Rosalba confirma na reunião de governadores que é contra novo imposto para saúde

A governadora Rosalba Ciarlini repetiu no almoço na casa do presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT/RS), oferecido aos governadores, ministros e líderes partidários, nesta quarta-feira, 21, em Brasília, que é contra a criação de um novo imposto para a saúde. “Não foi o DEM quem derrubou a CPMF. Foi o povo brasileiro quem conclamou o fim desse imposto por entender que os recursos arrecadados não estavam indo para a saúde”, afirma a governadora tendo como aliada na posição contra mais um imposto, os governadores de Minas Gerais, Antonio Anastasia (PSDB); e do Estado do Pará, Simão Jatene (PSDB)

Entre as alternativas para aumentar o financiamento da saúde, a governadora aponta a renegociação das dívidas dos Estados e Municípios com a União (a parcela que for economizada seria destinada para a saúde); linhas de financiamentos; aumento de impostos de produtos considerados supérfluos como cigarro, bebida e jóias. “O que não se pode é sacrificar mais o cidadão que já paga muitos impostos”, condiciona.
O que na prática a governadora quer, é que a União dentro de seu orçamento destine mais recursos para a saúde. O Rio Grande do Norte investe 18% (6% a mais do que determina a emenda 29) do orçamento do Estado em saúde, o que corresponde a mais de meio bilhão de reais.
Na reunião dos governadores ficou acertado que a Câmara dos Deputados vai criar duas comissões. Uma especifica para encontrar a solução de nova fonte e a outra para tratar do assunto com os governadores.

Rosalba_02Fonte:Assecom/RN

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.