Presidente eleito deve se reunir com auxiliares para discutir a reforma da Previdência

G1

Reforma da Previdência

De acordo com o futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, Bolsonaro deverá discutir em Brasília a proposta de reforma da Previdência Social.

O presidente eleito tem defendido que o Congresso aprove algum item da reforma ainda neste ano, mas já avalia que “dificilmente” isso acontecerá.

Enviada pelo governo Michel Temer via Proposta de Emenda à Constituição (PEC), a reforma da Previdência só será aprovada se tiver o apoio de pelo menos três quintos dos parlamentares (308 deputados e 49 senadores).

Diante disso, Bolsonaro deve discutir com auxiliares como aprovar ainda neste ano os chamados itens “infraconstitucionais”, que não mudam a Constituição e podem ser aprovados via projeto de lei, o que exige um número menor de votos.