Causou polêmica

Para homenagear o futebol das décadas de 1930, 1940 e 1950 no Brasil, o estilista Ronaldo Fraga levou à passarela do SPFW, na última terça-feira, modelos com perucas feitas de palha de aço.Após uma série de críticas nas redes sociais, por meio de sua assessoria, o designer afirmou que, assim como escreveu no texto de apresentação do desfile, fez “uma crítica ao racismo e ao preconceito que respinga até os dias de hoje”. 

O maquiador Marcos Costa, coautor da ideia, se desculpou em sua página no Facebook. “Nunca foi minha intenção ou de Ronaldo Fraga ofender ou discriminar quem quer que seja. A ideia para o look do desfile era ressaltar a beleza de cabelos que podem ser moldados como esculturas, não importando o fato de serem crespos”, afirmou.

Marcos Costa_para_Ronaldo_Fraga

{module Banner Entre Notas}

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.