COM MUDANÇAS, O PP DEVE SE TORNAR UM DOS MAIS FORTES PARTIDOS DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA*

Pelo menos sete deputados estaduais potiguares devem trocar de partido até o dia 5 de outubro, data limite para filiação ou opção partidária de quem deseja disputar as eleições de 2014. Uma acusação por infidelidade partidária não está assustando ninguém, já que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RN) está autorizando a desfiliação por “justa causa”. Ou então os partidos de origem não estão apelando para ficar com os mandatos.

A lista do troca-troca é encabeçada pelo presidente da Assembleia Legislativa, Ricardo Motta. Ele deixará o PMN para se filiar ao PP, que é presidido no RN pelo seu filho, vereador natalense Rafael Motta. O PMN deve perder também Raimundo Fernandes, que seguirá o caminho de Ricardo Motta. Outros três deputados devem se filiar ao PP: Vivaldo Costa (PR), Gilson Moura (PV) e Kelps Lima, que já deixou o PR autorizado pela Justiça Eleitoral.

O PP de Ricardo Motta torna-se então um dos mais fortes partidos da Assembléia Legislativa.

ricardo-mota-posse

                                            {module Banner Entre Notas}

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.