Dia Mundial de Combate ao Câncer conscientiza população para diagnóstico precoce

 

Até o ano de 2025, estimativas apontam que o Rio Grande do Norte terá 34 mil novos casos da doença

Com o intuito de aumentar a conscientização sobre o câncer, neste domingo (4) é comemorado o Dia Mundial de Combate ao Câncer, doença que em muitos casos pode ser tratada e curada, principalmente quando o diagnóstico é precoce. De acordo com o levantamento Estimativa 2023 – Incidência de Câncer no Brasil, do Instituto Nacional de Câncer (INCA), do Ministério da Saúde, o Rio Grande do Norte terá até 2025 uma estimativa de 34 mil novos casos de câncer. No Brasil, são 704 mil novas ocorrências a cada ano.

Alguns fatores de risco podem aumentar o desenvolvimento da doença. Hábitos não saudáveis como tabagismo, consumo de álcool, obesidade, alimentação incorreta, infecção pelos vírus HPV ou HIV, dentre outros, em conjunto, se somam para aumentar as chances de um indivíduo desenvolver o câncer. O tratamento da doença é individualizado de paciente para paciente, assim, cada caso tem um protocolo personalizado. As estratégias mais eficazes podem envolver combinações de tratamento como: cirurgia, radioterapia, quimioterapia, hormonioterapia e imunoterapia.

Segundo o oncologista clínico do Hospital Promater, Pedro Victor Nogueira, o diagnóstico precoce é fundamental para o tratamento e “para aumentar as chances de cura do paciente está diretamente relacionada ao estágio da doença e ao diagnóstico. Ou seja, quanto antes for descoberto, maiores serão as chances de tratamento eficaz. Atualmente, o principal fator para a cura é o diagnóstico precoce, por isso, cuide-se e previna-se”, enfatiza o médico.

O Hospital Promater possui uma gama de exames de imagem que são utilizados para o diagnóstico do câncer, além de uma equipe qualificada de oncologistas clínicos, nutricionista, psicólogos, cirurgiões e enfermeiros, em uma atuação multidisciplinar que ajuda os pacientes a se recuperarem com mais humanidade e conforto.

Felizmente, na medicina atual, existem excelentes tratamentos promissores para a doença, o que aumenta as chances de cura e sobrevivência dos pacientes oncológicos.