Caminhada alerta população sobre violência contra o idoso

Foto: Divulgação

Cerca de 200 idosos participaram nesta terça-feira (27) da “2º Caminhada de combate à violência contra a pessoa idosa” que teve como objetivo criar uma conscientização social e política sobre a existência deste tipo de violência.

O evento foi promovido pela Prefeitura de Parnamirim e o Conselho Municipal do Idoso, com a participação das Secretarias Municipais de Saúde, de Assistência Social, de Mobilidade Urbana, Esporte e Lazer e Fundação Parnamirim de Cultura.

Ao som da Banda de Música da Fundação, a caminhada iniciou no CCPAR do Centro e seguiu pela Avenida Brigadeiro Everaldo Breves, encerrando na Praça da Paz de Deus, onde ocorreu aulas de alongamento, zumba e ginástica com os instrutores de dança do Projeto Se Cuida Parnamirim, Ângelo Santos e Ellen Martins.

Também ocorreu apresentação de dança com as idosas do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) de Santa Tereza; verificação de pressão arterial e teste de glicemia no estande da Extrafarma e degustação de colágeno oferecido pela Companhia da Fórmula.

De acordo com a secretária adjunta da Saúde e presidente do Conselho do Idoso, Elisabete Carrasco, a caminhada tem um papel importante de sensibilizar e alertar a população sobre a violência contra o idoso. “Este tipo de violência, geralmente acontece de forma silenciosa e precisamos estar atentos”, alertou.

O coordenador dos Serviços de Convivência, Thiago Fernandes, falou sobre a importância de conscientizar os idosos dos seus direitos e mostrar a importância deles para sociedade. “A atual gestão valoriza a pessoa idosa e está cada vez mais investindo em políticas públicas que os beneficiem”, lembrou.

O evento também contou com a presença da primeira-dama Alda Lêda Taveira, a secretária adjunta da Assistência Social, Kátia Cristina Soares, a vereadora Ana Michele Cabral, a coordenadora do Centro de Controle Social, Kátia de Jesus.

Na ocasião, participaram idosos atendidos pelos Serviços de Convivência e unidades de saúde; profissionais do Consultório de Rua e estudantes do curso de cuidador de idosos do Instituto de Ensino e Cultura (IEC). A idosa Avanila da Silva, de 96 anos, percorreu todo percurso acompanha da sua irmã Maria de Lourdes, 93. “Estou gostando muito porque estão nos valorizando. Andei na caminhada, ainda vou dançar. Ainda participo da Banda de Música dos idosos do SCFV”, afirmou.