Os motivos da greve dos caminhoneiros em todo o Brasil

Caminhoneiros em todo o país estão em greve e essa paralisação é um protesto contra os aumentos sucessivos do preço do diesel. A greve dos caminhoneiros está afetando a rotina da população em muitas cidades brasileiras, pois a falta de combustível impacta grande parte das outras atividades econômicas e serviços públicos e privados. Muitas escolas e empresas, por exemplo, estão suspendendo suas atividades, alguns serviços públicos estão funcionando com restrições, assim como o transporte público, que já está com a frota reduzida em algumas cidades. Vamos entender o que está por trás da greve dos caminhoneiros?

POR QUE O PREÇO DO COMBUSTÍVEL ESTÁ AUMENTANDO?

Desde julho de 2017, a Petrobras adota uma nova política de ajuste de preços dos combustíveis. De acordo com essa política, o preço dos combustíveis está atrelado ao preço do barril de petróleo no mercado internacional e ao dólar. Isso faz com que o valor dos combustíveis derivados de petróleo variem diariamente, e como o dólar e o barril de petróleo têm se valorizado nos últimos meses, esse aumento de preços é refletido no valor final do combustível.

COMO É FORMADO O PREÇO DO COMBUSTÍVEL?

O preço da gasolina e do diesel é composto por 4 fatores.

1)  preço do combustível na refinaria (incluindo custos e lucro da Petrobras);

2) o custo do etanol anidro e do biodiesel, que são misturados à gasolina e ao diesel, respectivamente;

3) aos impostos;

4) aos custos e margens de distribuição e revenda.

Cerca de 45% do valor do combustível é referente aos impostos, 12% é referente aos custos e lucros das distribuidoras e 11% do etanol e biodiesel. Bom, sobra um pouco mais de 30% do valor, que é dado pela Petrobrás e está atrelado ao mercado internacional e ao dólar, como explicamos anteriormente.

QUAIS AS POSSÍVEIS SAÍDAS PARA A REDUÇÃO DO PREÇO DO COMBUSTÍVEL?

Uma das possíveis soluções seria voltar à política de preços anterior e permitir a interferência política na formação do preço do combustível, em vez de este ser determinado pelo mercado internacional. A Petrobras afirma que mudar a política poderia endividar a empresa e fazê-la perder valor. A outra opção seria reduzir os impostos e algumas medidas adotadas já estão apontando para essa direção. O Ministério da Fazenda, no entanto, afirma que com a crise fiscal nas contas públicas, o espaço para reduzir impostos é pequeno.

PARA REFLETIR:

O impacto desta greve no dia-a-dia de cada cidadão deixa evidente a nossa dependência em relação ao transporte rodoviário. Hoje no Brasil cerca de 90% de passageiros e 60% da carga movimentados no país se deslocam por rodovias. Países com territórios grandes como Estados Unidos, China e Rússia, possuem grandes malhas ferroviárias para escoar a produção.