Capes adia cadastro para novo modelo de concessão de bolsas de estudo

Agência Brasil

Rio de Janeiro - O Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem inicia operação especial olímpica e paralímpica para os Jogos Rio 2016  (Tânia Rêgo/Agência Brasil)
Tânia Rêgo/ Agência Brasil

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) adiou o início do cadastro de instituições de ensino superior para o novo modelo de concessão de bolsas de mestrado e doutorado. Em nota, a autarquia afirma que o prazo será aberto nas “próximas semanas”. Inicialmente, o cadastro teria início na última sexta-feira (6).

De acordo com a Capes, as regras para concessão de bolsas de mestrado e doutorado “terão uma maior contribuição da comunidade acadêmica” e, por isso, a autarquia decidiu adiar o cadastro. 

O novo modelo de distribuição de bolsas de estudo foi anunciado no final do mês passado. Esta é a primeira vez que a Capes estabelece regras unificadas para a concessão do benefício. 

Para saber quantas bolsas cada curso terá direito, serão levados em consideração no cálculo a nota obtida pelo curso em avaliações conduzidas pela Capes, o número de estudantes concluintes ou titulados por curso e o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) da região onde o curso é oferecido. 

Os estudantes que já têm bolsas de estudo não serão atingidos. As regras valem para as vagas que estão desocupadas ou cuja previsão de conclusão de pesquisa seja este ano. Atualmente, os bolsistas de mestrado recebem, por mês, R$ 1,5 mil e os de doutorado, R$ 2,2 mil.