Menu

Categoria: Política

jul 28
2018

PRB RN realiza convenção e oficializa candidaturas a deputados federais e estaduais

Fotos: Canindé Soares

Fotos: Canindé Soares

No Rio Grande do Norte, o PRB conta com 59 vereadores, quatro prefeitos e quatro vice-prefeitos entre os municípios do estado. A meta é convergir essa força de representação política para as eleições de 2018. O partido obteve a segunda maior votação nas eleições municipais em Mossoró, com a eleição de dois vereadores. Em Parnamirim, segundo maior colégio eleitoral do estado, elegeu o prefeito Rosano Taveira.

Deputados federais

Abraão Lincoln

Sônia Maria Torres Antunes – Sônia Torres

Deputados estaduais

Christiano Gomes de Lima Júnior – Júnior Grafith

Délcio Pedroso Costa – Délcio Costa

Dunay Lima de Oliveira – Dunay Lima

Emanuel Marques do Nascimento – Joãozinho

Fernando Antônio Torres de Araújo – Dr. Fernando Torres

Francisco de Assis Tavares – Francisco Tavares

Francisco Gomes de Paiva

Francisco de Assis de Souza – O Homem do Jumento

Francisco de Assis Valentim da Costa – Bispo Francisco de Assis

Geane da Silva Marinho Canário – Geane Canário

Gilmar Rodrigues de Oliveira – Diretor Rodrigues

João Maria Leite de Souza – Didi

Kelly Kennya Maia de Moraes – Kelly Maia

Lenilda da Silva Rodrigues – Lenilda Rodrigues

Lúcio Flávio Cavalcante – Lúcio Flávio

Márcia Maria de Oliveira- Márcia Oliveira

Maria da Conceição Lima – Ceyça

Pammela de Oliveira Evaristo Dourado –

Patrícia Luiz do Nascimento – Patrícia Nascimento

Raphael Araújo Holanda – Raphael Holanda

Rui Barbosa da Costa – Rui Barbosa

Sírio de Nazaré Amaral Pinheiro – Sírio Pinheiro
Tainah Torres

Ubiraci dos Santos Silva

Williams Fortunato de Medeiros – Williams Fort

Texto: Diego Campelo / Ascom – PRB Rio Grande do Norte

jul 28
2018

INSS com corte de quase 20% nos auxílios-doença e aposentadorias por invalidez

Se a projeção do governo se confirmar, o pente-fino será concluído com uma queda de cerca de 20% nos benefícios. Isso porque, quando o programa de revisão começou, 5,2 milhões de auxílios-doença e aposentadorias por invalidez eram pagos.

“Nós imaginamos que, ao final do processo, nós teremos identificado cerca de 1 milhão de beneficiários que vinham recebendo benefícios irregularmente da Previdência”, afirmou Beltrame ao G1.

Ao final do processo, acrescentou o ministro, a estimativa é que a economia para o fundo de Previdência chegue a R$ 20 bilhões.

Pente-fino no INSS

Benefício Agosto/2016 Projeção
Auxílios-doença 1,8 milhão até 1,1 milhão
Por invalidez 3,4 milhões 3,2 milhões

Quem é convocado?

No caso do auxílio-doença, foi convocado quem não passa pela revisão médica há mais de dois anos.

Na aposentadoria por invalidez, devem realizar a perícia os beneficiários com menos de 60 anos de idade, que estão há dois anos ou mais sem realizar o exame.

Ficaram de fora as pessoas com mais de 60 anos, além de segurados com 55 anos de idade, que recebem o benefício há pelo menos 15 anos.

Segundo o Ministério do Desenvolvimento Social, entre agosto de 2016 e 30 de junho deste ano, foram realizadas 791,4 mil perícias, com 450,2 mil benefícios cancelados. No caso do auxílio-doença, de cada 10 perícias realizadas, oito levaram ao corte do benefício. Veja abaixo:

Auxílios-doença

  • Perícias realizadas: 431.582
  • Benefícios cancelados: 341.746

Aposentadorias por invalidez

  • Perícias realizadas: 359.889
  • Benefícios cancelados: 108.512

“Dos benefícios que nós estamos revisando, que são 552 mil pessoas com auxílio-doença, o cancelamento está em torno de 80%. Na aposentadoria por invalidez, que é em torno de 1.004 milhão [de benefícios revisados], o que tem sido cancelado é em torno de 30%”, informou o ministro Alberto Beltrame.

G1

jun 29
2018

Executiva do PSDB encaminha pré-candidatura de Geraldo Melo ao Senado

A Executiva Estadual do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) se reuniu na manhã desta sexta-feira (29) e decidiu por unanimidade lançar o nome do ex-senador e ex-governador Geraldo Melo, como pré-candidato ao Senado, numa composição com o Partido Social Democrático (PSD), do governador Robinson Faria e outras siglas. A convenção do partido será agendada para 28 de julho para respaldar todos os nomes que concorrerão em outubro. O PSDB irá lançar nomes para o Senado, suplência de senador, deputados federais e nove nomes à Assembleia Legislativa.

“Ouvimos os segmentos do PSDB, que hoje é um dos maiores partidos do Rio Grande do Norte e democraticamente, suas lideranças e pré-candidatos encaminharam através da Executiva Estadual, que o nome do senador Geraldo Melo irá concorrer numa aliança com o PSD do governador Robinson Faria e outras siglas”, explicou o deputado Ezequiel Ferreira de Souza, que presidiu a reunião.

O senador Geraldo Melo agradeceu o respaldo do PSDB ao seu nome. “Se parto com o apoio das lideranças que fazem hoje o maior partido do Rio Grande do Norte, então vamos percorrer todas as regiões e os municípios ouvindo os anseios da população e contribuindo mais uma vez com nossa experiência no Senado”, afirmou Geraldo Melo, que já foi 1º vice-presidente do Congresso Nacional, de 1995 a 2002. Geraldo Melo enfatizou que para se destacar é preciso ser diferente e exaltou que o caminho trilhado pelo partido era o melhor. “Primeiro por ser mais confortável para as eleições de nossos deputados estaduais, impulsiona a candidatura à reeleição do nosso deputado Rogério Marinho e ao ouvir todas as instâncias do partido se deliberou de modo democrático”, disse.

O deputado federal e candidato a reeleição, Rogério Marinho enfatizou a união partidária. “Estamos juntos e prontos para fazer do PSDB um partido sempre disposto a promover melhorias para o país e nosso Rio Grande do Norte”, salientou durante a reunião da Executiva Estadual.

jun 29
2018

PSDB reúne nesta sexta-feira sua Executiva Estadual para deliberar rumos da sigla na eleição de outubro

Executiva estadual do PSDB no RN. Foto: Divulgação.

Acontece nesta sexta-feira (29), na Presidência do PSDB que fica no bairro Tirol, a reunião da Executiva Estadual da sigla, como foi antecipadamente divulgada.  No encontro será confirmado o nome do ex-senador Geraldo Melo para concorrer a uma das vagas ao Senado Federal. Todos os pré-candidatos do PSDB, deputados, prefeitos e lideranças que integram a legenda participaram das discussões e apoiaram as diretrizes partidárias, deixando o encaminhamento das decisões para a Executiva Estadual.

“O PSDB é um partido forte e que cresceu por ouvir as bases e respeitar democraticamente suas lideranças. Ouvimos todos os nomes que vão concorrer às eleições estaduais deste ano, sentamos com os prefeitos que integram a legenda e estamos levando o encaminhamento da sigla para a reunião da Executiva Estadual, que é integrada pelos deputados, prefeitos, vice-prefeitos e nomes que fazem o PSDB do Rio Grande do Norte”, informou o deputado Ezequiel Ferreira de Souza, que preside o partido no Estado.

A chapa proporcional do PSDB para a Assembleia Legislativa é a mais forte até agora apresentada por todos os partidos. Candidatos à reeleição, Raimundo Fernandes e Gustavo Fernandes, com atuação na região do Alto Oeste. Já Tomba Farias sai de Santa Cruz e do Trairi com grande votação. Duas mulheres vão integrar a nominata: as deputadas Márcia Maia e Larissa Rosado, que são atuantes na Assembleia Legislativa. O decano José Dias, aumentou suas bases no Estado. Gustavo Carvalho tem bases sólidas no Potengi, Alto Oeste e Médio. O médico Tiago Almeida, que tem bases no Seridó será candidato pela primeira vez. Já Ezequiel Ferreira, que preside a Assembleia Legislativa é votado na Grande Natal, Seridó, Agreste, Mato Grande, nas regiões Central e Salineira, além de apoios novos em Mossoró.

O deputado federal, Rogério Marinho é candidato à reeleição. Além de sair muito forte da região Metropolitana, ampliou bases no Seridó, Oeste e Potengi. Ex-deputada federal, Sandra Rosado tentará mais um mandato na Câmara. Hoje, vereadora em Mossoró, Sandra já pegou a estrada no Alto, Médio e Oeste Potiguar em buscas de ampliar bases. Em 2014, Sandra conseguiu 52 mil votos e ficou na suplência.

jun 07
2018

Prefeito de Natal esclarece sobre retirada de apoio de vereadores de sua gestão

Prefeito de Natal, [Alvaro Dias.

Em virtude de versões deturpadas que tem sido divulgadas sobre o relacionamento do Executivo com os vereadores que apóiam a gestão na Câmara, venho esclarecer que é absolutamente normal em qualquer democracia que o Executivo busque formar uma bancada de apoio no Legislativo de maneira clara e transparente. O que não é possível é se ter uma suposta “bancada” que critica, vota contra, e até trabalha para evitar a aprovação de matérias encaminhadas pelo Executivo para apreciação na Câmara Municipal.
O que estamos buscando fazer é conversar com todos para saber da real disponibilidade de fazer parte da bancada de apoio à administração de uma forma coerente e coesa.
Não existe qualquer ligação entre as conversas com os vereadores para formar nossa base de apoio com as eleições deste ano, muito menos em relação a qualquer candidatura a deputado, tanto assim que vários vereadores como Ubaldo Fernandes, Nina Souza, Luiz Almir, Francisco de Assis, Eudiane Macedo, já cogitaram a possibilidade de se candidatar a uma vaga na Assembleia Legislativa e a nenhum deles solicitei que refluíssem de seus projetos políticos.
No mais, o que existe, nesse momento pré-eleitoral, é a tentativa de criar intrigas e falsas polêmicas no noticiário.
Confio que Executivo e Legislativo manterão as boas relações necessárias para que Natal siga em frente no caminho do progresso, do futuro e do desenvolvimento.
Álvaro Dias
Prefeito de Natal
jun 06
2018

Mosaïque assume a assessoria de imprensa do pré-candidato a deputado estadual Igor Rafael

A Mosaïque Comunicação assume hoje a assessoria de imprensa de Igor Rafael, pré-candidato ao cargo de Deputado Estadual do Rio Grande Norte pelo Partido da República (PR). Igor é potiguar de 29 anos, casado, formado em Administração e pós-graduado pela UFRN, empreendedor desde os 18 anos de idade e um ativista político atuante.

Com sua mensagem de renovação se espalhando cada vez mais, principalmente entre os jovens e empreendedores sérios, comprometidos com o que é certo, faz parte do movimento Brasil 200, projeto encabeçado por Flávio Rocha, presidente da Riachuelo, que visa traçar metas para um país desenvolvido e respeitado. Sua plataforma de trabalho é baseada em estudos, pesquisas, fiscalização, divulgação do que é encontrado pelo estado.

Nos colocamos à disposição para pautas, entrevistas e qualquer tipo de informação para a imprensa. Os contatos podem ser feitos através do telefone (84) 98829-4375 ou pelo e-mail ulysses@mosaiquecomunicacao.com.br.

jun 05
2018

Câmara Municipal do Natal Projetos que homenageiam a ex-governadora Wilma de Faria

 

Ex-governadora Wilma de Faria. Foto: Divulgação.

A Comissão de Cultura aprovou, nesta segunda-feira dois Projetos de Lei que homenageiama ex-governadora Wilma de Faria. Os vereadores deram parecer favorável ao Projeto 70/2017, de autoria do vereador Ary Gomes (PDT), que institui a comenda “Wilma de Faria” destinada a homenagear personalidades que se destacaram na área de assistência social, contribuindo para melhorias da qualidade de vida dos cidadãos natalenses.

Foi aprovado também o Projeto de Lei 56/2018, do vereador Dinarte Torres (PMB), que autoriza o poder Executivo a criar o “Memorial da Resistência Feminista Wilma de Faria”. De acordo com a matéria, o memorial tem o objetivo de reunir, gerenciar, divulgar e preservar fatos da trajetória feminista local, nacional e internacional.

“Wilma de Faria tem uma ampla folha de serviços prestados ao nosso estado e à nossa cidade, nada mais justo do que homenagear uma personalidade com uma biografia tão honrosa de uma mulher pública dedicada à sociedade potiguar”, afirmou o presidente da Comissão, vereador Ubaldo Fernandes (PTC).

 

 

jun 05
2018

Em Mossoró, Karla Veruska participa da abertura do São João mais cultural do Brasil

Governador Robinson Faria e a pré-candidata a deputada federal, Karla Veruska. Foto: Divulgação

A cultura também faz parte da plataforma de trabalho que a pré-candidata a deputada federal, Karla Veruska pretende apresentar durante o debate eleitoral, que vai começar no mês de agosto. Para isso, no sábado, 2, a presidente estadual do Avante foi conhecer o Pingo da Mei Dia, em Mossoró, capital do Oeste potiguar.
Acompanhada do esposo e presidente da Câmara Municipal de Natal, vereador Raniere Barbosa e do diretor geral da Fundação José Augusto, Amaury Júnior, a dentista Karla Veruska foi recebida pela prefeita Rosalba Ciarlini e lideranças locais e se integrou a comitiva do governador Robinson Faria.

O vereador e presidente da Câmara Municipal do Natal, Raniere Barbosa, entre a prefeita de Mossoró Rosalba Ciarlini (de vestido branco) e a pré-candidata a deputada federal, Karla Veruska (de vestido e chapéu). Foto: Divulgação.

Conhecido como o São João mais cultural do Brasil, o Mossoró Cidade Junina chega este ano a sua 22ª edição. “A cidade tem orgulho da sua história e vocação natural para a arte e essa aptidão aflora de uma maneira bem especial nessa época do ano, aquecendo a economia e elevando a autoestima do povo mossoroense”, destacou Karla Veruska.

A pré-candidata a deputada federal Karla Veruska, o presidente da Câmara Municipal do Natal, vereador Raniere Barbosa e o diretor geral da Fundação José Augusto, Amaury Júnior. Foto: Divulgação.

Para Karla Veruska, a cultura popular deve receber um apoio maior, a partir das revisões das leis de incentivo dos governos, através de um debate amplo com o segmento cultural, que está carente de uma voz firme no Congresso Nacional, que possa lutar para viabilizar recursos por meio de emendas, para recuperar equipamentos culturais e construir novos espaços para a manifestação artística e cultural na capital e no interior.
maio 24
2018

Trump cancela reunião com líder da Coreia do Norte

Trump cancelou reunião com Kim Jong-un marcada para Cingapura. Foto: Reprodução

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, cancelou nesta quinta-feira (24) a reunião histórica com o ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-un, que estava prevista para o dia 12 de junho em Singapura. O republicano enviou uma carta a Kim na qual diz que tomou a decisão com base na “tremenda raiva e hostilidade aberta” manifestada em uma declaração recente feita por autoridades norte-coreanas.

De acordo com o texto, Trump disse que “estava aguardando muito estar lá” com o ditador norte-coreano, mas sente que ‘”é inapropriado, neste momento, realizar essa reunião há muito tempo planejada”. O chefe de Estado norte-americano ainda ressaltou que tomou a decisão “pelo bem das duas partes, mas em detrimento do mundo”.

“O mundo e, em particular a Coreia do Norte, perde “uma grande oportunidade para uma paz duradoura”. “Este é um momento muito triste para a história”.

O anúncio de Trump ocorre no mesmo dia em que a Coreia do Norte destruí seu centro de testes nucleares de Punggye-ri, após ter acordado iniciar o processo de “desnuclearização” na cúpula com a Coreia do Sul, no último dia 27 de abril. Na última quarta-feira (23), Pyongyang disse que dependia dos Estados Unidos a decisão de se encontrar “na mesa de negociação ou no confronto nuclear”.

“Você fala sobre suas capacidades nucleares, mas a nossa é tão massiva e poderosa que rezo a Deus para que ela nunca precise ser usada”, respondeu Trump na carta. Hoje, em mais uma polêmica, a vice-chanceler da Coreia do Norte, Choe Son-hui, fez diversas críticas ao governo de Trump e chamou o vice-presidente norte-americano, Mike Pence, de “político burro” após falar que Pyongyang pode acabar como a Líbia.

Confira o comunicado na íntegra:

“Sua Excelência

Kim Jong-un

Presidente da Comissão de Interesses do Estado da República Democrática da Coreia:

Apreciamos muito seu tempo, paciência e esforço em respeito as nossas recentes negociações e discussões relativas à cúpula há tanto tempo buscada pelos dois lados, que estava agendada para 12 de junho em Singapura. Fomos informados de que o encontro foi requisitado pela Coreia do Norte, mas isso para nós é completamente irrelevante.

Eu estava na expectativa de encontrá-lo. Infelizmente, baseado na enorme raiva e na hostilidade aberta expressadas em seu comunicado mais recente, sinto que é inapropriado, neste momento, realizar essa reunião há tanto tempo planejada.

Dessa maneira, essa carta atesta que a cúpula de Singapura, pelo bem dos dois lados, mas para detrimento do mundo, não acontecerá. Você fala sobre suas capacidades nucleares, mas a nossa é tão massiva e poderosa que rezo a Deus para que ela nunca precise ser usada.

Eu achei que um diálogo maravilhoso estava sendo construído entre você e eu, e, no fim das contas, esse é o único diálogo que importa. Um dia, espero muito poder encontrá-lo. Nesse meio tempo, gostaria de agradecer por ter libertado os reféns que estão agora com suas famílias. Isso foi um gesto muito bonito e que foi muito apreciado.

Se você mudar de ideia, sobre o que está relacionado a essa importante cúpula, não hesite em me ligar e me escrever.

O mundo, e a Coreia do Norte em particular, perdeu uma grande oportunidade de ter paz permanente e grande prosperidade e riqueza. Essa oportunidade perdida é realmente um momento triste na história.

Atenciosamente,

Donald J. Trump

Presidente dos Estados Unidos da América”

maio 24
2018

TSE define quanto cada partido receberá de fundo eleitoral

Sede do Tribunal Superior Eleitoral (Divulgação/TSE)

O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou hoje (24), por unanimidade, uma resolução para regulamentar a distribuição de recursos do Fundo Eleitoral público, de R$ 1,716 bilhão, para financiar campanhas.

Entre as principais definições está a de que cada partido somente receberá os recursos após sua respectiva executiva nacional aprovar e divulgar amplamente os critérios para distribuição do dinheiro entre os candidatos, que podem ser alvo de contestação pela Justiça Eleitoral.

De acordo com os critérios definidos em lei, entre eles o tamanho das bancadas no Congresso no dia 28 de agosto de 2017, o TSE calculou qual a porcentagem dos recursos que caberá a cada partido. A legenda que mais receberá recursos será o MDB (13,64%), que deve ficar com R$ 234,19 milhões.

O segundo partido que receberá mais recursos será o PT (12,36%), com R$ 212,2 milhões, seguido por: PSDB (10,83%), com R$ 185,8 milhões; PP (7,63%), com R$ 130,9 milhões; e PSB (6,92%), com R$ 118,7 milhões. Partido Novo, PMB, PCO e PCB (0,57%) serão as legendas com menos recursos do Fundo Eleitoral, tendo direito a R$ 970 mil cada.

Uma vez liberados, os valores devem ser transferidos para uma conta única do diretório nacional de cada partido, que deverá, então, promover a distribuição entre os candidatos, conforme os critérios divulgados anteriormente. Posteriormente, nas prestações de contas eleitorais, a Justiça Eleitoral verificará se tais critérios foram obedecidos.

Apesar do valor total do Fundo Eleitoral já ter sido definido pelo Congresso no ano passado, a planilha divulgada pelo TSE não traz valores em reais, somente as porcentagens de cada partido.

Segundo o presidente da Corte, ministro Luiz Fux, isso se dá por precaução, pois a Justiça Eleitoral prefere aguardar o efetivo depósito dos recursos em uma conta específica, pois imprevistos que podem alterar o valor efetivamente disponibilizado e o cálculo poderia não ser preciso.

“Estamos estabelecendo os porcentuais, depois quando vier a disponibilidade total vamos divulgar os valores. Sem que venha antes [o dinheiro], nós podemos mencionar valores que podem não corresponder à realidade”, disse Fux.

A resolução aprovada nesta quinta prevê ainda que 30% dos recursos de cada partido deve ser aplicado na candidatura de mulheres, conforme confirmado na semana passada pelo próprio TSE.

De acordo com a lei que criou o Fundo Eleitoral, os critérios para a distribuição para cada partido foram:

I – 2% (dois por cento), divididos igualitariamente entre todos os partidos com estatutos registrados no TSE;

II – 35% (trinta e cinco por cento), divididos entre os partidos que tenham pelo menos um representante na Câmara dos Deputados, na proporção do percentual de votos por eles obtidos na última eleição geral para a Câmara dos Deputados;

III – 48% (quarenta e oito por cento), divididos entre os partidos, na proporção do número de representantes na Câmara dos Deputados, consideradas as legendas dos titulares;

IV – 15% (quinze por cento), divididos entre os partidos, na proporção do número de representantes no Senado Federal, consideradas as legendas dos titulares.

Veja abaixo a porcentagem que cada partido tem direito no fundo eleitoral:

PMDB – 13,64%

PT – 12,36%

PSDB – 10,83%

PP – 7,36%

PSB – 6,92%

PR – 6,59%

PSD – 6,52%

DEM – 5,19%

PRB – 3,9%

PTB – 3,62%

PDT – 3,58%

SD – 2,33%

PTN (Podemos) – 2,1%

PSC – 2,09%

PCdoB – 1,77%

PPS – 1,7%

PV – 1,43%

PSOL – 1,24%

Pros – 1,23%

PHS – 1,05%

PTdoB (Avante) – 0,72%

Rede – 0,62%

Patriota – 0,57%

PSL – 0,53%

PTC – 0,36%

PRP – 0,31%

PSDC – 0,24%

PMN – 0,22%

PRTB – 0,22%

PSTU – 0,57%

PPL – 0,57%

PCB – 0,57%

PCO – 0,57%

PMB – 0,57%

Novo – 0,57%