Brasileiro disputa mundial de surfe com remo pelos Emirados

Anba

Chambers (à frente) pratica stand up paddle, modalidade de surfe

Divulgação

Thais Sousa
tsousa@anba.com.br

São Paulo – Um brasileiro vai representar os Emirados Árabes Unidos na final do Molokai 2 Oahu Paddleboard World Championships 2019, campeonato mundial de stand up paddle, espécie de surfe no qual o atleta pratica remada sobre prancha. O esportista que tem cidadania brasileira é Scott Chambers (à frente, na foto), que nasceu no emirado de Sharjah e tem mãe brasileira, natural de Natal (RN). Esta será a primeira vez que o país árabe chega à competição que é uma mais tradicionais do mundo e acontecerá no Havaí, no dia 28 de julho.

Chambers e os pais residem nos Emirados, mas o resto da família continua no Brasil. Foi no país árabe, aos 10 anos, que ele aprendeu e se apaixonou pelo surfe. “O surfe é minha paixão”, disse ele à ANBA.

O atleta explica que o surfe já é comum nos emirados de Dubai, Sharjah, Ras Al Kaimah e Fujairah. Desde que aprendeu a surfar, Chambers viajou para diversos países onde praticou o esporte. “Eu surfo aqui e tive a sorte de também viajar a países como a Austrália, Indonésia, Portugal, França, Peru, Sri Lanka e Ilhas Maldivas, e não posso me esquecer de Florianópolis”, afirmou, lembrando de passagem pela capital de Santa Catarina quando em férias no Brasil.

Mas foi com o stand up paddle que o brasileiro se profissionalizou. “Em 2007, eu trouxe o primeiro paddle board aos Emirados, e comecei a competir em 2010”, explicou ele, que descobriu o equipamento em sites e revistas especializadas e decidiu importá-lo da Austrália para Dubai.

Com os acessórios, Chambers passou a treinar com assiduidade e seguiu disputando competições menores. Agora, ele vai para sua primeira a competição internacional. “Eu gostaria apenas de completá-la. É o evento mais difícil do mundo dos esportes aquáticos. Então só para terminar é difícil. Eu sou tão abençoado por poder participar no Havaí. É como se tivessem sido muitos anos para chegar a este ponto. E eu tenho que agradecer a todos que me apoiaram – minha família, amigos, parceiros e patrocinadores”, afirmou o atleta.

Aos 35 anos, ele é dono da Surf House Dubai, empreendimento que fundou em 2005 e que reúne loja de roupas e acessórios para o esporte, um café com opções saudáveis, e uma escola de surf e stand up paddle. Quando questionado sobre a importância de sua trajetória para o esporte no país árabe, o atleta explica que ainda há muito pela frente. “Eu espero aumentar a conscientização para o esporte nos Emirados Árabes Unidos. Espero que mais pessoas viajem e participem deste evento [no Havaí]”, pontuou.

A prova Molokai 2 Oahu Paddleboard World Championships 2019 ocorrerá em trecho que cruza o Canal de Ka’iwi, conhecido como ‘Canal dos Ossos’, da ilha de Molokai para Oahu, no Havaí. A disputa começa a partir das 7h30 do dia 28 de julho e os atletas percorrerão uma distância de 52 km. O campeonato reunirá os principais atletas da categoria no mundo.