Banco de Alimentos de Natal arrecada mais de uma tonelada no primeiro mês de operação

Banco de Alimentos - foto Alex Régis
Banco de Alimentos – foto Alex Régis

A reestruturação do programa Banco de Alimentos de Natal registra bons resultados já no primeiro mês de funcionamento: mais de uma 1,3 tonelada de alimentos foi arrecadada e distribuída, beneficiando mais de 3.200 pessoas. Iniciado em março passado pela Prefeitura de Natal, por meio da  Secretaria Municipal do Trabalho e Assistência Social (Semtas), o programa viabiliza a captação e distribuição de gêneros alimentícios provenientes de doações dos setores público e privado às instituições assistenciais cadastradas na Secretaria. 

 

O objetivo do programa é de minimizar o desperdício de alimentos, garantir a segurança alimentar e nutricional das pessoas em  vulnerabilidade. A secretária da Semtas, Ana Valda Galvão, comemora o sucesso da reestruturação e afirma que muito ainda será feito. “Estamos dando continuidade ao trabalho da gestão que foi buscar a experiência exitosa do Banco de Alimentos de Porto Alegre (RS), considerado referência nacional, para reestruturar o nosso. Assim como eles, a Prefeitura de Natal quer ser referência no combate ao desperdício e aproveitamento integral dos alimentos”, afirma.

 

Inicialmente, eram sete instituições cadastradas e supridas com as doações da Feira de Agricultura Familiar e este número passou para 17 instituições. “Nossa expectativa é ampliar ainda mais este número, viabilizando o fortalecimento do Banco de Alimentos. Agradeço a adesão das empresas e da sociedade civil ao programa. Às vezes um produtor ou uma empresa perde produtos alimentícios por não ter conhecimento de um local seguro e confiável que possa doar. Este local é o Banco de Alimentos da Semtas”, reforça Ana Valda Galvão. 

 

Segurança alimentar

 

A comida arrecadada geralmente está próxima de vencer ou são produtos que, porventura, danificam sua embalagem sem comprometer o conteúdo, o que os impede de ser vendidos ou ainda alimentos que seriam jogados no lixo. O programa recolhe e seleciona o que pode ou não ser doado. 

 

Atualmente, o Programa atende as seguintes instituições: Escola Ambulatorial Padre João Maria-Casa da Criança, Humanização e Apoio ao Transplantado de Medula Óssea do RN – Hatmo, Instituto de Educação e Reabilitação de Cegos- IERC/RN, Lar da Vovozinha, Casa de idosos Jesus Misericordioso, Lar do Ancião Evangélico -LAE, Lar Fabiano de Cristo – Casa Clara de Assis, APAE Natal – Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais, Centro Sócio Pastoral Nossa Senhora da Conceição, Instituto Juvino Barreto, Casa do Menor Trabalhador, Centro Suvag do RN, Associação de Orientação aos Deficientes – ADOTE, Sociedade Heitor Carrilho, Aldeias Infantis SOS Brasil, Associação Riograndense Pró-Idoso – ARPI e Patronato da Medalha Milagrosa.

 

Doações 

 

Os interessados em fazer doações ao programa podem entrar em contato no telefone (84) 3232.9498 e pelo 98602.5391 (whats), de segunda a sexta-feira. O doador também pode entregar os alimentos na sede do Banco de Alimentos, na rua Manoel Miranda, 1860, Quintas.

 

Os alimentos são doados atualmente pelo Favorito Supermercado (da Ayrton Senna e da Roberto Freire), VerdFrut, Supermercados Veneza e RedeMais e pela Feira da Agricultura Familiar e não ficam armazenados no Banco de Alimentos. Eles são separados rapidamente para que haja uma distribuição eficaz.