Governo retira 1,3 milhão de beneficiários do Programa Bolsa Família

Agência Brasil

Beneficiários sacando o Bolsa Família na agência da Caixa Econômica, em Sobradinho. Brasília/DF 30/05/2017. Foto: Rafael Zart/ASCOM/MDSA
Rafael Lampert Zart

Até novembro do ano passado, o governo federal retirou 1,3 milhão de beneficiários do programa Bolsa Família devido a irregularidades no cadastro. De acordo com Ministério da Cidadania, o cancelamento de benefícios gerou economia de R$ 1,3 bilhão para os cofres públicos.

Segundo o porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, o governo está com estudos adiantados para reformular o programa. No entanto, ainda não há prazo para que a reformulação seja lançada.

O porta-voz ainda confirmou à Agência Brasil que a mudança de nome do Bolsa Família está sendo analisada. “É uma das propostas, mas ainda não está fechada. Tudo indica [que sim]”.

Leia Mais

Presidente da Câmara, Paulinho Freire, assume Prefeitura durante 10 dias

Foto: Marcelo Barroso

A Prefeitura de Natal está sob o comando do presidente da Câmara Municipal de Natal, vereador Paulinho Freire (PSDB), durante os próximos 10 dias do mês de janeiro. A medida se deve a licença do prefeito Álvaro Dias (MDB), por motivos de viagem. A transição temporária do cargo ocorreu às 18h desta sexta-feira (10),  sem ato solene, como em outras oportunidades, sendo realizada a assinatura do ato formal.

“É sempre uma missão  gratificante e honrosa assumir interinamente a gestão da Prefeitura do Natal. Neste período daremos continuidade às agendas administrativas do prefeito Álvaro Dias e vamos manter os trabalhos em dia em nome do bem-estar e qualidade nos serviços públicos para o povo natalense”, destacou Paulinho Freire.

Já a Câmara Municipal será presidida durante o período pela vice-presidente da Casa, vereadora Nina Souza (PDT). Segundo versa a Lei Orgânica do Município, em caso de ausência do prefeito e do vice, o presidente da Câmara é o próximo na linha sucessória para assumir a Prefeitura.

Saúde mental deve integrar tratamento de crianças e jovens com câncer

Agência Brasil

O atendimento oncológico tem que estar integrado a um centro de tratamento especializado, dentro do qual se deve dar atenção especial à saúde mental dos pacientes, sobretudo quando se trata de crianças e adolescentes. A avaliação foi feita hoje (10) à Agência Brasil pelo oncopediatra Marcelo Milone Silva, membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Oncologia Pediátrica (Sobope). “O paciente tem que ser visto não só pelo médico, mas por uma equipe multidisciplinar e, dentro dessa equipe, é imprescindível a presença de um psicólogo ou psiquiatra”, disse.

Segundo Milone, essa necessidade envolve não só o paciente, mas toda a família, englobando pais e, também, irmãos que, muitas vezes, se sentem negligenciados e desenvolvem irritação ou até mesmo raiva, porque todos os olhares passam a ser para a criança ou jovem doente. Ele acrescentou que é preciso levar em consideração também que o paciente, quando é feito o diagnóstico, tem sua rotina alterada completamente. “Devolver essa criança ou adolescente para o convívio dos amigos também é delicado”.

Quando esses pacientes são submetidos a tratamentos de quimioterapia, por exemplo, ocorrem alterações no seu aspecto físico, o corpo fica inchado sob ação de algum medicamento. Ele fica careca, pálido, a família fica mais controladora e tudo isso afeta a cabeça do paciente, que pode requerer atendimento psicológico ou psiquiátrico para medicação. Tem que ser visto de forma mais intensa”.

Leia Mais

Mega-Sena pode pagar R$ 11 milhões neste sábado

G1

 Aposta única da Mega-Sena custa R$ 4,50 — Foto: Marcelo Brandt/G1
Foto: Marcelo Brandt/G1

O concurso 2.223 pode pagar um prêmio de R$ 11 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio ocorre neste sábado (11) em São Paulo (SP). A aposta mínima custa R$ 4,50.

As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país ou pela internet.

Probabilidades

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 4,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 22.522,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

Novo Bolsa família vai estimular geração de emprego, diz ministro

R7

Ministro Osmar Terra fala sobre o Bolsa Família
Reprodução/Record TV

O ministro da Cidadania, Osmar Terra, disse que o novo formato do Bolsa Família vai estimular que beneficiários deixem o programa por meio de estímulos a geração de emprego e renda.

Em entrevista exclusiva ao Jornal da Record, Terra afirmou que o melhor programa social é o emprego.

“Por orientação do presidente, nós queremos que haja mais gente empregada, com renda e menos gente precisando do programa”.

Na quarta-feira (8), o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, entregou ao presidente Jair Bolsonaro estudos sobre um novo Bolsa Família. A proposta ainda será analisada em conjunto por ministérios como Casa Civil, Economia e Cidadania.

O núcleo político do Palácio do Planalto quer garantir mais R$ 10 bilhões de recursos do Orçamento para bancar uma reformulação do programa, antecipada pelo jornal O Estado de S. Paulo, e o pagamento do 13.º salário aos beneficiários em 2020. A equipe econômica diz, no entanto, não haver espaço para uma ampliação de gastos dessa magnitude. O orçamento previsto para o programa em 2020 é de R$ 29,3 bilhões.