Natal atinge meta de vacinação para idosos e desativa postos volantes

O município de Natal atingiu nesta quinta-feira (02), a meta do Ministério da Saúde de vacinação contra influenza, com imunização de 90% dos 82mil idosos da capital. A boa participação das pessoas permitiu que esse número fosse alcançado antes do término da primeira etapa, que segue até 15 de abril, destinada ao público idoso maior de 60 anos e profissionais da saúde.

Com isso, a partir de segunda-feira (06), a vacina contra influenza passa a ser ofertada exclusivamente nas salas de vacina das 63 unidades básicas (UBS) da cidade. Os postos volantes criados com auxílio de parceiros, como os drives na Arena das Dunas, Nélio Dias, Via Direta e pontos da Cruz Vermelha, Hospital Varela Santiago e Praça Augusto Leite, deixam de funcionar a partir de hoje. A SMS Natal ainda ressalta que as doses não combatem o novo coronavirus.

“Vamos continuar a vacinação nas unidades básicas para atender a demanda remanescente de 10% do público idoso e profissionais da saúde que ainda não compareceram nessa primeira etapa. Também vamos garantir as doses destinadas para os condomínios cadastrados na plataforma do Lais onde os síndicos solicitaram a imunização nos imóveis, que recebe até 05 de abril novas solicitações; é possível requisitar esse serviço através do site natalvacinacaoidosos.lais.huol.ufrn.br “, destaca Juliana Araújo, diretora do Departamento de Vigilância em Saúde de Natal.

A campanha continua até 22 de maio de acordo com o cronograma pré-estabelecido pelo Ministério da Saúde, sendo de 16/04 a 08/05 destinada a profissionais das forças de segurança e salvamento, doentes crônicos, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários; de 09/05 a 22/05 voltada a professores, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, grávidas, mães no pós-parto até 45 dias, pessoas de 55 a 59 anos sem doenças crônicas, pessoas com deficiência e população indígena em geral. Mais de 250mil pessoas estão aptas a receber a vacina em Natal.