Banco de Alimentos de Natal entregou mais de  63  toneladas de alimentos em 2023

Em 2023, o Banco de Alimentos, programa voltado à segurança alimentar e nutricional, vinculado à Secretaria Municipal do Trabalho e Assistência Social- Semtas, arrecadou e entregou mais de 63 toneladas de alimentos para as 29 instituições socioassistenciais, cadastradas no programa.

O objetivo é reduzir o desperdício de alimentos, e contribuir com a garantia da segurança alimentar e nutricional das pessoas em vulnerabilidade. Atualmente, 29 instituições são atendidas com doações provenientes do banco de alimentos, mas a meta da Secretaria é superar esse número.

A secretária da Semtas, Ana Valda Galvão, comemora os bons resultados do programa:  “O Banco se tornou um símbolo do comprometimento coletivo com a solidariedade e a segurança alimentar em nossa cidade. É muito gratificante testemunhar a arrecadação de mais de 63 toneladas durante todo o ano de 2023, totalizando a marca de mais de 72 toneladas, desde a sua reestruturação. Essa conquista é fruto do apoio de todos os cidadãos que, por meio da entrada solidária nos eventos, pelas parcerias firmadas com as empresas que têm o olhar de responsabilidade social, que mostraram seu compromisso com a construção de uma cidade mais justa e solidária”, reforça.

Rede Parceira

O Banco de Alimentos cumpre o objetivo de arrecadar alimentos que seriam desperdiçados por perderem seu valor comercial, mas que ainda podem ser consumidos com segurança. Em seguida, o equipamento repassa as doações para instituições da rede socioassistencial cadastradas na secretaria e no conselho municipal de assistência social.

Em 2023 a Prefeitura firmou parceria com representantes de eventos culturais e festivais de Natal, ampliando a rede de doadores do Banco. Foram doados cerca de 25 toneladas de alimentos de parceiros em eventos culturais, esportivos e festivais na cidade. Arroz, feijão, macarrão, açúcar, farinhas, café, flocos de milho, entre outros produtos, foram recebidos pelos parceiros, em substituição ao pagamento da entrada ou como complementação aos ingressos chamados “meia social”.

“As novas parcerias firmadas durante o ano passado possibilitou consequentemente o cadastramento de novas instituições, é importante destacar que mensalmente mais de 4 mil pessoas em situação de insegurança alimentar no nosso município foram beneficiadas pelo programa” afirma a Assistente Social e responsável técnica Elaine Medeiros

Segurança Alimentar

O Programa Banco de Alimentos tem forte apelo à co-responsabilidade da sociedade civil e está sob a administração do Departamento de Segurança Alimentar da Semtas, que desenvolve um trabalho de arrecadação, seleção, triagem e doação de alimentos, além da qualificação das instituições cadastradas pelo referido programa.

O alimento arrecadado geralmente está próximo de vencer ou são produtos que, porventura, danificaram sua embalagem sem comprometer o conteúdo, mas que impede de ser vendido ou ainda alimentos que seriam jogados no lixo por não ter mais valor comercial. O programa recolhe e seleciona o que pode ou não ser doado.

Como participar?

Existem vários critérios para o consumo e para qual instituição será entregue. Com o cadastro das instituições, sabe-se o perfil que ela atende. É necessário prestar atendimento gratuito, ter estatuto, razão social ou CNPJ, registro no Conselho de Assistência Social, não possuir vínculo político-partidário, preparar e servir refeições na própria sede, ter cozinha, despensa e refeitório adequado e participar de reuniões promovidas pelo Banco de Alimentos.

Atualmente, o Programa atende 29 instituições, entre elas: Casa de Idosos Jesus Misericordioso, IERC/RN, Escola Ambulatório Padre João Maria, Lar da vovozinha, Lar Fabiano de Cristo, SADEF, APAE, Centro Sócio Pastoral Nossa Senhora da Conceição, Instituto Juvino Barreto, Casa do Menor Trabalhador, CEIC, Legião da Boa Vontade, Instituto Videira, Fé e Alegria, CIADE, dentre outras.