Investigada

O Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) vai investigar se a loja de cosméticos francesa Sephora e três blogs de moda desrespeitaram as regras da entidade, que exige que uma ação publicitária seja claramente identificada. A suspeita é de que sugestões de compra feitas pelas blogueiras Lala Rudge, Thássia Naves e Mariah Bernardes (sendo esta última filiada à rede FHits, da empresária Alice Ferraz) sejam, na verdade, propaganda paga, embora não identificadas dessa maneira.

Foto – Divulgação

sephora

{module Banner Entre Notas}

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.