Menu

Quem é a brasileira que doou milhões para reconstrução de Notre-Dame?

0 Comments

Marie Claire

Lily Safra (Foto: Getty Images)
Lily Safra (Foto: Getty Images)

A destruição de parte da Catedral de Notre-Dame nesta semana mobilizou conglomerados de moda e empresários pela reconstrução do histórico prédio em Paris. Além do grupo LVMH, da bilionária família Arnault, que doou € 200 milhões (R$860 milhões), e do bilionário marido de Salma Hayek, François-Henri Pinault, (R$430 milhões), uma brasileira aparece na lista de doadores que enviaram quantias significativas para Paris.

Trata-se de Lily Safra. Segundo o  “Le Monde”, ela teria reservado 10 milhões de euros (R$ 44 milhões), via fundação de seu ex-marido Edmond Safra, para os responsáveis pela reconstrução da igreja. O ato de generosidade chamou a atenção para sua fortuna, estimada em US$ 1,3 bilhão (R$ 5,1 bilhões).

Lily é viúva do banqueiro Edmond Safra e reconhecida na França. Ela recebeu uma Légion d’Honneur e tem uma sala no Museu do Louvre com seu nome e do marido, a Galerie Edmond et Lily Safra.

O pai de Lily era um inglês do ramo de ferrovias que chegou ao Brasil no início do século XX. Quando ela completou 19 anos, deixou a casa dos pais para se casar com um argentino milionário, Mario Cohen,  e teve três filhos. O casamento, porém, chegou ao fim e, pouco tempo depois, ela se casou com Alfredo Monteverde, dono da rede Ponto Frio, com teve outro filho.

Em 1969, o empresário se matou com um tiro no peito e Lily se mudou para Londres. Menos de 10 anos depois, ela conheceu Edmond Safra, com quem se casaria após uma breve união com o inglês Samuel Bendahan.