Fecomércio: CNC: com pandemia, 75 mil lojas fecharam as portas em 2020

Mais de 75 mil lojas fecharam as portas no Brasil, no primeiro ano da pandemia de covid-19. O dado é do novo levantamento da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), que aponta o saldo entre abertura e fechamento de estabelecimentos com vínculos empregatícios do comércio varejista brasileiro. A retração em 2020 é a maior desde 2016 (-105,3 mil), quando o setor ainda sofria os efeitos da maior recessão da história recente do País.

Diante deste cenário, o presidente da CNC, José Roberto Tadros, lembra que a queda das vendas no varejo, no ano passado (-1,5%), no entanto, foi menor do que a esperada para um momento tão crítico. “As perdas do setor varejista foram sentidas logo em março, mas, a partir de maio, foi possível começar a reverter a situação, graças à rápida reação do mercado. Contribuíram fatores como o fortalecimento do comércio eletrônico e o benefício do auxílio emergencial, permitindo que o brasileiro pudesse manter algum nível de consumo. O desafio será ver o comportamento deste ano, com o programa de imunização ainda em andamento”, avalia Tadros.

O nível de ocupação no setor também foi impactado pela crise: ao longo do último ano, 25,7 mil vagas formais foram perdidas. Trata-se da primeira queda anual desde 2016 (-176,1 mil). Embora negativo, o saldo de 2020 não reverteu completamente a quantidade de vagas geradas nos três anos anteriores.

Ramo de vestuários foi o mais afetado

O ramo que mais perdeu unidades foi o de vestuário, calçados e acessórios (-22,29 mil unidades). Na sequência, aparecem hiper, super e minimercados (-14,38 mil) e lojas de utilidades domésticas e eletroeletrônicos (-13,31 mil).

Para Fabio Bentes, economista da CNC responsável pelo estudo, as pesquisas recentes têm mostrado que, mesmo com o avanço do e-commerce, ainda há uma grande dependência do consumo presencial no setor: “As incertezas em relação à retomada do ritmo econômico, sobretudo diante da necessidade de isolamento da população, vão influenciar fortemente as projeções para 2021”.

CNC projeta três cenários

O cenário incerto fez a CNC fazer três projeções distintas para o comércio neste ano, associando o nível de isolamento social da população à evolução das vendas no varejo ampliado e à recuperação do saldo de lojas.

No cenário básico, a Confederação prevê a redução de cinco pontos percentuais no índice de isolamento social da população até o fim de 2021, em relação a dezembro de 2019. Neste caso, as vendas avançariam 5,9%, em comparação com 2020, e o setor seria capaz de reabrir 16,7 mil novos pontos de venda este ano.

Em um cenário alternativo mais otimista, no qual o isolamento social retornaria aos níveis pré-pandemia (30% da população), o volume de vendas cresceria 8,7% e 29,8 mil estabelecimentos com vínculos empregatícios seriam abertos ao longo do ano.

Por fim, em quadro mais pessimista, no qual o confinamento da população se mantivesse ligeiramente abaixo (3 pontos percentuais) do patamar observado em dezembro do ano passado, o saldo entre abertura e fechamento de lojas fecharia o ano em +9,1 mil unidades.

Confira a análise completa da Divisão Econômica da CNC.

Mutirão de mamografia da Prefeitura será na Zona Norte nesta semana

Mutirão de mamografia da Prefeitura será na Zona Norte nesta semana -

A Prefeitura do Natal, através da Secretaria Municipal de Saúde de Natal (SMS-Natal), em parceria com o Sistema Único de Saúde (SUS), oferece, de segunda-feira (01) até sexta-feira (05), exames gratuitos de mamografia para as moradoras da Zona Norte de Natal.

A unidade móvel de mamografia vai ficar estacionada na Unidade de Saúde Vista Verde, localizada na Rua Linda Batista, S/N, na Pajuçara. A Unidade Móvel funciona das 7h30 às 16h30. Mulheres acima de 40 anos podem procurar o local apresentando RG, CPF, Cartão do SUS e comprovante de residência. Não necessita de exame de requisição para receber o atendimento.

O câncer de mama tem cura se detectado a tempo. Por isso, o diagnóstico precoce é tão importante para o êxito no tratamento. Os exames retornaram mesmo na pandemia do novo coronavírus, mas estão sendo adotadas todas as medidas protetivas necessárias para garantir a segurança das pacientes e dos profissionais, minimizando assim os riscos de contaminação pela Covid-19.

Governo do RN: Fórum dos Governadores emite nota sobre repasses financeiros da União

A governadora do Rio Grande do Norte, professora Fátima Bezerra, subscreve a Nota Pública Sobre repasses financeiros aos Entes Federados publicada pelo Fórum dos Governadores do Brasil nesta segunda-feira (1º). O documento repudia a utilização pelo Governo Federal, por meio de canais oficiais de comunicação, portanto custeados com dinheiro público, a fim de produzir informação distorcida, gerar interpretações equivocadas e atacar governos locais.

“Nos surpreendemos com a publicação de informações pelo Governo Federal de dados que são passíveis de questionamentos por não refletirem a realidade e, também, por serem veiculados por canais oficiais”, lamentou a governadora Fátima Bezerra. Como chefes de Executivos cobramos transparência do Governo Federal na divulgação de toda e qualquer informação que diga respeito a recursos públicos e que implicam diretamente na vida das pessoas, complementou.

Em meio a uma pandemia de proporção talvez inédita na história, agravada por uma contundente crise econômica e social, o Governo Federal parece priorizar a criação de confrontos, a construção de imagens maniqueístas e o enfraquecimento da cooperação federativa essencial aos interesses da população, destaca a nota endossada pela governadora Fátima Bezerra.

Segundo a nota, assinada por dezesseis governadores, a Constituição Brasileira, Carta maior de nossa sociedade e nossa democracia, estabelece receitas e obrigações para todos os Entes Federados, tal como é feito em qualquer federação organizada do mundo.

De forma didática, o documento destaca que no modelo federativo brasileiro, boa parte dos impostos federais (como o Imposto de Renda pago por cidadãos e empresas) pertence aos Estados e Municípios, da mesma forma que boa parte dos impostos estaduais (como o ICMS e o IPVA) pertence aos Municípios. E, de forma contundente, assinala: “Em nenhum desses casos a distribuição tributária se deve a um favor dos ocupantes dos cargos de chefe do respectivo Poder Executivo, e sim a expresso mandamento constitucional”.

“Nesse sentido, a postagem hoje veiculada nas redes sociais da União e do Presidente da República contabiliza majoritariamente os valores pertencentes por obrigação constitucional aos Estados e Municípios, como os relativos ao FPE, FPM, FUNDEB, SUS, royalties, tratando-os como uma concessão política do atual Governo Federal. Situação absurda similar seria se cada governador publicasse valores de ICMS e IPVA pertencentes a cada cidade, tratando-os como uma aplicação de recursos nos Municípios a critério de decisão individual.”

O Fórum dos Governadores também cobra do Governo Federal e da União que os recursos para a saúde sejam devidamente assegurados aos Estados. O gestores exigem também clareza na divulgação dos recursos para a saúde neste momento de crise sanitária no país.

Confira a Nota Pública na íntegra.

Comissão mantém proibida tarifa para utilização de campos e quadras esportivas

A Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final da Câmara Municipal de Natal apreciou 15 matérias, entre projetos de lei e vetos do Executivo Municipal, em reunião nesta segunda-feira (1º). Entre as proposições discutidas estão o Projeto de Lei 03/2019 que prevê a implantação do ensino de libras nas escolas e o de nº 321/2019, que proíbe a cobrança de tarifas para a utilização de campos de futebol e quadras esportivas.

Os parlamentares da comissão rejeitaram vetos a esses dois projetos. “Propomos que fique impedida a cobrança de tarifas para utilização de quadras e campos, não só pela Prefeitura, mas pelas pessoas que administram esses espaços. Não é justo que a população pague para utilizar. Isso possibilitará maior acesso das pessoas a esses equipamentos”, disse o vereador Preto Aquino (PSD), autor da proposta.

A matéria foi relatada pela vereadora Nina Souza (PDT), que também foi responsável por apresentar parecer a outros projetos, como o do vereador Robson Carvalho (PDT), para que seja incluído o ensino da Língua Brasileira de Sinais (Libras) nas escolas municipais. “Trata-se de uma atividade auxiliar no currículo das escolas. Queremos trabalhar para que o Governo acerte. Nesse caso, é inconcebível que alunos e professores deixem de aprender libras, tendo a oportunidade de incluirmos esta opção nas escolas”, ressaltou a vereadora, que é líder da bancada governista na Casa.

Outros projetos receberam aval da comissão, seja por aprovação ou rejeição de veto. Dentre os quais, se destacam o projeto 54/2020, de autoria do vereador Felipe Alves (PDT), que cria o projeto “Praia Inclusiva”; o de nº 01/2020, do vereador Preto Aquino, que proíbe a instalação de obstáculos (cones de sinalização, corrente, faixas) em frente a estabelecimentos comerciais ou públicos que caracterizem como privativas as vagas de recuo ou guias rebaixadas; o de nº 302/2020, da vereadora Divaneide Basílio (PT), que declara as rendeiras de Bilro de Ponta Negra como patrimônio cultural e imaterial; e o de nº 416/2020, do vereador Raniere Barbosa (AVANTE), que garante parceira entre o Município e empresas para a instalação de academias ao ar livre.

O presidente da comissão, vereador Kleber Fernandes (PSDB), ressaltou que o colegiado mantém sua característica de produtividade para agilizar a tramitação de projetos. “Só hoje foram 60 projetos designados e somando-se aos que já estão em relatoria, atingiremos mais de 100 projetos apreciados nas próximas reuniões. Nossa missão é dar ritmo de celeridade para manter a pauta zerada, dando segurança jurídica para que as matérias tramitem de forma ágil até chegar a plenário”, destacou. As vereadoras Camila Araújo (PSD), Ana Paula (PL) e os vereadores Aldo Clemente (PDT) e Klaus Araújo (SD) também participaram da reunião.

Texto: Cláudio Oliveira
Fotos: Marcelo Barroso

Fecomercio : Confiança do empresário brasileiro recua pelo quinto mês, diz FGV

O Índice de Confiança Empresarial (ICE), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), recuou 1,8 ponto de janeiro para fevereiro. Essa foi a quinta queda consecutiva do indicador, que chegou a 91,1 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos.

O ICE consolida os índices de confiança dos quatro setores cobertos pelas Sondagens Empresariais produzidas pela FGV: indústria, serviços, comércio e construção.

A queda do ICE em fevereiro foi provocada por recuos tanto na satisfação dos empresários em relação ao presente, medida pelo Índice da Situação Atual, que caiu 1,9 ponto, para 93,4 pontos, quanto na confiança em relação ao futuro, medida pelo Índice de Expectativas, que passou de 0,9 ponto, para 91,8 pontos.

Apenas os empresários do comércio tiveram alta na confiança em fevereiro (0,2 ponto). Os demais setores tiveram queda no índice de confiança: indústria (-3,4 pontos), serviços (-2,3 pontos) e construção (-0,5 ponto).

“A queda da confiança empresarial em fevereiro reflete a desaceleração do nível de atividade no primeiro trimestre de 2021 e o avanço de uma nova onda de covid-19. A preocupação é maior no setor de serviços e, dentro dele, nos segmentos mais dependentes de consumo presencial, como alojamento, alimentação fora do domicílio e serviços pessoais em geral”, disse o pesquisador da FGV Aloisio Campelo Jr.

Fonte: Fundação Getúlio Vargas – FGV

Técnicos da Anvisa inspecionam laboratório indiano que produz Covaxin

Inspeção às instalações deve terminar na sexta-feira (5)

Reuters

Técnicos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) visitam hoje (1º) a fábrica da empresa Bharat Biotech, na Índia. Realizada a pedido da própria companhia, a inspeção às instalações onde está sendo produzida a vacina Covaxin, contra a covid-19, está prevista para terminar na sexta-feira (5).

Cinco servidores da agência reguladora brasileira avaliarão os padrões de produção da matéria-prima usada na elaboração do imunizante e da própria vacina. Os técnicos vão analisar os procedimentos de armazenamento, os processos de trabalho, entre outros critérios de controle de qualidade, cuja observância é necessária para que a Anvisa conceda ao laboratório farmacêutico o Certificado de Boas Práticas de Fabricação – documento que a agência emite aos fabricantes de medicamentos, produtos para a saúde, cosméticos, perfumes, produtos de higiene pessoal, saneantes e insumos farmacêuticos do Brasil e de outros países que cumprem os procedimentos e práticas estabelecidos pela instituição.

A Bharat Biotech ainda não pediu à Anvisa autorização para realização de estudos clínicos da Covaxin no Brasil. E nem o registro de uso emergencial da vacina no país. Apesar disso, na última quinta-feira (25), o Ministério da Saúde assinou um contrato para comprar 20 milhões de doses do imunizante produzido pelo laboratório.

O contrato assinado com a Precisa Medicamentos, responsável por importar a Covaxin no Brasil, está orçado em R$ 1,614 bilhão. E prevê a entrega dos medicamentos de maneira escalonada, entre os meses de março (quando o país receberia os primeiros 8 milhões de doses) e maio deste ano.

Fonte:agência Brasil

Prefeitura de Parnamirim: Prefeitura oferta cursos gratuitos em diversas áreas

Divulgação

A Prefeitura de Parnamirim, através da Secretaria de Assistência Social (SEMAS), em parceria com o SENAC, está ofertando cursos gratuitos profissionalizantes nas áreas de operador de caixa, depilador, design de sobrancelhas, manicure, técnicas para merendeira, técnicas para recepcionistas, qualidade no atendimento, depilação a fio e técnicas para sanduíches quentes e frios.

As inscrições serão realizadas a partir desta segunda-feira (1º) e seguem até a quarta-feira (dia 03). Os interessados podem se dirigir ao prédio da SEMAS, localizado na Rua Aspirante Santos, nº 396, no bairro de Santos Reis, no horário das 7h30 às 14h, portando RG, CPF, comprovante de residência e comprovante de escolaridade.

Durante uma entrevista, a secretária de Assistência Social, Alda Lêda Taveira, disse que os cursos representam uma excelente oportunidade de capacitação e qualificação profissional para os munícipes. “Nosso objetivo é gerar oportunidades de crescimento pessoal e profissional. Estamos felizes em contar com a parceria do Senac neste trabalho”, declarou.

Prefeito visita Hospital dos Pescadores que passou a ser exclusivo para tratamento da COVID-19

Prefeito visita Hospital dos Pescadores que passou a ser exclusivo para tratamento da COVID-19

Crédito da imagem: Joana Lima

O prefeito Álvaro Dias e o secretário de saúde George Antunes, visitaram na tarde deste sábado (27), as instalações do Hospital dos Pescadores, no bairro das Rocas, que agora passa a ser exclusivo para pacientes acometidos da Covid-19.

Devido a situação da pandemia da Sars-Cov 2, o município teve que reestruturar toda sua rede hospitalar e destinou todos os 30 leitos de internação clínica do Hospital dos Pescadores exclusivamente para o tratamento do novo coronavírus.

O gestor municipal afirmou que ações para o combate da doença não irão faltar. “Estamos gerando 30 novas vagas para pacientes de coronavírus, sendo dez delas para UTI. Somadas aos do Hospital Municipal de Campanha, o município conta com 50 leitos de Unidades de Terapia Intensiva. É um projeto de atenção completamente inovador do ponto de vista terapêutico importante no combate dessa pandemia dentro da nossa capital que tem contribuído muito para assistência de pacientes vindos de todo o Estado”, disse.

O Hospec começou a funcionar com porta regulada, isso significa que os pacientes atendidos serão encaminhados através da Upas de Natal. O perfil para internações clínicas é de pacientes com tratamento de casos leves da COVID-19.

“Nosso trabalho avança a cada semana. Estamos fazendo nossa parte, enquanto a vacinação ainda não está disponível para todos pedimos para a população fazer a sua parte, evitando aglomerações, usando máscaras e mantendo a higienização das mãos”, disse George Antunes, Secretário de Saúde de Natal.

A SMS Natal faz o acompanhamento e monitoramento do número de pessoas que necessitam de internação na capital e constatou que nas últimas duas semanas houve um aumento no número de pacientes proveniente das UPAs que precisam de internação. A SMS Natal fez todo o planejamento e vai conseguir em tempo hábil reestruturar sua rede de hospitais e passar a oferecer um melhor tratamento aos munícipes de Natal.

Nota – Funcionamento da Ceasa

A Administração das Centrais de Abastecimento do Rio Grande do Norte (Ceasa-RN) esclarece que, por desempenhar uma atividade considerada essencial, a Ceasa-RN permanecerá em funcionamento, mesmo no período em que o toque de recolher, determinado pela governadora Fátima Bezerra em decreto n. 30.383/2021, estiver em vigor.

Na condição de responsável pelos serviços públicos essenciais e fundamentais para o abastecimento de hortifrutigranjeiros para todo o estado, a Ceasa não sofre efeito nas determinações, conforme estabelece o parágrafo 2º, do Art. 1º. 

Assim, as lojas e mercados funcionarão em horário normal, das 3h às 13h, nesta segunda-feira (1º), seguindo todos os protocolos sanitários de prevenção e combate à Covid-19. 

Além disso, a Administração ressalta que as fiscalizações serão intensificadas para garantir que lojistas e usuários sigam as recomendações como distanciamento social e uso obrigatório de máscara de proteção.