Bancos e empresas poderão consultar informações do Cadastro Positivo a partir deste sábado

G1

A partir deste sábado (11), bancos, comerciantes e empresas que emprestam dinheiro poderão consultar o Cadastro Positivo para decidir se concedem ou não crédito aos clientes.

Por enquanto, o mercado poderá consultar cinco tipos de informações sobre o consumidor:

  • nota de crédito (score), utilizada pelas empresas para avaliar a capacidade de pagar o empréstimo;
  • índice de pontualidade de pagamento (quantidade de contas quitadas, vencidas ou canceladas);
  • índice de comportamento de gastos (principais gastos categorizados por tipo de crédito, como cartão, empréstimos, financiamentos, contas de consumo e outros);
  • quantidade de consultas que o CPF do consumidor tem, categorizada por segmento de empresas;
  • histórico consolidado de compromissos assumidos (que inclui valores e datas de pagamento de faturas de cartão de crédito, crediário, financiamentos e empréstimos, por exemplo), desde que tenha havido consentimento do consumidor.

As consultas só poderão ser feitas por empresas nas quais o consumidor buscar crédito.

Não estão incluídos nos dados que podem ser acessados:

  • quais bens o consumidor comprou;
  • nome da instituição na qual ele tomou empréstimo;
  • informações de saldo em conta corrente ou investimentos.

Essas informações não serão enviadas nem mesmo aos gestores do banco de dados.

A Serasa vai permitir os acessos já neste sábado. O Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) vai disponibilizar as consultas somente a partir da próxima quarta (15).

Quem entra para o cadastro positivo

Nesta primeira etapa, entram no Cadastro Positivo 120 milhões de consumidores que têm crédito nos cinco principais bancos do país (Itaú, Bradesco, Santander, Banco do Brasil e Caixa) e em outras 100 empresas, segundo o SPC.

Essas pessoas vem sendo comunicadas de que foram incluídas automaticamente no banco de dados via e-mail, SMS ou carta.

O consumidor que recebeu a notificação já pode consultar seu score de crédito e histórico de compromissos financeiros nos sites dos birôs de crédito autorizados pelo Banco Central (Boa Vista, Quod, Serasa e SPC). Para isso, é preciso fazer um cadastro com e-mail e senha, e aceitar um termo de compromisso.

Quem não quiser ter os dados no cadastro pode pedir a retirada gratuitamente a qualquer momento em qualquer um dos birôs de créditos – os demais serão comunicados automaticamente. Também é possível solicitar a reinclusão no sistema caso o consumidor se arrependa de deixar a lista. (Veja os canais pelos quais fazer o pedido ao fim da matéria).

Nos próximos meses, o banco de dados receberá também informações repassadas por empresas do varejo, telefonia e concessionárias de água e luz. Dessa forma, consumidores que não têm conta em banco também entrarão para o cadastro.

O que é o cadastro positivo

O Cadastro Positivo é um banco de dados que reúne informações de consumidores com um bom histórico de pagamentos, ou seja, aqueles que costumam quitar suas dívidas em dia e não estão inadimplentes. É uma espécie de “currículo financeiro” do bom pagador.

Ele já existia desde 2011 e entrou em vigor em 2013, mas tinha pouca adesão dos consumidores, que precisavam se inscrever voluntariamente. Mas uma lei sancionada no ano passado tornou automática a inclusão dos dados dos clientes pelos bancos e empresas – algo que já acontecia no cadastro negativo – ou seja, a lista de inadimplentes.

Cada consumidor que tem o nome incluído no cadastro recebe uma nota de crédito (score), calculada com base no seu histórico de pagamentos. Ela é usada para definir limites de empréstimos que ele poderá tomar, por exemplo. Quanto maior a nota, maiores também são as chances de conseguir empréstimos a juros mais baixos.

A ideia é identificar melhor os consumidores que pagam as contas em dia para que os bancos e instituições financeiras ofereçam crédito mais barato a esses clientes, já que o risco de calote é menor. Com isso, é esperada também uma queda na inadimplência e um aumento do volume de crédito concedido no país.

Veja os contatos dos birôs de crédito

  • Boa Vista: 3003-0101 ou www.consumidorpositivo.com.br
  • Serasa Experian: 0800 776 6606 ou www.serasaconsumidor.com.br
  • SPC Brasil: 0800-887-9105 ou https://www.spcbrasil.org.br
  • Quod: 3003-7863 ou https://www.quod.com.br