituição

A área de circulação, por onde os idosos passeiam a pé ou em cadeiras de rodas, passou por um detalhista trabalho de regulação de piso, em que foram tirados degraus e batentes  desnecessários e feitos os ajustes para  facilitar o ir e vir. As paredes receberam desenhos inspirados na literatura de cordel. “Além de bonito, também visa resgatar a memória afetiva dos idosos, já que a maioria é do interior”, ressalta  Mara.

A capela de Nossa Senhora das Graças também ganhou novos ares. O telhado foi trocado e o forro renovado ficou mais alto, deixando evidente as velhas “tesouras” de madeira que sustentam o teto. As paredes receberam texturas e as portas foram trocadas para facilitar a acessibilidade dos cadeirantes. A disposição dos bancos também foi alterada para deixar a circulação melhor. O piso não foi trocado, mas foi revitalizado. Até o refeitório, que não precisava de reformas, ganhou uma decoração nova.

Dormitórios 

Uma ala sem uso, que estava interditada, passou por uma das transformações mais marcantes. A Ala São Vicente ganhou um dormitório masculino com 20 leitos confortáveis, entre quartos de decoração elegante e visual aconchegante. O banheiro coletivo  também não abriu mão da beleza, mas teve que ser 100% usual e seguro: recebeu torneiras com alavancas, botão de emergência, e barras. Há mictórios e compartimentos com chuveiros elétricos. E tudo com cortinas, detalhe que garante a privacidade do idoso ao mesmo tempo em que   facilita a ajuda rápida em caso de algum problema.
Ala de dormitórios proporciona mais conforto para moradores
Ala de dormitórios proporciona mais conforto para moradores

A ala dormitório também está ligada ao terraço do jardim, que ganhou uma cara nova e descolada. Há um coreto moderno em torno de uma árvore, e um redário coberto com palha e decorado com cabaças e potes de cerâmica. Nessa ala também foi criado um quarto para os cuidadores, além de uma antessala  bem decorada com móveis, grafites florais e realistas, e quadros com fotos dos próprios idosos – feitos voluntariamente por fotógrafos profissionais.
Banheiro teve que ser usual e seguro, mas ganhou em beleza
Banheiro teve que ser usual e seguro, mas ganhou em beleza

Outra novidade é a ala terapêutica. Um trecho inteiro ocupado por salas com fisioterapia, terapia ocupacional, fonoaudiologia, odontologia, salão de beleza, sala de costura, e terapia manual. Cada sala tem os equipamentos – novinhos – necessários para funcionar. Mara Lorena conta que alguns serviços  já eram oferecidos, mas não tinham um espaço ideal ou os equipamentos estavam quebrados.  “Agora há possibilidade de convênios universitários no futuro. Há espaço pra isso”, diz.

As mudanças também são evidentes por fora. O estacionamento foi asfaltado, e um serviço de paisagismo caprichou nos ambientes com jardins, bancos, almofadas e pufes. A novíssima caixa d’água ganhou a aparência de um gazebo, com detalhes em cordas e macramê. A área de lazer e salão de eventos também foi restaurada, com pintura, cobertura, palco mais acessível, nova copa, e paredes revestidas. “Essa área é muito movimentada, sim! De 15 em 15 dias tem um agito por aqui”, diz  a arquiteta.

Durante o período da exposição, o instituto contará com uma programação cultural todas as tardes, com direito a bandas de forró, grupos folclóricos, grupos de dança, cantores, feira Garajal, entre outras atividades. O público visitante poderá ver que o  trabalho de melhor a vida dos idosos residentes no local, também alcançou a harmonia estética. “A prioridade foi atender as necessidades dos idosos. Apenas aliamos isso ao trabalho estético”, ressalta. A Mostra Elos seguirá aberta para seus maiores apreciadores.

Serviço:

Mostra Elos no Instituto Juvino Barreto. Av. Alexandrino de Alencar, 908, Barro Vermelho. Visitas: das 15 às 20h de 2ª à 6ª, e 10 às 18h aos sábados e domingos. Até 11/12.

 

Tribuna do Norte

dez 03
2018

Loja varejista abre vagas temporárias de emprego para travestis e transexuais

Segundo a marca C&A, a ideia é atrair e contemplar profissionais trans em processos seletivos cujas vagas estão abertas nas mais de 270 lojas espalhadas pelo Brasil

Reprodução

As vagas estão abertas nas mais de 270 lojas espalhadas pelo Brasil

Segundo a publicação da oportunidade no Facebook, a ideia é atrair e contemplar profissionais trans em processos seletivos cujas vagas estão abertas nas mais de 270 lojas espalhadas pelo Brasil.

O candidato não precisa ter experiência anterior na função, mas ter atuado em atendimento ao cliente será considerado um diferencial positivo.

A vaga requer que a pessoa tenha ensino médio completo, e a empresa aponta algumas características que seriam necessárias: interesse em estudar e fazer cursos ligados à moda; ser protagonista, “tendo iniciativa para resolver problemas e buscar soluções”; “ter interesse genuíno em ouvir e compreender os outros” e “trabalhar com paixão e com vontade de fazer cada vez melhor”.

Os interessados devem se candidatar para as vagas na Operação de Loja da C&A. Toda a descrição e candidatura estão disponíveis neste link.

Transempregos

A Transempregos é uma organização que faz a ponte e promove a inserção de pessoas travestis e transexuais no mercado de trabalho formal. A instituição também capacita empresas, com foco em Recursos Humanos e Departamento Jurídico, a fim de construir um ambiente de trabalho mais humano e inclusivo para as diversidades. Além disso, o grupo realiza palestras e participa de eventos para conscientização dos colaboradores das companhias.

dez 03
2018

Capitão Styvenson: Sem o mínimo de moralidade, não adiantam reformas

Senador eleito, o capitão da Polícia Militar Styvenson Valentim (Rede Sustentabilidade) afirma que a prioridade é manter, no exercício do mandato, a coerência. Isso significa, disse o senador eleito, ter uma atuação íntegra, justa e de acordo com a moralidade. Segundo o capitão, isso vai assegurar que, ao atuar no Senado, continue a ser como à população o conheceu.

Senador eleito afirma que é preciso manter, no exercício do mandato, a coerência com uma atuação “íntegra e justa

Senador eleito afirma que é preciso manter, no exercício do mandato, a coerência com uma atuação “íntegra e just”

Ele concedeu a entrevista que segue na Escola Estadual Maria Ilka de Moura, no bairro do Bom Pastor.

A escola foi recuperada por iniciativa do militar. “As crianças acreditam muito em mim”, disse .

Nesta entrevista, Styvenson também confirma que terá que deixar o partido Rede Sustentabilidade, legenda pela qual concorreu nas eleições. O Rede não alcançou a cláusula de barreira e, portanto, não terá bancadas no Congresso Nacional. Isso impõe a troca de partido. O capitão diz que não escolheu a nova legenda partidária à qual vai se filiar.

O que o senhor pretende priorizar no mandato que inicia em fevereiro?
É cumprir e ter coerência com o que disse até aqui, além de manter a forma como as pessoas sabem que eu sou, uma pessoa íntegra, justa e dentro da moralidade. Os outros assuntos ficam até mais fáceis de serem discutidos quando se tem uma postura, que a pessoa mantém em qualquer lugar. Não adianta querer discutir Previdência, reforma tributária ou qualquer outro assunto pertinente, se não houver o mínimo de moralidade. Então, vejo hoje, na sociedade, que as pessoas se espelham muito no capitão Styvenson ou buscam nele essa esperança. Esse é o motivo das pessoas acreditarem. Estou aqui nessa escola… As crianças acreditam muito em mim. Essa escola é aqui e ao  lado está a minha ex-Companhia. Não comando mais a Companhia. Fui tirado de lá por causa da política e tenho muita responsabilidade e obrigação com os estudantes. Então, a minha prioridade, minha preocupação, é cumprir o que as pessoas querem que eu faça.

Mas já tem uma ideia de quais projetos de lei deve apresentar no Senado?
Tenho várias ideias. Algumas partem das pessoas. Por onde ando, mesmo no interior ou fora do Estado, chegam com ideias, apresentam projetos e pedem para que eu leve ao Senado. Os senadores que não foram reeleitos, e estão saindo em outros estados, têm esse cuidado de passar os projetos deles para mim. Tenho projetos para a educação, combate às drogas, trânsito, áreas nas quais atuei.

Então, tem muita coisa anotada, planejada?
As ideias estão saindo da cabeça e passando para o papel. Agora, li o guia do parlamentar. Estou lendo pela segunda vez a legislação interna e todo o conteúdo interno, que rege o Senado, com anotações para ficar bem ciente sobre as regras.

Como será o posicionamento em relação ao governo Bolsonaro?
Na campanha eleitoral me posicionei bem independente, nem para um lado e nem para o outro. Nem PSL, nem PT. Agora, chegou o momento que tem de fazer uma escolha, possivelmente partidária, porque a cláusula de barreira não foi atingida pelo Rede, partido ao qual devo a candidatura. Eles me permitiram ter uma candidatura cidadã e bem diferente. Mas, em relação à postura política, estou para contribuir e ajudar, tanto o governo federal, como o estadual. Eu vou tirar do cenário pessoas, vou tirar o nome Bolsonaro e vou tirar o nome Fátima para deixar Brasil e Rio Grande do Norte. Estou aqui para ajudar o país e o nosso estado.

O PSL já procurou para falar de filiação a esse partido, como cogitou o senador eleito por São Paulo, Major Olímpio?

Até agora o PSL não me procurou, mas outros senadores, lideres de partidos, querem conversar comigo. Por enquanto, não conversei com nenhum deles.

Conversou com o Rede a respeito disso?
Ainda não. Minha prioridade agora é a formação do meu gabinete no Rio Grande do Norte e em Brasília. Tanto que fiz processo seletivo com a captação de currículos profissionais, dentro de áreas específicas em que considerei serem importantes para o nosso mandato e, concomitantemente, me articular dentro de um órgão como o Senado, para o que possa trazer o que for melhor e o que o Rio Grande do Norte precisa.

A reforma previdenciária deve ser um dos principais assuntos em pauta no próximo ano no Congresso. O senhor defende uma reforma como a que está em discussão no parlamento? Qual a sua definição em relação à idade mínima para a aposentadoria?
Da forma que está… Tem de ter uma avaliação mais cautelosa e profunda. Para toda e qualquer reforma, não se pode chegar e dizer que é sim ou não, a favor ou contra. É preciso ver os números, elementos que, realmente, fundamentem ou corroborem que essa reforma previdenciária seja feita de forma segura e mais que transparente e igualitária. Quanto à idade, não sou eu que estou falando e nem outra pessoa, é o IBGE que diz que a expectativa de vida está aumentando. A medicina e a qualidade de vida do brasileiro estão evoluindo. Mas essas perspectivas de vida é para quem é da “Classe A”, que tem plano de saúde, melhorias na educação e na alimentação. Quando a gente fala, “a população está envelhecendo”… Quem está envelhecendo? É isso que se precisa discutir, porque se for uma coisa igualitária, vai prejudicar a quem?

Como militar, que projetos o senhor pretende defender na área de segurança, que tem os mais graves problemas do país e do Rio Grande do Norte?
Defendi na campanha, e defendo ainda, a ideia de uma polícia unificada e sem distinção. Não dá para entender e se chegar a um ponto no qual a segurança pública seja fatiada entre municípios, estados e governo federal, ou entre Polícia Civil, Militar ou Federal. E entre elas existe uma discrepância grande. Não falo só de salários, de estrutura, mas também de conhecimento. Falo ainda de atribuições, de tudo. Se acontecer um fato agora, que exija a presença da Polícia, como um homicídio, chega a PM e isola a cena do crime; vem o Itep, faz o seu trabalho; vem a Polícia Civil, faz outro registro. Depois se manda o inquérito para uma delegacia especializada e para outra e demora muito na investigação. Na verdade, se o policial militar tivesse meios e conhecimentos, ao chegar primeiro na ocorrência, poderia dar soluções mais rápidas, mais eficientes. Mas não estou puxando para o lado da Policia Militar. Estou puxando para quem for à  ocorrência primeiro. Se for a Polícia Civil, que faça. Se for Bombeiros, que faça. O problema é que se diversificou e separou muito. Assim, se tem pouca eficiência no que vai fazer. Um acidente de trânsito, com vitima ou sem vítima… Se for sem vítima, chama a Semob. Se for com vítima e no local da PRF, chama a PRF. A população não quer saber de quem é a atribuição, quer que resolvam. Isso funciona para muitas coisas. Não é só na segurança. Essas divisões, que todo mundo percebe, emperram muitas coisas. A burocracia dificulta para trabalho funcionar.

O senhor é favorável à redução da maioridade penal? Para quantos anos?
Mais uma vez defendo o que defendi em campanha. Sou a favor da redução da maioridade penal desde que dê direito a quem tem direito. Caso contrário, seremos desumanos e injustos. Agora, estamos em uma escola pública, na Zona Oeste de Natal, próximo à comunidade do Japão, a 1 km do Mosquito e a 50 metros das comunidades Márcia Maia e  do Salgado, áreas críticas e dominadas por facções criminosas. E a Policia Militar está sucateada, sem efetivo, mecanismos e tecnologias. Não tem como combater. Fala-se em redução de  maioridade. Aqui tem uma escola lotada, com 400 crianças, há dois anos não tinham trinta. Essas crianças estavam onde até ontem?

Tribuna do Norte

dez 03
2018

Fátima e governadores eleitos vão ao Congresso acompanhar votações

A senadora Fátima Bezerra se reunirá, nesta terça-feira (4), com os governadores eleitos do Norte e Nordeste para acompanhar no Congresso Nacional e no Supremo Tribunal Federal (STF) a votação de matérias importantes para os estados. Um dos projetos na Câmara Federal é o PLP 459, que trata da Securitização da Dívida Ativa, estabelecendo uma forma moderna de combater a sonegação e gerando receitas para o déficit da Previdência e investimentos.

Fátima Bezerra Governadora eleita do RN
Governadora eleita do RN estará acompanhada de gestores do Norte e Nordeste do país

Outro é o PLP 10.985, que trata da regulação da cessão onerosa de Gás e Petróleo. Neste caso, o objetivo é manter a regra de partilha entre União, Estados e Municípios das receitas com royalties e Fundo Social.

No Senado, a prioridade dos governadores é o entendimento para a votação do PLP 78, que trata de Bônus de Assinatura, complemento da Cessão Onerosa de Gás e Petróleo, permitindo a participação dos Estados e Municípios na receita com pagamento do Bônus de Assinatura após os leilões.

“Esses projetos são de suma importância para os estados dessas duas regiões, a maioria deles em situação fiscal e orçamentária muito difíceis, como é o caso do Rio Grande do Norte. Estarei acompanhando de perto ainda como senadora e como futura governadora do meu estado e estarei lá, brigando, em defesa do RN”, disse Fátima.

Outro ponto a ser tratado pelos governadores é uma agenda com o ministro Ricardo Lewandowski para entendimento sobre a retenção dos Fundos de Participação dos Estados (FPE) e dos Municípios (FPM) por parte da União. Três ações tramitam no STF, as ACOs 3150 e 3151, e o ministro já realizou audiência de conciliação com prazo para o governo federal abrir informações sobre as receitas partilhadas com Estados e Municípios.

Tribuna do Norte

dez 03
2018

Prefeitura de Macaíba abre concurso com 627 vagas e salários de até R$ 10 mil

Prefeitura de Macaíba abre concurso com 627 vagas e salários de até R$ 10 mil — Foto: Editoria de arte/G1

Prefeitura de Macaíba abre concurso com 627 vagas e salários de até R$ 10 mil — Foto: Editoria de arte/G1

A Prefeitura de Macaíba abriu concurso público com 627 vagas de níveis médio e superior. As inscrições podem ser feitas de 3 de dezembro a 3 de janeiro de 2019 exclusivamente pela internet. Os salários variam de R$1.082,24 a R$10.573,50. Confira o edital.

As inscrições custam R$ 85 para nível médio e R$ 105 para nível superior. As provas estão previstas para fevereiros de 2019. A banca organizadora do concurso é a Consulpam Consultoria.

Há vagas para agente administrativo, agente comunitário de saúde, educador social, técnico de enfermagem, técnico de farmácia, técnico em edificações, assistente social, auditor de tributos, dentista, enfermeiro, farmacêutico, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, médico, pedagogo, psicólogo, professor, dentre outros.

De acordo com a Prefeitura de Macaíba, a realização do concurso público vem para reorganizar o quadro funcional do município, após a criação e adequação de cargos aprovada na Câmara Municipal e sancionada pelo Executivo, objetivando otimizar o atendimento à população.

Há vagas para nível médio e superior — Foto: Fabiana Figueiredo/ G1

Há vagas para nível médio e superior — Foto: Fabiana Figueiredo/ G1

G1