CBMRN inicia campanha de vacinação contra a gripe nesta quinta-feira (23)

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio Grande do Norte (CBMRN) inicia, nesta quinta-feira (23), a campanha de vacinação contra a gripe (Influenza) para os bombeiros militares da Grande Natal. A atividade segue até o dia 24 deste mês e será ofertada das 09h às 12h, no pátio interno do Quartel do Comando Geral do CBMRN, na Av. Alexandrino de Alencar, no bairro Barro Vermelho, em Natal.

Buscando promover e cuidar da saúde dos militares, o Corpo de Bombeiros do RN contará com o seu suporte médico e o apoio da saúde pública para realizar a campanha. “A imunização dos bombeiros militares contra a influenza é de extrema importância para a saúde. A doença pode levar a complicações como a pneumonia, podendo ser causada pelo próprio vírus ou por infecção bacteriana. Além disso, a proposta da vacinação é de evitar ou diminuir o número de internações e mortes substancialmente, não só pela infecção primária, mas também através das infecções secundárias”, disse o Comandante Operacional de Saúde do CBMRN, major Jorge. 

A expectativa é de que 450 bombeiros militares da Região Metropolitana participem. Para usufruir da vacina, será necessário a apresentação da carteira funcional e do cartão de vacina. Nas unidades do interior do Estado (Mossoró, Caicó e Pau dos Ferros), a campanha está acontecendo desde a última semana e já atendeu dezenas de militares.

A vacina é constituída por vírus inativados, fracionados e purificados, por isso, não contêm vírus vivos e não causam a doença. No entanto, a imunização não age contra o novo coronavírus (Covid-19), mas é extremamente importante porque protege contra os três tipos de gripe mais comuns: Influenza A (H1N1 e H3N2) e Influenza B. Além disso, com a população vacinada, é uma maneira de facilitar o diagnóstico de suspeita da Covid-19.

A Secretaria de Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap) tem orientado os municípios a montar estratégias para evitar aglomerações, como o aumento da quantidade de locais disponíveis à população, além de medidas para prevenção dentro das unidades de saúde e outros postos de vacinação.