Covid e suas variantes

Rilvana Campos Câmara – Coordenadora Diagnóstico Precoce – Coren RN 223.574 – ENFCovid, uma palavra nunca ouvida antes, quem dirá sentida. Sintomas desconhecidos, tratamento, como fazer? Será que teremos sequelas? São muitas perguntas e quando junta SARS-CoV-2, Coronavírus, a cabeça vai a mil, é tudo a mesma coisa? Tem o mesmo significado? Ainda surgem as variantes, Delta, Omicron, Mu, Lambda, não conseguimos acompanhar.O COVID-19 (coronavírus) é uma doença infecciosa, causada pelo vírus SARS-CoV-2, então, assim começamos a esclarecer. E o que a variante? É um termo utilizado para as alterações genéticas em um agente infeccioso, fazendo com que tenha uma maior capacidade de transmissão e/ou infecção, muitas vezes, com uma resistência maior, afetando assim o sistema imunológico. Seus sintomas, geralmente, são os mesmos do original, porém com mais mutações.A variante Delta existe desde 2020, ela é bem mais transmissível, equivalente a transmissão da catapora, infectando de 8 a 9 pessoas contactantes. A Ômicron é a mais nova variante, tem uma maior capacidade de transmissão, que requer mais cuidados e usos dos EPI ‘S e lavagens das mãos.Todas elas, independentes da variante Mu, Lambda, Alfa, Beta ou gama, todas elas requerem cuidados e estudos. Pouco se sabe sobre a Covid -19, que abarcou o mundo, muitas vidas foram ceifadas, mais de 616 mil mortes, só no Brasil, e pouco se sabe ainda sobre essa doença, que se modifica cada vez mais.Os médicos/cientistas estão estudando e não estão conseguindo dar conta das mutações sofridas, é preciso que a população tenha consciência e permaneça mantendo o distanciamento, usando máscaras, higienizando as mãos e se vacinando, porque, independente das variações, as vacinas estão deixando os sintomas mais leves, evitando os óbitos e as internações.A Casa Durval Paiva procura sempre se atualizar, dentro dessa realidade tão presente, e repassar aos seus colaboradores as informações necessárias sobre as novas situações.