A CIDADE CHORA SEU MAIOR EMPREENDEDOR

Foto: Divulgação

Hilneth Correia

Sem fazer alardes, sem dar trabalho à família, aos filhos e netos, o grande capitão de empresas NEVALDO ROCHA DE OLIVEIRA morreu aos 91 anos, na noite desta quarta-feira, 17 de junho, em seu apartamento em Petrópolis.

Um homem simples, firme, trabalhador e, sobretudo, discreto. Com essa mesma discrição, ele dormiu e partiu para a viagem eterna. Um infarto

Foto: Divulgação

Privei da amizade de ELIETE, sua mulher, de Nevaldo e dos seus filhos Lisiane, Flávio e Elvio, todos residindo em São Paulo. Viúvo, Nevaldo fez a opção de residir em Natal e aqui estar acompanhando seus negócios. Pessoalmente, ia à fábrica e era muitas vezes visto circulando pelas lojas do Midway.

Imagino qual não era a sua tristeza nestes tempos de pandemia. Isolado, sem poder circular nos seus lugares prediletos e ainda ter a tristeza da incerteza nos negócios.

Ao lado dos filhos, Flávio, Elvio e Lisiane

NEVALDO merece o aplauso de todos nós potiguares pelo que foi e pelo que proporcionou ao nosso povo. Um exemplo a ser seguido a sua pregação pela UNIDADE FAMILIAR e pela HONESTIDADE.

DESCANSE EM PAZ!

Seu sepultamento será em São Paulo, onde está Eliete e onde residem seus filhos, netos e bisnetos. Flávio Rocha já está em Natal para acompanhar o traslado do pai para sepultamento em São Paulo, no mausoléu da família.

Quem foi NEVALDO ROCHA…

Nevaldo Rocha de Oliveira nasceu na cidade de Caraúbas, no interior do Rio Grande Norte, no dia 21 de julho de 1928. Tido como um dos melhores exemplos de empreendedorismo do Brasil, era o fundador da Guararapes e dono da Riachuelo, gigante cadeia de lojas especializada em vestuário no Brasil.

Viúvo e pai de três filhos, a história de Nevaldo Rocha de Oliveira é bem diferente da maior parte dos bilionários brasileiros. De família humilde, morador de uma cidade castigada pela seca no sertão e com pouca oportunidade de estudar, acumulou patrimônio de US$ 1,7 bilhão, de acordo com levantamento da Forbes de 2017. Hoje, o grupo Guararapes tem sob seu guarda-chuva a Riachuelo, transportadora própria, cartões de crédito, entre outros.

Foto: Divulgação
Nevaldo e Flávio em frente à Riachuelo
Foto: Divulgação

Nevaldo e Flávio na Guararapes

Biografia 

Ao 12 anos de idade, Nevaldo abandonou a escola e mudou-se para Natal em busca de melhor de vida. Começou a trabalhar em uma relojoaria e, para melhorar as vendas, ia oferecer os produtos na base de aviadores que tinha na cidade. Avesso a entrevistas, a biografia de Nevaldo é cheia de lacunas. Sabe-se que ele cresceu como vendedor na loja de relógios e os ganhos permitiram que comprasse o comércio do seu ex-patrão.

Foto: Divulgação

Ao lado do filho Elvio

Foto: Divulgação

Nevaldo, Flávio e Felipe

A primeira loja de roupas de Nevaldo Rocha foi aberta em parceria com o irmão Newton, na década de 1940. Chamada de A Capital, estava instalada em Natal. Cerca de quatro anos depois, eles expandiram o negócio: abriram uma confecção própria em Recife. Para vender o que produziam no empreendimento, adquiriram novos pontos de venda. No final da década de 1950, surgiu o Grupo Guararapes, inicialmente sediado em Recife e depois transferido para Natal. A compra da Riachuelo veio em 1979. 

Foto: Divulgação

Em visita á Guararapes

Com a reestruturação proposta por eles, como a venda de roupas a preço de custo, a Riachuelo tornou-se uma rede competitiva. No país, hoje em dia, entre as varejistas do segmento, só perde em faturamento para a C&A e para a Renner, respectivamente. Cerca de 30 lojas Riachuelo são abertas por ano em diferentes cidades e estados brasileiros – representa mais de 70% do faturamento do Grupo Guararapes. Além da Riachuelo, a empreendimento criado por Nevaldo Rocha de Oliveira inclui também a Confecções Guararapes, Midway Financeira, Transportadora Casa Verde e Shopping Midway Mall.

Foto: Divulgação

Sendo entrevistado por Hilneth Correia para o programa Hilneth é Show!

Ao todo, são mais de 40 mil colaboradores diretos e indiretos. Flávio Rocha, filho de Nevaldo Rocha de Oliveira, foi CEO do Grupo Guararapes até o início de 2018. Abandonou o posto para se candidatar à presidência da república pelo Partido Republicano Brasileiro (PRB). Na lista da Forbes que contabiliza os bilionários brasileiros, Nevaldo Rocha de Oliveira e sua família apareceram pela primeira vez em 2016. O modelo de negócio adotado por eles na Riachuelo faz com que o lucro do grupo só cresça, de acordo com matéria da Exame de 2017.

Em 2017, o valor das ações da empresa criada por Nevaldo Rocha de Oliveira cresceu mais do que o dobro da Renner em 2017: 116% contra 49%.

Foto: Divulgação

Flávio e seus filhos, netos de Nevaldo

Foto: Divulgação

O filho Elvio

Foto: Divulgação

A filha Lisiane

Diversas entidades potiguares prestaram sua homenagem e reconheceram a importância de Nevaldo para a história econômica do estado. Veja as notas de pesar:

FIERN

A FIERN – Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte apresenta, publicamente, seu lamento entristecido diante da partida de Nevaldo Rocha, reconhecendo nele um dos maiores industriais da história do Brasil. Nevaldo Rocha liderou um dos maiores grupos empresariais do País, mas sempre priorizou o Rio Grande do Norte, permanecendo aqui com negócios relevantes para a economia local, a exemplo da Indústria Guararapes e do processo de interiorização de compra de serviços às Oficinas de Costura. Nevaldo Rocha é líder do grupo que, individualmente, entre empregos diretos e indiretos, emprega o maior número de trabalhadores do Rio Grande do Norte e, na indústria de confecções, o maior do Brasil. Por tudo que fez, pelo inegável legado de realizações e valores, pelo homem dedicado a família e a seus colaboradores, NEVALDO ROCHA merece a mais apurada gratidão de todos nós.

Assembleia Legislativa do RN

O Rio Grande do Norte lamenta hoje a perda de um dos seus ícones da história do Estado, o empresário e potiguar Nevaldo Rocha. Visionário, nascido na cidade de Caraúbas no Oeste Potiguar, Nevaldo fez história na indústria têxtil inicialmente com o Grupo Guararapes e após expansão, com a Riachuelo. As empresas marcaram época na produção de vestuário abastecendo o mercado de fardamentos, moda e departamento em todo o Brasil e América Latina. Durante toda sua vida, Nevaldo se destacou por ter personalidade simples. Um empreendedor, homem de valores e gestos que renderam a ele, títulos importantes, incluindo a medalha de Mérito Legislativo José Augusto concedida pela Assembleia Legislativa do RN, em 2010. Nevaldo foi um entusiasta do desenvolvimento econômico, social e cultural, prova disso é a construção em 2005 do maior shopping do Rio Grande do Norte, o Midway Mall, movimentando a economia do Estado, além de manter os milhares de empregos de suas fábricas de segmento de confecções. A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte – em nome dos 24 deputados estaduais, do presidente Ezequiel Ferreira e dos servidores do Legislativo – se solidariza com os familiares, amigos e funcionários que tiveram a honra do trabalho e vida compartilhada com Nevaldo Rocha. Descanse em paz!

Fecomércio

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do RN externa o seu mais profundo pesar pela perda do empreendedor Nevaldo Rocha, fundador do Grupo Guararapes/Riachuelo, um visionário que interligou, com maestria ímpar e de maneira pioneira, os segmentos de indústria, comércio e serviços em seus negócios, gerando emprego e renda para o nosso povo. Nevaldo também deixa, ao Rio Grande do Norte e ao Brasil, um inegável legado de valores cada vez mais raros e necessários a todos nós como honradez, ética, amor pelo trabalho e respeito aos seus colaboradores e clientes.

Prefeito Álvaro Dias

Recebo com muita tristeza a notícia do falecimento do empreendedor potiguar Nevaldo Rocha, o fundador da Riachuelo. Essa foto foi há exatamente um ano, quando fui muito bem recebido por ele na fábrica da Guararapes. Era sempre assim. Porque além de um grande empresário, Nevaldo era um grande ser humano. Empregou milhares de pessoas e contribuiu diretamente com o desenvolvimento de Natal e do Rio Grande do Norte. Será sempre lembrado e deixará o seu exemplo de vida como legado para muitas e muitas gerações. Meus sentimentos e minha solidariedade aos amigos e familiares.

Câmara Municipal de Natal

A Câmara Municipal de Natal torna público seu pesar pelo falecimento, nesta quarta-feira (17), do empresário Nevaldo Rocha de Oliveira, fundador do Grupo Guararapes, que inclui a rede de lojas de departamento Riachuelo e o Shopping Midway Mall. Nascido no sertão potiguar, na cidade de Caraúbas, Nevaldo Rocha construiu sólida trajetória no ramo da indústria têxtil, sendo considerado um dos empreendedores mais bem-sucedidos do Brasil. Suas iniciativas geraram renda, milhares de empregos e desenvolvimento econômico. O Rio Grande do Norte perde um filho ilustre, pelo que lamenta o povo natalense. O Legislativo natalense, representado pelo seu presidente Paulinho Freire, vereadores e servidores da Casa, transmitem aos familiares, amigos e colaboradores votos de condolências e solidariedade, neste momento de dor e saudade compartilhado por todos.

Ezequiel Ferreira, presiente da ALRN

O corredor do Midway Mall, o teatro Riachuelo, o empreendedorismo no Rio Grande do Norte e no Brasil, perdeu seu símbolo: Nevaldo Rocha de Oliveira, aos 91 anos. O fundador do grupo Guararapes deixa o Estado órfão de um de seus maiores entusiastas. Perde o filho ilustre a cidade de Caraúbas, no Oeste do RN. Viúvo de Eliete Rocha, era pai de três filhos – Flávio, Lisiane e Élvio. Meus sentimentos. Nevaldo Rocha, fundador do Grupo Guararapes, considerado a maior confecção de vestuário da América Latina, também atuou no ramo varejo, com as lojas de departamento Riachuelo. Ele nunca esqueceu suas raízes e lutou pelo desenvolvimento do Rio Grande Norte como poucos. Fica minha gratidão de ter convivido com Dr. Nevaldo. O Estado do Rio Grande do Norte é grato por tudo que o senhor fez. Descanse em paz. Meu muito obrigado, em nome do povo potiguar, a quem o senhor sempre amou.