EXÉRCITO É OBRIGADO PELA JUSTIÇA A RECONHECER CASAL GAY**

 

casalpernambuco1

Imagem de arquivo pessoal

O Sargento do exército, J.E.S, foi casado com mulher até 2000. Se separou para viver um grande amor com o estudante, A.E.V.S, de 21 anos. Ao solicitar que fossem cumpridos os  direitos ao esposo,  O Exército negou. A partir daí, o militar recorreu  na  justiça para que fossem validados aos casais homossexuais pela corporação, o que foi aceito em 2011, pelo Supremo Tribunal  Federal (STF). No último dia 18 de junho, o Tribunal Regional Federal da 5ª Região (PE) aceitou por unanimidade o pedido. Agora, por ordem judicial, o Exército terá que cumprir o mandado. O companheiro do militar passará a ter direito a benefícios, tais como os que são oferecidos para os casais heterossexuais: plano de saúde, seguro de vida e pensão por morte. O Exército afirma que ainda não foi informado. Apesar da grande  vitória, ainda cabe recurso.

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.