“Padre Edson precisa refletir e pedir desculpas a mim e a governadora Rosalba”, diz Vivaldo Costa

 

Ainda rende a polêmica em torno das críticas e cobranças feitas pelo pároco de Santana, monsenhor Edson Medeiros no encerramento da festa da padroeira do Seridó, no último domingo em Caicó. No seu discurso, o reverendo cobrou mais investimentos na saúde do município e pediu para que a classe política não “atrapalhasse” a instalação de um curso de graduação em medicina na região. Se por um lado, o pároco não pretende mais falar sobre o assunto, na classe política ainda rende comentários.

Pela segunda vez, nesta semana o deputado Vivaldo Costa (PR) dedicou grande parte de seu programa de rádio para rebater as críticas de monsenhor Edson e sair em defesa da governadora, mesmo há uma semana tendo responsabilizado o deputado federal Henrique Alves pelo “fracasso” do atual governo. Dizendo estar profundamente magoado com as palavras do religioso, o deputado sugeriu um pedido de desculpas tanto a ele como a governadora Rosalba Ciarlini (DEM), que segundo Vivaldo foi humilhada e constrangida pelo padre.

Padre Edson foi extremamente grosso com Rosalba, com o prefeito Bibi, com o deputado Vivaldo. Eu não desci do palanque por respeito aos demais religiosos. Se estivesse apenas eu e padre Edson eu teria me retirado. Ele precisa fazer uma reflexão e pedir desculpas a mim e a governadora, que não merecíamos uma humilhação dessas. Rosalba veio a Caicó porque é devota de Santana, e saiu chorando com o constrangimento”, disse o deputado.

Fonte: Marcos Dantas

{module Banner Entre Notas}

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.