Seminário para mulheres rurais dá início à jornada de eventos sobre mecanização

 

Com o tema “Mulheres Rurais e Máquinas Agrícolas: Produção e Reprodução para o Bem Viver”, agricultoras familiares, movimentos sociais e poderes públicos discutem a mecanização agrícola sob a perspectiva das mulheres.

“Ao mesmo tempo em que queremos construir o processo das lavanderias coletivas, que vai diminuir o trabalho doméstico das mulheres, existe também a compreensão de que as máquinas agrícolas serão peças fundamentais na construção do bem viver das mulheres rurais”. Com esta fala, a Subsecretária Nacional de Mulheres, pasta ligada ao Ministério do Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar (MDA), Conceição Dantas, abriu o seminário “Mulheres Rurais e Máquinas Agrícolas: Produção e Reprodução para o Bem Viver”. O evento integra a agenda da Parceria Brasil-China para Mecanização da Agricultura Familiar e teve início nesta quinta-feira (25), no Sindicato dos Trabalhadores e das Trabalhadoras Rurais (STTR), em Apodi, no Oeste Potiguar.

Até o final da tarde desta sexta-feira (26), o debate transcorreu com objetivo de responder ao questionamento sobre as reais necessidades das agricultoras familiares. “Esse evento é importante como parte constitutiva de uma lógica para que mulheres sejam incluídas, igualitariamente, no processo de acesso à tecnologia e ao maquinário da agricultura familiar. É o MDA preocupado com a igualdade de gênero no campo. Queremos que vocês de fato digam: o que querem as mulheres?”, destacou.

Presente à abertura, o coordenador da Câmara Temática da Agricultura Familiar (CTAF), no âmbito do Consórcio Nordeste, e titular da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural (Sedraf-RN), Alexandre Lima, chamou a atenção para a importância deste momento, o qual ele classifica como histórico para a agricultura familiar do Nordeste. “Não estamos aqui para distribuir máquinas. Estamos para produzir alimentos saudáveis e promover a inclusão produtiva das mulheres. E também para reafirmar o potencial da agricultura familiar em produzir comida de verdade. A Parceria Brasil-China está apenas começando”.

Após a abertura, a subsecretária presidiu a atividade com o tema “Divisão Sexual do Trabalho e a Participação das Mulheres Rurais na Produção e Reprodução”. No período da tarde, Tica Moreno, que compõe a delegação da China, via Instituto Internacional para Cooperação Popular (IAPC/Baobab), e Geane Bezerra (SAF/MDA), comandaram a oficina “Acesso das Mulheres às Máquinas e Equipamentos para a Produção e a Reprodução: o que querem as mulheres?”. Nesta sexta-feira (26), o debate segue no auditório do STTR Apodi, e à tarde as agricultoras participarão de uma capacitação técnica para operação de máquinas.

O Seminário foi construído pelo MDA, Consórcio Nordeste, Governo do RN, por meio da Coordenadoria de Juventude e Mulheres Rurais (CJMR/Sedraf-RN) e IAPC/Baobab, em parceria com as mulheres do MST, da Marcha Mundial das Mulheres, da Fetarn (Federação dos Trabalhadores na Agricultura, Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Rio Grande do Norte)  e Federação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar (Fetraf-RN).  A coordenadora da CJMR, Gabrielly Sousa, e a subcoordenadora, Zélia Dantas, conduziram os debates.

Participaram da abertura: Ivone Brilhante – STTR Apodi; Isolda Dantas – Deputada Estadual; Jocélia Silva – Diretora de Mulheres (Fetarn) e Coordenadora Marcha das Margaridas no RN;  Wigna Brito – Coordenadora Mulheres (Fetraf);  Neneide Lima – Rede Xique Xique e União Nacional das Cooperativas de Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes-RN); Ivi Aliana – Articulação do Semiárido (ASA Potiguar); Maria Divaní “Preta” – Representante do MST e Pte. Associação de Agricultores e Agricultoras Familiares de Baixa Fechada (onde está sendo instalado o campo de testagem do maquinário); Geane Bezerra (SAF/MDA) – Rep. a Secretária Nacional da Agricultura Familiar, Patrícia Vasconcelos; Tica Morena – IAPC/Baobab; e Agnaldo Fernandes – Pte. STTR Apodi.

Também estavam presentes o servidor José Eudes de Sousa (Conab-RN); e a equipe da Seafds-PB: Irismar Gomes Dantas, Dvagela Cabral, Elizabeth da Silva Cruz, Francisco Jossean Alves Bezerra e André Luiz Leite. O “Seminário Mulheres Rurais e Máquinas Agrícolas: Produção e Reprodução para o Bem Viver” abre a agenda do lançamento da Parceria Brasil-China de Mecanização Agrícola da Agricultura Familiar do Nordeste, em Apodi e Mossoró, entre os dias 25 de janeiro a 03 de fevereiro de 2024.

 CONFIRA A PROGRAMAÇÃO DA JORNADA:

• 25 e 26/01 – Manhã e tarde – STTR Apodi- Seminário Mulheres Rurais e Máquinas Agrícolas: Produção e Reprodução Para o Bem Viver – Sedraf, IAPC, MDA.

• 27/01 a 01/02 – Manhã e Tarde – IFRN Apodi – Formação Montagem e Testagem – Empresas chinesas.

• 02/02 – Tarde – Visita ao campo de testagem – Comunidade Baixa de Dentro – Ato Político na cidade.

• 03/02 – Manhã – Apodi – STTR Apodi – Ato com Movimentos Sociais na Agricultura Familiar.

• 03/02 – Tarde – Mossoró – UERN – Discussão para Instalação do Centro de Inovação e Tecnologia para Mecanização Agrícola.