Centro de produção do parque da cidade atinge a marca de 12 mil mudas

A produção de mudas em parques e demais áreas de preservação é de fundamental importância. Para que as mudas atinjam um padrão de alta qualidade é preciso um ambiente com condições adequadas de umidade, temperatura e luminosidade, que possibilite também o desenvolvimento de pesquisas na área de produção e no ciclo de produção, de forma correta, com baixo custo, e com mudas que apresentem parâmetros morfológicos e fisiológicos adequados, para que as mesmas sobrevivam após plantio.

Visando cumprir os objetivos da Unidade de Conservação, a Equipe Técnica do Parque Municipal da Cidade do Natal dom Nivaldo Monte vislumbrou a transformação do local onde restavam as instalações do seu antigo canteiro de obras em um espaço favorável à implantação e operação de um viveiro de mudas. A existência de áreas degradadas dentro dos limites do Parque e no seu entorno e a pouca disponibilidade de mudas selecionadas de vegetação nativa têm sido os principais desafios para as ações de manejo ambiental da unidade de conservação. Diante desta situação, o projeto objetivou a viabilização de uma estrutura física para a produção de mudas nativas de mata atlântica, a serem introduzidas dentro do próprio Parque da Cidade, conforme orientações técnicas e Plano de Manejo da área. Com os novos equipamentos, implantados em junho de 2017, objetiva-se uma produção de mais de 6.300 mudas a cada 12 meses, além da criação de um espaço destinado ao desenvolvimento de pesquisas científicas e ações de educação ambiental, já atingindo em 2019 a produção total de 12.000 mudas.

Os equipamentos (viveiro de mudas, salas de apoio, vias delimitadas e áreas irrigadas) abrangem uma área de aproximadamente 500m² e foram elaborados dentro de uma proposta sustentável, com a utilização de metodologias simplificadas de construção, sendo grande parte da matéria-prima destinada à sua estrutura proveniente de doações, contrapartidas, apreensões legais, além do reuso de materiais disponíveis no Parque, como troncos de carnaúba e sobras diversas do canteiro de obras original. O Centro de Produção de Mudas de Espécimes da Mata Atlântica – Parque Natural Municipal da Cidade do Natal Dom Nivaldo Monte foi totalmente implantado pela sua própria equipe do quadro efetivo, composta por Biólogos, Ecólogos, Tecnólogo Ambiental, Técnico Agrícola, Engenheiro Civil, Economista, Auxiliares de Campo dentre outros. Uma realização de grande alcance socioambiental que resultou em “custo zero” para a administração. Uma economia de aproximadamente R$ 200.000,00 para os cofres públicos.