Prefeitura realiza mutirão de mamografias

A Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), dará continuidade esta semana ao mutirão de mamografias gratuitas, dentro da programação do Outubro Rosa, mês de conscientização quanto a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. Esta semana, a ação será realizada nos dias 18 e 19 na Unidade de Saúde de Nazaré, no Distrito Sanitário Oeste. Além disso, durante o mês, as unidades de saúde realizarão diversas atividades de promoção à saúde da mulher.

Na primeira semana da ação, foram realizadas mais de 300 mamografias. A Secretaria Municipal de Saúde e o Grupo reviver fecharam uma parceria para conscientizar as mulheres sobre o diagnóstico precoce e o tratamento do câncer de mama. De 8 de outubro a 2 de novembro, a Unidade Móvel Savana Galvão, do Grupo Reviver, estará realizando mamografias gratuitas em Natal. A demanda é aberta para as mulheres entre 50 e 69 anos de idade. Ou seja, elas poderão fazer mamografias pelo Sistema Único de Saúde (SUS) sem a necessidade de pedido médico. Para as mulheres fora dessa faixa etária, é necessário requisição médica.

As ações acontecerão das 8h às 17h. Confira as datas e os locais:
18 e 19/10 – Unidade de Saúde de Nazaré – Rua Rubens Mariz, 744, Nazaré
22 a 26/10 – Unidade Rosângela Lima – Rua Santa Beatriz – Planalto29/10 a 02/11 – Policlínica Zeca Passos – Praça Augusto Severo, 281- Ribeira

Programação do Outubro Rosa em Natal
Além disso, ao longo do mês, as unidades de saúde realizarão diversas ações de promoção à saúde da mulher, com o projeto Mulher 365 – O cuidar passa por todas as estações sendo realizado no dia 20 de outubro.

15/10 – Unidade de Saúde Planalto, Cidade Satélite, Nordelândia, Pajuçara

16/10 – Unidade de Saúde Planalto, Pajuçara

17/10 – Unidade de Saúde Planalto, SAMU Natal, Cidade Satélite, Pajuçara, São João, Mirassol

18/10 – Unidade de Saúde Planalto, Pajuçara, Brasília Teimosa, KM 06

19/10 – Unidade de Saúde Planalto, Vista Verde, Pajuçara, Aparecida, USF Quintas, Novo Horizonte, KM 06

20/10 – Mulher 365: Felipe Camarão III, Sâo João, Brasília Teimosa, Planalto, Pajuçara, UBS Quintas, Novo Horizonte

22/10 – Unidade de Saúde de Cidade Satélite

23/10 – Unidade de Saúde de Parque das Dunas

25/10 – Unidade de Saúde de Planície das Mangueiras, Cidade Satélite

26/10 – Unidade de Saúde das Rocas

27/10 – Unidade do Vale Dourado, Unidade Mista de Mãe Luiza e Cidade da Esperança

29/10 – Unidade de Saúde de Cidade Satélite, São João,

Guarapes

30/10 – Unidade de Saúde de Mirassol, Guarapes

Compartilhe isso:

SAMU Natal atende mais de 26 mil ocorrências em 2018

Foto: Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal do Natal

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU 192 Natal, que atende vítimas em situação de urgência ou emergência, realizou diversos atendimentos durante os meses de janeiro a junho de 2018. De acordo com dados, o SAMU Natal registrou 26.258 ocorrências atendidas e 5.782 chamadas com orientações médicas, por meio da regulação.

O maior atendimento foi no mês de maio com 4.893 ocorrências, seguido de março com 4.783, junho com 4.653, abril 4.383, janeiro com 4.339 e fevereiro com 3.930 atendimentos realizados.

Os dados apontam que foram realizados 13.252 atendimentos clínicos; 5.387 em traumatologia; 2.294 em psiquiatria; 1.072 em pediatria; 476 obstétricos; 122 em neonatal, além de 3.655 não especificado.

Para as ocorrências o SAMU utilizou veículos de Unidade de Suporte Básico à Vida (USB), Unidade de Suporte Avançado (USA), Unidade de Resgate (UR) e Motolâncias.

Casos de câncer devem aumentar 58% até 2035

Um relatório do Fundo Mundial de Pesquisa sobre o Câncer (WCRF – World Cancer Research Fund, em inglês) alerta para o grande aumento de casos de câncer nos próximos anos. O documento intitulado “Dieta, Nutrição, Atividade Física e Câncer: uma Perspectiva Global”, divulgado hoje (24), ressalta o excesso de peso e a obesidade, somados a estilos de vida com pouco exercício e muita comida “rápida” e processada, como principais fatores no desenvolvimento do câncer.

Em 2012, foram registrados cerca de 14,1 milhões de casos de câncer em todo o mundo (7,4 milhões de casos em homens e 6,7 milhões em mulheres). De acordo com o documento, este número deverá alcançar os 24 milhões de casos até 2035, o que representa um alarmante aumento de 58%.

O Fundo Mundial de Pesquisa sobre o Câncer e o Instituto Americano de Pesquisa do Câncer lançaram também recomendações para a redução do risco de desenvolvimento da doença. Baseadas nos estudos mais recentes disponíveis, as recomendações são: ter um peso saudável; ser fisicamente ativo; comer cereais integrais, frutas, legumes e grãos; limitar o consumo de fast-foods assim como de carnes vermelhas e processadas; evitar o consumo de bebidas adoçadas, priorizando o consumo de água e bebidas sem açúcar; limitar o consumo de álcool; optar por satisfazer as necessidades nutricionais por meio de dietas, em vez de consumir suplementos alimentares; amamentar, que é saudável tanto para a mãe, quanto para o bebê.

“As recomendações de prevenção do câncer são a peça central do nosso novo relatório. Elas formam um projeto global, um pacote que as pessoas podem seguir para ajudar a reduzir o risco de câncer. Elas são úteis para os cientistas porque podem ajudar a determinar futuras direções de pesquisa e para os formuladores de políticas porque podem instruir o desenvolvimento de medidas para ajudar as pessoas. Elas também são úteis para profissionais de saúde em seu trabalho com pacientes com câncer e com o público em geral”, afirma Kate Allen, diretora executiva de ciência e relações públicas do WCRF.

Mundo

Em 2012, o câncer de pulmão foi o câncer mais comum no mundo, contribuindo com 13% do total de novos casos diagnosticados. O câncer de mama (somente em mulheres) foi o segundo mais comum, com quase 1,7 milhão de novos casos no mesmo ano. O câncer colorretal foi o terceiro, com quase 1,4 milhão de casos.

Entre os homens, o câncer de pulmão foi o mais comum em todo o mundo, representando quase 17% do número total de novos casos, em 2012. Os três principais tipos da doença, pulmão, próstata e colorretal, contribuíram com quase 42% de todos os cânceres (excluindo câncer de pele não-melanoma).

Entre as mulheres, o câncer de mama foi o mais comum no mundo, contribuindo com mais de 25% do total de novos casos diagnosticados em 2012. Os três principais tipos da doença, mama, colorretal e pulmão, contribuíram com mais de 43% de todos os cânceres (excluindo câncer de pele não-melanoma). O câncer do colo do útero contribuiu com quase 8% de todos os casos.

Obesidade e sobrepeso

A evidência da ligação entre o excesso de peso e a obesidade nos casos de câncer vêm se fortalecendo desde 2007, quando foi feito o último relatório. São 12 os tipos da doença ligados aos distúrbio do peso. Por essa razão, a orientação para que as pessoas tenham um peso saudável é a número um nas recomendações atualizadas.

O conjunto de recomendações trabalha como um modo geral de viver de forma saudável para prevenir o câncer. Ser fisicamente ativo, além de reduzir os riscos da doença, pode ajudar as pessoas a manter um peso equilibrado. Assim como a redução na ingestão de fast-foods e alimentos processados também contribui para que não se tenha sobrepeso. O mesmo acontece com a redução no consumo de bebidas açucaradas.