Prefeitura do Natal incentiva documentário e shows nesta quarta (30) e quinta (1)

No meio da semana também tem boas opções culturais através de projetos incentivados pela Prefeitura do Natal. De documentários a música de qualidade, tem projetos para todos os gostos e estilos. Contemplado no Edital da Prefeitura do Natal de ocupação do Centro Histórico, o show “Sacrário”, com Valéria Oliveira & Jubileu Filho, terá duas apresentações: no dia 30 de outubro (quarta), no IFRN Cidade Alta (18h) e no dia 01 de novembro (quinta), no Bardallos (20h).

O show “Sacrário” é um convite à intimidade onde Valéria e Jubileu dialogam por meio de uma linguagem dinâmica de vozes, violões, bandolim e cavaquinho, em um processo de experimentações e concepções de arranjos de uma série de novas canções, visando à gravação de um novo CD. Entre os sambas de amor estão no repertório os inéditos “Quando tocam os sinos”, dos cariocas Reginaldo Mil e Jotabê, este autor de sambas como “Malandro”, “Recompensa” e “Pedaço de ilusão”, e “Está tudo aí” de Valéria Oliveira em parceria com Luiz Gadelha. A apresentação do IFRN Cidade Alta contará ainda com a gastronomia da Cozinha da Nega e a arte do projeto Transforme-se com a exposição “Empoderando Mulheres Afrodescendentes”.

Documentário sobre aposentadoria e seus aspectos emocionais

Outra opção cultural é o lançamento do documentário “Um Tempo Sem Lugar”, que estreia na quarta-feira, dia 30, às 19h, no auditório do Sebrae/RN, com acesso gratuito. Produzido pelo Jardim de Histórias, formado pelas psicólogas Alessandra Macêdo, Ana Andréa Maux e Geórgia Hackradt, o curta metragem de cerca de 16 minutos, tem direção e fotografia de Giovanni Sérgio.

O documentário aborda a aposentadoria e seus aspectos emocionais. Descansar, abrir o próprio negócio, viajar, ter mais tempo para a família ou tudo isso junto. Esses são apenas alguns dos planos de quem está prestes a se aposentar. Porém, boa parte dos brasileiros não se prepara para esse momento. Pensando nesse público e temática, surgiu o documentário  “Um Tempo Sem Lugar”.

O time de psicólogas também assina a direção do filme, que está em produção desde 2018.  Por meio de depoimentos informais e espontâneos, são retratadas histórias de 5 pessoas que passaram ou vivenciam essa etapa da vida, preparando-se para a despedida do trabalho e construção de novos projetos de vida. O documentário conta com patrocínio da Prefeitura Municipal do Natal, através do Programa Djalma Maranhão