Prefeitura do Natal lança “Setembro Dourado” nesta sexta (6)

O “Setembro Dourado”, em alusão à conscientização sobre o câncer infanto-juvenil, será lançado pela Prefeitura do Natal nesta sexta-feira (06/09), às 10h, no palácio Felipe Camarão. Campanha que tem o propósito de alertar a população sobre a doença, assim como a importância do diagnóstico precoce e a grande chance de cura, terá, nesta solenidade, a presença de pacientes, acompanhantes, voluntários e colaboradores da Casa Durval Paiva. 

A Secretaria de Comunicação (Secom) da Prefeitura apresentará campanhas publicitárias que serão divulgadas em veículos de comunicação e redes sociais, além de outros órgãos municipais estarem com várias ações em prol da campanha. Algumas delas já tiveram início, como é o caso do CRAS Felipe Camarão, que já teve programação na última terça-feira (03/09). Na ocasião, a Enfermeira da Liga, Ylana Karine, falou sobre a doença, a importância do diagnóstico precoce, o tratamento e a cura. 

Até o dia 30 deste mês, várias ações serão realizadas também em escolas, praças, áreas de lazer, unidades de saúde, paradas de ônibus e estações de trens, através de trabalhos desenvolvidos pelas secretarias de Saúde, Educação, e Trabalho e Assistência Social de Natal, além do Grupo de Apoio à Criança com Câncer – GAAC, da Casa Durval Paiva e da Liga Contra o Câncer.

CÂNCER INFANTO-JUVENIL
A doença é considerada uma patologia rara que apresenta características distintas, especialmente em relação à histopatologia e ao percurso clínico. Ela faz parte de um conjunto de doenças agressivas, com curtos períodos de latência e que se proliferam rapidamente. Entretanto, se houver um diagnóstico precoce e tratamento rápido, as chances de cura podem chegar a 80%.
 

Alguns pontos são considerados fundamentais para o sucesso da campanha, como por exemplo, mobilizar entidades públicas em prol do diagnóstico precoce, sensibilizar e apresentar a sociedade em geral alguns sinais e sintomas do câncer infanto-juvenil e a divulgação em massa das medidas para obter o diagnóstico precoce.

SINTOMAS 
Pais ou responsáveis precisam estar atentos a certos sintomas que as crianças e adolescentes podem apresentar, como palidez, dor óssea, hematomas ou sangramentos pelo corpo, caroços ou inchaços, especialmente se forem indolores e não acompanhados de febre ou outros sinais de infecção, perda de peso sem causa aparente, febre e sudorese noturna, tosse persistente ou falta de ar, alterações oculares (reflexo branco na pupila, estrabismo recente, perda visual, hematomas ou inchaço ao redor dos olhos), inchaço abdominal, dores de cabeça, especialmente se forem incomuns e contínuas, além de vômitos recorrentes pela manhã ou com piora durante o dia, dores nos membros e inchaços sem qualquer sinal de infecção ou trauma.