Fecomércio: CNI: faturamento da indústria cai pela primeira vez em sete meses

Pela primeira vez em sete meses, a indústria faturou menos. Segundo a pesquisa Indicadores Industriais, divulgada hoje (18) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), o faturamento real do setor caiu 1,2% em novembro na comparação com outubro, descontando a inflação.

Em relação a novembro de 2019, o indicador, que registra o valor vendido pela indústria, cresceu 6,8%. No acumulado de janeiro a novembro de 2020, no entanto, o faturamento passou a recuar, registrando queda de 0,4% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Desde maio, o faturamento da indústria vinha crescendo, após registrar queda recorde em abril por causa do início da pandemia de covid-19. Apesar do recuo em novembro, a CNI informou que o setor passa por uma desaceleração e que o resultado de apenas um mês é insuficiente para indicar se o ciclo de crescimento acabou.

A própria pesquisa apontou que, apesar do recuo no faturamento, outros indicadores continuaram a crescer, como o nível de emprego, que subiu 0,4% em novembro em relação a outubro. Esse foi o quarto mês seguido de crescimento do emprego no setor. O número de horas trabalhadas aumentou 0,8% na mesma comparação.

“Os indicadores mostram que a indústria continua crescendo, mas em um ritmo muito menor. Podemos dizer que isso era esperado. Houve uma recuperação muito rápida da pandemia e o nível de produção já está maior do que antes da crise. Praticamente voltamos ao início do ano passado, quando o crescimento não era muito elevado e ainda temos um nível de incerteza muito mais elevado”, destacou, em nota, o gerente-executivo de Economia da CNI, Renato da Fonseca.

Capacidade instalada

Outro indicador, a utilização da capacidade instalada (UCI), também recuou, de 80,1% em outubro para 79,9% em novembro. Assim como no caso do faturamento, essa foi a primeira retração desde maio. Apesar da queda, a CNI informou que a UCI continua acima do registrado em novembro de 2019 (78,3%).

A CNI informou que o recuo da utilização da capacidade instalada não indica fim do crescimento, mas desaceleração. “O recuo registrado em novembro não significa uma reversão do crescimento industrial, mas reforça a conclusão de redução do ritmo de crescimento”, escreveu a entidade em comunicado.

Governo do RN: RN terá três novas Centrais do Cidadão em 2021

A prestação de serviços públicos do Governo do Rio Grande do Norte à população, em especial no interior do estado, está passando por uma forte reestruturação focada na melhoria das atividades da Central do Cidadão. Em 2021, o Poder Executivo estadual abrirá três novas unidades do órgão nas cidades de Macaíba, Nova Cruz e Natal, todas em prédios que estão sendo construídos conforme o padrão do Programa de Atendimento ao Cidadão, da Secretaria de Estado da Administração (SEAD), obedecendo a um modelo de gestão priorizando a eficácia dos serviços prestados.

Juntas, as três obras somam R$ 4,4 milhões em investimentos, recursos do Governo do Estado via empréstimo junto ao Banco Mundial, em parceria com o Projeto Governo Cidadão e Secretaria Estadual de Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sethas).

Localizada no bairro Pau Brasil, a unidade de Macaíba possui uma área de 650 m² que está em início de construção – 15,22% executadas com o montante de R$ 1,8 milhão. Já no centro de Nova Cruz, a obra que ocupa 581 m² está 83% executada. Na capital, a Central do Cidadão que está sendo erguida na Zona Sul teve sua obra iniciada e ocupará uma área de 1.117,32 m². Cada uma conta com investimentos de R$ 1,3 milhão. As três centrais deixarão de funcionar em prédios alugados e passarão a ocupar uma sede própria, economizando os recursos públicos gastos com aluguel.

“A finalidade desses investimentos do Governo do Estado é facilitar o acesso do cidadão aos serviços públicos, realizando atendimento sem discriminação ou privilégios e com eficiência, como orienta a governadora Fátima Bezerra”, destaca Fernando Mineiro, coordenador do Projeto Governo Cidadão e secretário de Gestão de Projetos e Metas do Estado.

Para Íris Oliveira, titular da Secretaria de Trabalho, Habitação e Assistência Social, órgão gestor das centrais, “os investimentos ampliam a promoção da cidadania e do desenvolvimento, tanto das pessoas quanto dos negócios do interior”.

17 centrais já entregues

O Governo do Estado está investindo R$ 47.714.964,70 milhões na construção, ampliação e/ou reforma de 22 prédios das Centrais do Cidadão pelo RN. Dezessete já foram concluídas por meio do Governo Cidadão (Alexandria, Apodi, Assú, Caicó, Caraúbas, Ceará-Mirim, Currais Novos, João Câmara, Macau, Mossoró, Parelhas, Parnamirim, Pau dos Ferros, Santa Cruz, São José de Mipibu, São Miguel e São Paulo do Potengi). 

Na obra da Zona Norte da capital, está em andamento a apuração de responsabilidade por atraso e abandono de obra, enquanto na Zona Oeste, que funcionará na rodoviária de Natal, a fase é de contratação. Somados, os investimentos nas centrais na capital (Zonas Norte, Sul e Oeste) atingem a cifra de R$ 5.042.055,71.

Comodidade para o cidadão e para o servidor

Por passarem a funcionar em prédio adequados à prestação dos serviços, as novas centrais oferecem melhores condições de trabalho aos servidores públicos estaduais e de atendimento à população, que passa a dispor de um serviço mais ágil, até porque evita o deslocamento das pessoas até unidades mais longes de suas casas. Na cidade de São Miguel, por exemplo, a nova Central atende as populações de Coronel João Pessoa, Venha Ver, Doutor Severiano, com serviços de emissão de carteiras de identidade e CPF e de instituições parceiras como Caern, Detran e Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Em fevereiro de 2019, Fernando Mineiro convocou empresas, fiscais, supervisores e gerenciadoras responsáveis pelas obras das Centrais do Cidadão para eliminar entraves como erros de projeto que impediam o andamento dos serviços, na época

Secretaria de Saúde de Natal abre inscrição para trabalho voluntário de vacinador

Divulgação SMS

Devido à grande procura de pessoas para ser voluntário na execução do Plano Municipal de Vacinação Contra a Covid-19 de Natal, a Secretaria Municipal de Saúde de Natal abre nesta segunda-feira (18) as inscrições para vacinador. Os selecionados receberão capacitação e ao final a SMS Natal dará declaração comprobatória da participação voluntária.

O pré-requisito para ser voluntário nesta ação é que o profissional de saúde seja técnico de enfermagem com experiência comprovada, ser registrado no Conselho Regional de Enfermagem do Rio Grande do Norte (COREN-RN) e estar em dia com o órgão. Os interessados devem enviar currículo através do e-mail: chefiadvs@hotmail.com
 

“Semelhante ao que fizemos em março de 2020, quando abrimos drive-thru de vacinação para H1N1 e contamos com a honrosa participação de voluntários através de importantes parceiros como a Cruz Vermelha, Coren-RN, Universidades Públicas e Privadas, as quais já estamos em contato novamente pedindo o apoio. Decidimos abrir as inscrições para voluntariado, visto que várias pessoas estão nos contactando”, pontua o secretário de Saúde de Natal, George Antunes.

Para vacinação contra a Covid-19, Natal terá seis drive-thrus e 70 salas de vacinação. Os drive-thru devem atender das 8h às 16h, de segunda a quinta-feira, no Shopping Via Direta, Arena das Dunas, Ginásio de Esportes Nélio Dias, Via Costeira, Palácio dos Esportes e no Centro de Referência em Educação Aluízio Alves (Cemure). As 70 salas de vacina nas Unidades de Saúde de Natal também estão preparadas para a imunizar a população.

SERVIÇO:

O QUE? Inscrição para o trabalho voluntário de vacinador.

QUANDO? Inscrições abertas a partir de 18.01

QUEM? O pré-requisito para ser voluntário nesta ação é que o profissional de saúde seja técnico de enfermagem com experiência comprovada, precisa ser registrado no – Conselho Regional de Enfermagem do Rio Grande do Norte (COREN- RN) e estar em dia com o órgão.

COMO? Para se inscrever é só enviar um e-mail para: chefiadvs@hotmail.com

Vereadores e assessores participarão de seminário de integração na CMN

Divulgação

A Câmara Municipal de Natal vai realizar um seminário de integração para novos parlamentares e assessores nesta terça (19) e quarta-feira (20), no qual serão repassados conhecimentos fundamentais relativos à estrutura organizacional, principais competências e atribuições dos departamentos e unidades administrativas da Casa.

O evento será realizado no auditório da Escola do Legislativo Wilma de Faria, das 8h às 12h, com a participação do presidente do Legislativo natalense, vereador Paulinho Freire (PDT), que fará a abertura do seminário. “Será uma forma de capacitar os que chegam sobre todos os serviços da Câmara para que possam executar melhor seus trabalhos e, assim, manter o bom funcionamento da Casa e oferecer à população um serviço de mais qualidade”, destacou o presidente.

Na ocasião, os responsáveis pelos departamentos da Câmara vão explicar sobre o trabalho de cada setor e os procedimentos para ter acesso a estes, como nas áreas de finanças, administração, tecnologia e logística, comunicação, planejamento de projetos, metodologia do Legislativo, Sistema de Apoio ao Processo Legislativo (SAPL), Procuradoria Jurídica, Ouvidoria e Escola do Legislativo.

NO ALVO: alunos do Colégio Porto trabalharam tema da redação do Enem nas aulas de redação, filosofia, sociologia e LIV

Divulgação

“O estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira” foi o tema da redação do Enem desse ano, revelado ontem, durante as provas da área de linguagens e ciências humanas. A temática, bastante atual, foi tratada nas aulas da 3ª série do ensino médio do Colégio Porto de mais de uma disciplina, o que contribuiu para que os estudantes da escola pudessem se sentir seguros na hora de apresentar argumentos sobre o assunto.

Pelo menos em três oportunidades os alunos do Colégio Porto escreveram com temas muito similares ao que foi cobrado na redação do Enem: “A importância de combater o preconceito a transtornos psicológicos”, “Desafios para combater o preconceito em torno das doenças mentais” e “Os efeitos de uma pandemia para a saúde mental da sociedade brasileira”.

“O aluno que soube argumentar nessa perspectiva do desafio, da importância, dos problemas psicológicos, da inteligência emocional, com certeza associaria isso ao estigma que foi trazido no tema”, acredita a professora de redação, Samelly Xavier. “Eu acredito que o nosso aluno teve muita consciência na hora de fazer a prova porque foi algo que a gente repetiu ao longo do ano inteiro e que tinha muito repertório sócio cultural, muitas possibilidades de abordar esse tema, com filmes, com livros, com séries”, explicou.

Embasamento nos grandes pensadores
As aulas de sociologia, filosofia e LIV (Laboratório de Inteligência da Vida) do Colégio Porto também trataram sobre o assunto, dando mais respaldo e segurança para os estudantes. “Nas aulas de filosofia e sociologia, contemplamos temas ligados aos pensadores contemporâneos, como Friedrich Nietzsche e sua vontade de potência, Jean-Paul Sartre e a angústia humana, Michael Foucault e a história da loucura e as relações de poder, Pierre Bourdieu e a violência simbólica, Zigmunt Bauman e a efemeridade das relações, Byung-Chul Han e a sociedade do cansaço e do desempenho, entre outros”, descreveu a professora Kênnia Ísis.

“Discutimos sobre as mudanças impostas pela sociedade que fomentam pressões sobre determinados grupos de indivíduos e colocam outros às margens da sociedade, gerando assim estigmas”, disse a professora.

“O tema da valorização da vida também foi abordado nas aulas de LIV, a partir das habilidades socioemocionais, com o debate da necessidade explícita de compreender a nossa existência através do outro e como essa atitude ainda é complexa na nossa sociedade, o que promove a discriminação de determinados indivíduos e/ou grupos sociais”, acrescentou.

“Seja por meio das aulas diretamente de Redação, que deram aos alunos a oportunidade de treinar a escrita sobre o tema, seja nas aulas de filosofia e Liv, que prepararam os alunos com conteúdo para a discussão, o Colégio Porto acertou no alvo do tema da Redação do Enem deste ano”, ressalta a diretora pedagógica, Ana Cristina.

Assessoria de Comunicação
SKA COMUNICAÇÃO

Anvisa faz reunião para liberar uso de vacinas no país neste domingo

Caso o uso emergencial da CoronaVac ou da vacina de Oxford sejam aprovados, o início da vacinação contra a covid está liberado

Uso emergencial da vacina vai permitir a vacinação de grupos prioritários no país

Uso emergencial da vacina vai permitir a vacinação de grupos prioritários no país

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) realiza neste domingo, às 10h, reunião para decidir sobre os pedidos de uso emergencial da vacina de Oxford e CoronaVac. Caso sejam aprovados, um lote dos imunizantes estará liberado para dar início à vacinação contra a covid-19 no país. A reunião, com previsão de 5 horas de duração, será transmitida ao vivo pela Record News

O pedido de uso da vacina de Oxford, desenvolvida pela Universidade de Oxford, no Reino Unido, e pela farmacêutica anglo-sueca AstraZeneca, foi feito pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), no Rio de Janeiro, que irá produzir o imunizante no Brasil. Já a solicitação da CoronaVac, desenvolvida pela empresa chinesa Sinovac, foi realizada pelo Instituto Butantan, em São Paulo, que vai fabricar a vacina. 

Todos os documentos necessários para a liberação do uso emergencial já foram entregues pela Fiocruz e pelo Butantan. No entanto, esses documentos estão em análise e a agência pode ainda apontar pendências durante a avaliação, ressalta a Anvisa. 

A reunião foi agendada para este domingo por ser tratar do penúltimo dia do prazo de 10 dias que a Anvisa estabeleceu para apresentar uma decisão, conforme informado pela agência. Por se tratar de uma autorização excepcional, a decisão será tomada pela diretoria, composta de cinco membros: o diretor-presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres, médico e contra-almirante da Marinha; a servidora de carreira e farmacêutica Meiruze Sousa Freitas; a médica Cristiane Rose Jourdan Gomes; o economista Romison Rodrigues Mota; e o advogado Alex Machado Campos.

Resultados dos pedidos são independentes

A Anvisa ressalta que os pedidos são independentes, portanto os dados técnicos serão apresentados de forma separada. A decisão será determinada pela maioria dos votos. Três votos a favor ou contra dos cinco diretores definirão o resultado.

A reunião começa com a abertura da diretora relatora do tema. Em seguida, especialistas vão tratar das análises técnicas das vacinas. Três áreas técnicas farão apresentação: área de medicamentos, que avalia os estudos clínicos e eficácia e segurança da vacina, área de “Boas Práticas de Fabricação”, que verifica se os locais de fabricação têm condições adequadas, e área de monitoramento de eventos adversos, que acompanha e investiga reações adversas após a vacinação. 

Após os pareceres técnicos, os diretores votam. O resultado será anunciado pelo diretor-presidente da agência. A decisão começa a valer a partir da comunicação oficial ao laboratório, segundo a Anvisa. Não há necessidade de publicação no Diário Oficial.

Os principais pontos a serem avaliados para a autorização do uso emergencial são eficácia, segurança, armazenamento, reações adversas, boas práticas de fabricação e autorizações e licenciamento de importações, segundo a Anvisa. 

Fonte: R7

Fecomércio: Para enfrentar a crise, 70% das empresas de pequeno porte vendem por canais digitais

O comércio eletrônico foi a forma que a grande maioria das empresas encontrou para enfrentar a crise gerada pela pandemia de Covid-19. De acordo com a 9ª edição da pesquisa “O Impacto da Pandemia de Coronavírus”, elaborada pelo Sebrae em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), sete em cada dez empresas já atuam nas redes sociais, aplicativos ou internet para impulsionar suas vendas. Em maio, bem no início da pandemia, esse percentual era de 59%.

Em algumas atividades, o número de negócios atuando no ambiente virtual teve um incremento superior a 20%, como é o caso dos segmentos de energia, que apresentou aumento de 37%; beleza, com 27%; bem como educação e construção civil, que viram o número de empresas ativas nesse ambiente crescer em 20%. “Com as restrições de abertura e com o isolamento, os pequenos negócios tiveram que inovar e mudar a forma de vender e de divulgar seus produtos e serviços. A internet tem sido uma grande aliada na sobrevivência de inúmeros negócios no país”, afirma o presidente do Sebrae, Carlos Melles.

A plataforma Whatsapp é a preferida pelos empreendedores que inseriram o mundo virtual nas suas vendas, com 84% de adeptos. Cerca de 90% das empresas que exercem atividades como Artesanato, Beleza e Moda, e que digitalizaram sua comercialização, usam esse recurso para vender seus produtos e serviços. Instagram e Facebook são as próximas opções, com 54% e 51%, respectivamente. Apenas 23% dos negócios vendem por sites próprios. “Isso demonstra que plataformas já conhecidas e com grande capilaridade são mais procuradas pelos empreendedores, que levam em consideração custos de manutenção e a confiabilidade do meio”, frisou Carlos Melles.

Outro dado interessante apresentado pela pesquisa é que as micro e pequenas empresas usam a digitalização de forma mais profissional do que os microempreendedores individuais (MEI), pois utilizam ferramentas mais voltadas para a gestão dos seus negócios. Entre as micro e pequenas empresas, 55% usam ferramenta de gestão, já entre os MEI, esse número cai para 25% (menos da metade). A diferença também é confirmada quando o assunto é ferramentas para gestão de clientes (CRM), que são utilizadas por 25% dos donos de micro e pequenas empresas, mas por apenas 12% dos microempreendedores individuais.

Auxílio emergencial: Caixa libera saque para nascidos em agosto

Serão beneficiadas 3,4 milhões de pessoas

Marcello casal

A Caixa Econômica Federal liberou hoje (18) as operações de saques e transferências de parcelas do auxílio emergencial e auxílio emergencial extensão para 3,4 milhões de pessoas nascidas em agosto.

Esses beneficiários tiveram o dinheiro creditado na poupança social digital nos ciclos 5 e 6 de pagamentos do programa, no total de R$ 2,4 bilhões. Agora, quem ainda tiver recursos na conta poderá sacar nas lotéricas, correspondentes Caixa Aqui ou mesmo nas agências.

Para o saque em espécie, é preciso fazer o login no aplicativo Caixa Tem, selecionar a opção “saque sem cartão” e “gerar código de saque”. Depois, o trabalhador deve inserir a senha para visualizar o código de saque na tela do celular, com validade de uma hora. Esse código deve ser utilizado para a retirada do dinheiro.

Além disso, é possível movimentar ou transferir os recursos para contas em outros bancos por meio do aplicativo Caixa Tem. Com ele ainda é possível fazer compras na internet e nas maquininhas em diversos estabelecimentos comerciais, por meio do cartão de débito virtual e QR Code. O beneficiário também pode pagar boletos e contas, como água e telefone, pelo próprio aplicativo ou nas casas lotéricas.

O calendário do auxílio emergencial foi organizado em seis ciclos de crédito em conta poupança social digital e de saque em espécie, de acordo com o mês de nascimento. Em dezembro, a Caixa encerrou a etapa de pagamentos em conta. Já a liberação das operações de transferências e saques acontece até 27 de janeiro.

Fonte: agência Brasil

Prefeitura de Parnamirim: Fiscalização combate aglomerações e consumo de bebidas por menores de idade no litoral

Divulgação

Sexta-feira (15) de muito trabalho para as equipes de fiscalização de Parnamirim. Pirangi recebeu a ação desenvolvida por diversas forças de segurança, como Polícia Civil e Militar, Guarda Municipal, Comando de Policiamento Rodoviário Estadual (CPRE), assim como outros setores da Prefeitura de Parnamirim, como o Conselho Tutelar, Creas, equipe da abordagem social (Semas) e Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano. O objetivo da intervenção foi a dispersão de aglomerações e combate a presença de menores de idade desacompanhados e fazendo o uso de bebidas alcoólicas. 

As diversas notícias veiculadas nos últimos dias, algumas trágicas, como a situação dos pacientes em hospitais de Manaus/AM, a princípio chocam e até comovem quem acompanha os noticiários. Apesar disso, muitas aglomerações ainda foram verificadas em Pirangi nesta sexta-feira (15). A equipe que patrulhou a área abordou diversos transeuntes, muitos menores de idade, direcionados aos agentes do Conselho Tutelar e Abordagem Social (Creas), fazendo uso de bebidas alcoólicas e em sua grande maioria, sem máscara. 

Os menores foram conduzidos às suas residências e alguns tiveram que aguardar os pais ou responsáveis no local da abordagem. O uso de bebidas alcoólicas por esse público é crime, conduta portanto que deve ser coibida. Os agentes fizeram um trabalho de orientação, enfatizando o período crítico que todo o mundo atravessa. Finalizada a abordagem na orla de Pirangi, a equipe promoveu a fiscalização do horário de funcionamento dos comércios da região, sinalizando de forma cordial a necessidade de que o limite de fechamento às 0h seja respeitado. 

A pandemia da Covid-19 parece estar longe de acabar, apesar da proximidade do início da vacinação. É de vital importância que a população respeite os decretos regulamentadores, evite aglomeração e faça uso de máscara. A fiscalização está diariamente nas ruas da cidade. A Prefeitura de Parnamirim adverte que o descumprimento das medidas implica em Crime de Desobediência e Crime contra a Saúde Pública, previstos, respectivamente, nos artigos 330 e 268 do Código Penal. Tais condutas podem e devem ser denunciadas através do 156, 190 e 3272-1124. 

Governo do RN : RN recebe 12 pacientes com Covid-19 do Amazonas

ASSECOM

O Estado do Rio Grande do Norte recebeu, na madrugada desta segunda-feira (18), 12 pacientes transferidos do Amazonas, a pedido da secretaria de saúde daquele estado. O avião pousou às 2h50 na Base Aérea de Natal (Bant), em Parnamirim. A operação, coordenada pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), contou com apoio da Força Aérea Brasileira (FAB), que fez o transporte dos enfermos e da equipe médica, das forças de segurança estaduais e federais, da Samu Natal e RN e também da STTU (Secretaria de Municipal de Mobilidade Urbana). O secretário Cipriano Maia (Sesap) estava presente na chegada do voo e deu as boas-vindas oficialmente aos amazonenses.  

“Trata-se de uma operação humanista, de amor ao próximo, de grande relevância para a saúde pública na defesa da vida dos amazonenses, que aqui chegam e que são bem acolhidos para serem atendidos”, declarou. Inicialmente seriam 10 pacientes, mas a secretaria do Amazonas solicitou mais duas vagas à rede estadual hospitalar do RN. Os dois enfermos adicionais foram transferidos para o Hospital Giselda Trigueiro e 10 estão no Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), que integra a rede de instituições coordenada pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) e está recebendo pacientes do Amazonas em diversos estados brasileiros. 

“Tudo está preparado para que os pacientes recebam o tratamento da melhor forma possível. Aqui no Rio Grande do Norte, teremos todo apoio tanto da equipe do HUOL como do Giselda e da Sesap para garantir informações aos familiares e o devido apoio à distância com a secretaria de saúde do Amazonas”, afirmou Cipriano. Segundo ele, o RN não corre risco de sofrer com a falta de oxigênio, fato garantido pela empresa que fornece o insumo ao estado. 

“Tivemos uma decisão precavida, lá no início da pandemia, de instalarmos tanque de oxigênio em toda rede hospitalar do estado.  Só tem um hospital que não tem e já estamos providenciando a instalação. Portanto, não temos risco imediato a não ser que haja problema de grande proporção”, explicou. Mas, mesmo com disponibilidade de leitos e com a chegada da vacina, ele faz um alerta para a população manter os cuidados de prevenção, como uso da máscara, álcool 70º e distanciamento social.